Jornal Página 3
Dólar volta ficar abaixo dos R$ 3,20 e tem menor cotação em 2 meses

EULINA OLIVEIRA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de ter subido na sexta-feira (6), reagindo aos dados de emprego nos Estados Unidos, o dólar voltou a cair ante o real nesta segunda-feira (9) e a ficar abaixo dos R$ 3,20.

A moeda americana à vista caiu 0,72%, para R$ 3,1981, menor nível desde 8 de novembro, dia da eleição presidencial americana, vencida pelo republicano Donald Trump, quando chegou a R$ 3,1716.

O dólar comercial recuou 0,77%, a R$ 3,1980, mesma cotação de quinta-feira passada (5), quando ficou abaixo dos R$ 3,20 pela primeira vez desde a vitória de Trump

No exterior, o dólar recuou frente à maior parte das principais moedas, e o real ficou entre as principais valorizações.

Para a equipe de análise da Guide Investimentos, a expectativa de entrada de mais dólares no país com a captação externa da Petrobras colaborou para a queda do dólar.

A estatal anunciou nesta segunda-feira que sua subsidiária Petrobras Global Finance ofertará títulos no mercado americano em uma nova emissão. Também haverá recompra de títulos de dívida até o limite de US$ 2 bilhões, condicionada à nova emissão.

Durval Correa, diretor da mesa de câmbio da corretora MultiMoney, avalia ainda que há um movimento especulativo contribuindo para a queda do dólar. "O mercado está jogando as cotações para baixo para testar os limites do Banco Central e ver se a autoridade volta a intervir no câmbio e a comprar dólares."

No mercado de juros futuros, as taxas recuaram, refletindo as expectativas de corte de pelo menos 0,50 ponto percentual da taxa básica de juros (Selic) nesta quarta-feira (11). Atualmente, a taxa está em 13,75% ao ano.

BOLSA

Pressionado principalmente pela queda das ações da Petrobras, o Ibovespa fechou em alta de apenas 0,06%, aos 61.700,29 pontos. O giro financeiro foi de R$ 5,6 bilhões.

Os papéis da estatal de petróleo foram influenciados pela queda de quase 4% do petróleo no mercado internacional. Petrobras PN caiu 2,10%, enquanto Petrobras ON perdeu 0,97%.

Segundo operadores, a emissão de bônus no exterior pela Petrobras é positiva, uma vez que a empresa está trocando dívidas mais caras por mais baratas.

As ações da Vale subiram 2,11% (PNA) e 2,04% (ON), beneficiadas pela alta do minério de ferro na China.

Banco do Brasil ON recuou 3,77%, depois que o banco reduziu a previsão de aumento das receitas com tarifas e elevou a provisão para créditos de liquidação duvidosa em 2016.

Ainda no setor financeiro, Itaú Unibanco PN subiu 0,47%; Bradesco PN, +0,13%; Bradesco ON, +0,46%; Santander unit, +1,36%; e BM&FBovespa ON, estável.

A expectativa de queda maior da taxa básica de juros favoreceu as ações do setor de varejo e construção. Natura ON e Cyrela ON lideraram as altas do Ibovespa, com +4,86% e +3,62%, respectivamente. 

Números do mercado financeiro

DÓLAR

compra/venda
Câmbio livre BC - R$ 3,2091 / R$ 3,2097 **
Câmbio livre mercado - R$ 3,1961 / R$ 3,1980 *
Turismo - R$ 3,0400 / R$ 3,3600

(*) cotação média do mercado
(**) cotação do Banco Central

Variação do câmbio livre mercado
no dia: -0,77%

OURO BM&F

R$ 121,399

BOLSAS

Bovespa (Ibovespa)
Variação: 0,06%
Pontos: 61.700
Volume financeiro: R$ 5,629 bilhões
Maiores altas: Natura ON (4,86%), Cyrela ON (3,62%), Smiles ON (2,66%)
Maiores baixas: Marfrig ON (-4,27%), Banco do Brasil ON (-3,77%), Fibria ON (-2,17%)

Dow Jones (Nova York): -0,38%
Nasdaq (Nova York): 0,19%
CAC 40 (Paris): -0,45%
Dax 30 (Frankfurt): -0,30%
Financial 100 (Londres): 0,38%
Nikkei 225 (Tóquio): -0,34%
Hang Seng (Hong Kong): 0,25%
Shanghai Composite (Xangai): 0,54%
Merval (Buenos Aires): 1,23%
IPC (México): -1,13%

