Jornal Página 3

Suposto envolvido na morte de Sérgio Renato trabalhava na Contabilidade Visão
Reprodução.
Sérgio Renato foi morto quase um ano atrás.
Sérgio Renato foi morto quase um ano atrás.

Terça, 6/2/2018 8:01.

O office-boy P.H.F, preso pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) de Itajaí, acusado de ser o contratante dos executores do homicídio do engenheiro Sérgio Renato Silva, trabalhava na Contabilidade Visão, de Balneário Camboriú.

O esclarecimento é necessário porque após a publicação de duas reportagens do Página 3 sobre os fatos, surgiram diversos boatos envolvendo outros escritórios de contabilidade.

O proprietário da Contabilidade Visão, forneceu declaração de que P.H.F. era seu funcionário para ser juntada pelo advogado do acusado no pedido de revogação da prisão preventiva.

P.H.F. está preso preventivamente desde 24 de janeiro e a justiça ainda não decidiu sobre o relaxamento da prisão.

O Ministério Público (MP) opinou contra que a revogação da preventiva e alegou que na casa de P.H.F. foram encontrados pela polícia recibos de pagamento a um advogado que “incontestavelmente denota a ligação entre eles”.

O MP se refere a dois recibos emitidos por um advogado que defendeu um dos participantes da execução e que ontem adiantou ao Página 3 que nunca prestou serviços a P.H.F. e desconhece o motivo desses recibos estarem em poder do suposto contratante.

Também é necessário esclarecer que no processo não existe qualquer menção, exceto a relação de trabalho, entre o fato criminoso, a Contabilidade Visão ou seu proprietário Jorge Feller.


Publicidade


Seu Dinheiro


Saúde

A demanda elevada levou a coordenação a buscar ajuda    


Cidade

 Os denunciantes não precisarão informar seus nomes. 


Cidade

É necessário redobrar a atenção


Geral

Acidente teria sido causado por um motorusta embriagado


Agora Balneario

A prática será no campo de golfe do Plaza Itapema  


Policia

Ele estava foragido há cerca de 26 anos.  


Cultura