Jornal Página 3
Geral

Medidas que podem acelerar empreedimentos tramitam lentamente na burocracia pública 


Geral


Cidade

Trecho da Avenida do Estado ficará interditado durante o dia


Política


Agora Balneario

Mais de mil contabilistas estão inscritos no encontro  


Geral


Cidade

Iniciativas do poder público e da iniciativa privada podem garantir um futuro verde para a cidade


Saúde

Incidência da doença tem aumentado no sul e sudeste


Geral


Cultura

Já foram 50 livros publicados e mais de duas décadas de coluna no Página 3


Publicidade

Leia a publicação do Convention Bureau 


publicidade

Segundo caso de Chikungunya importado é registrado em Balneário
Divulgação PMBC

Mais um caso de Chikungunya importado foi registrado em Balneário Camboriú. Segundo informações do secretário de Saúde, Jorge Teixeira, o paciente era residente de Fortaleza, no Ceará, e mudou-se recentemente para o município. Esse foi o segundo registro em Balneário, sendo que ambos foram trazidos do Ceará – onde já há mais de 10 mil pessoas com a doença.

Com a confirmação do caso, equipes do Programa Municipal de Combate ao Aedes aegypti aplicaram na noite de ontem (18) o inseticida, em um raio de 150 metros ao redor da residência do infectado, para bloqueio da área.

“O paciente é sempre orientado a usar repelente no período de viremia, que vai de dois dias antes do início dos sintomas até 10 dias depois. Não é necessário fazer isolamento. Também fazemos busca ativa de novos casos suspeitos na área de residência”, comentou o secretário.

Os principais sintomas da Chikungunya são febre acima de 39 graus, de início repentino, e dores nas articulações. Pode ocorrer, também, dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele.

Balneário intensificou as ações sobre os cuidados para combater o mosquito Aedes aegypiti, após o primeiro índice realizado neste ano, apontar alto risco para surto das doenças transmitidas pelo mosquito – Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela. O secretário pede que a população tome muito cuidado agora no outono e inverno para que não haja epidemia no verão.

Neste ano, Balneário Camboriú ainda não registrou nenhum caso de dengue, Chikungunya e Zika, que tenham sido contraídos na cidade. Além de vistoriar as armadilhas espalhadas pela cidade, os fiscais do Programa Municipal de Combate ao Aedes aegypti vistoriam casas, terrenos baldios e obras da construção civil.

Os agentes da Estratégia de Saúde da Família (ESF) também deverão auxiliar o alerta durante as visitas domiciliares. A Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social, está realizando a entrega de repelentes para gestantes beneficiárias do Programa Bolsa Família.

Cuidados dentro das casas e apartamentos:

Tampe os tonéis e caixas d’água;
Mantenha as calhas sempre limpas;
Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
Mantenha lixeiras bem tampadas;
Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;
Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

Área externa de casas e condomínios

Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;
Limpe ralos e canaletas externas;
Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;
Deixe lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;
Verifique instalações de salão de festas, banheiros e copa.

Fonte: Agência Nacional de Saúde Suplementar


Sexta, 19/5/2017 10:24.




publicidade




Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br