POUPANÇA

Depósitos feitos até 3 de maio de 2012 (Lei 12.703/2012)
Aniversário - Rendimento (%)
27/12 = 0,6615
28/12 = 0,6890
29/12 = 0,6858
30/12 = 0,6858
31/12 = 0,6858
1º/1 = 0,6858
2/1 = 0,6922
3/1 = 0,6732
4/1 = 0,7106
5/1 = 0,7271
6/1 = 0,7112
7/1 = 0,7085
8/1 = 0,6880
9/1 = 0,6666
10/1 = 0,6766
11/1 = 0,7141
12/1 = 0,7526
13/1 = 0,7150
14/1 = 0,7150
15/1 = 0,6784
16/1 = 0,6680
17/1 = 0,6660
18/1 = 0,6926
19/1 = 0,7269
20/1 = 0,7117
21/1 = 0,7109
22/1 = 0,6665
23/1 = 0,6509
24/1 = 0,6553
25/1 = 0,6914
26/1 = 0,7223
27/1 = 0,7197

NOVA POUPANÇA

Depósitos feitos a partir de 4 de maio de 2012 (Lei 12.703/2012)
Aniversário - Rendimento (%)
27/12 = 0,6615
28/12 = 0,6890
29/12 = 0,6858
30/12 = 0,6858
31/12 = 0,6858
1º/1 = 0,6858
2/1 = 0,6922
3/1 = 0,6732
4/1 = 0,7106
5/1 = 0,7271
6/1 = 0,7112
7/1 = 0,7085
8/1 = 0,6880
9/1 = 0,6666
10/1 = 0,6766
11/1 = 0,7141
12/1 = 0,7526
13/1 = 0,7150
14/1 = 0,7150
15/1 = 0,6784
16/1 = 0,6680
17/1 = 0,6660
18/1 = 0,6926
19/1 = 0,7269
20/1 = 0,7117
21/1 = 0,7109
22/1 = 0,6665
23/1 = 0,6509
24/1 = 0,6553
25/1 = 0,6914
26/1 = 0,7223
27/1 = 0,7197

ÍNDICES DE INFLAÇÃO

IPCA/IBGE
Novembro 2015: 1,01%
Dezembro 2015: 0,96%
Janeiro 2016: 1,27%
Fevereiro 2016: 0,90%
Março 2016: 0,43%
Abril 2016: 0,61%
Maio 2016: 0,78%
Junho 2016: 0,35%
Julho 2016: 0,52%
Agosto 2016: 0,44%
Setembro 2016: 0,08%
Outubro 2016: 0,26%
Novembro 2016: 0,18%

INPC/IBGE
Novembro 2015: 1,11%
Dezembro 2015: 0,90%
Janeiro 2016: 1,51%
Fevereiro 2016: 0,95%
Março 2016: 0,44%
Abril 2016: 0,64%
Maio 2016: 0,98%
Junho 2016: 0,47%
Julho 2016: 0,64%
Agosto 2016: 0,31%
Setembro 2016: 0,08%
Outubro 2016: 0,17%
Novembro 2016: 0,07%

IPC/Fipe
Dezembro 2015: 0,82%
Janeiro 2016: 1,37%
Fevereiro 2016: 0,89%
Março 2016: 0,97%
Abril 2016: 0,46%
Maio 2016: 0,57%
Junho 2016: 0,65%
Julho 2016: 0,35%
Agosto 2016: 0,11%
Setembro 2016: -0,14
Outubro 2016: 0,27%
Novembro 2016: 0,15%
Dezembro 2016: 0,72%

IGP-M/FGV
Dezembro 2015: 0,49%
Janeiro 2016: 1,14%
Fevereiro 2016: 1,29%
Março 2016: 0,51%
Abril 2016: 0,33%
Maio 2016: 0,82%
Junho 2016: 1,69%
Julho 2016: 0,18%
Agosto 2016: 0,15%
Setembro 2016: 0,20%
Outubro 2016: 0,16%
Novembro 2016: -0,03%
Dezembro 2016: 0,54%

IGP-DI/FGV
Novembro 2015: 1,19%
Dezembro 2015: 0,44%
Janeiro 2016: 1,53%
Fevereiro 2016: 0,79%
Março 2016: 0,43%
Abril 2016: 0,36%
Maio 2016: 1,13%
Junho 2016: 1,63%
Julho 2016: -0,39%
Agosto 2016: 0,43%
Setembro 2016: 0,03%
Outubro 2016: 0,13%
Novembro 2016: 0,05%

SALÁRIO MÍNIMO

Janeiro 2016: R$ 880,00
Janeiro 2017: R$ 937,00

SALÁRIO FAMÍLIA

Janeiro 2016
Até R$ 806,80: R$ 41,37
de R$ 806,81 até R$ 1.212,64: R$ 29,16


Terça, 10/1/2017 6:00.




Geral

Previsão é que trabalhos sejam concluídos no ano que vem


Cidade

Mudanças cumprem exigência da Vigilância Sanitária  


Cultura

O lançamento no Brasil está previsto para o segundo semestre 


Justiça

Condenado a 181 anos de prisão estuprador de dezenas de mulheres ficou menos de 3 anos na cadeia 


publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br