Jornal Página 3

Projeto de Complexo Aquático é apresentado

Sexta, 10/11/2017 9:20.

Imponente, mas funcional. O arquiteto da Secretaria de Planejamento Helvys Zermiani apresentou na última semana (9) o projeto de um complexo aquático desenvolvido a partir da proposta do vereador Lucas Gotardo (PSB).

O projeto, pensado para uma área pública ao lado do quartel em cnostrução dos bombeiros, no Bairro dos Estados, apresenta duas piscinas: uma menor, de 10m x 10m, voltada às hidroterapias e uma semi-olímpica, com 10 raias e 25m de comprimento.

Em estrutura metálica, usando basicamente aço, concreto e vidro, o que pode encarecer um pouco o valor total, mas compensar em mão de obra e funcionalidades. Um dos diferenciais é o teto em material transparente, que pode ser vidro ou policarbonato, por exemplo, e assim aproveitar a iluminação natural.

Seriam dois pavimentos e um subsolo reservado para estacionamento e maquinário. No primeiro andar estaria o hall com catraca, acessibilidade, recepção, algumas salas e a piscina menor. Já no 2º piso fica a piscina semi-olímpica, uma pequena academia, espaço de convívio, auditório e cinco salas de apoio.

Durante a reunião foi levantada a questão de aproveitar a estrutura para receber uma secretaria, possivelmente a Fundação de Esportes, hoje funcionando em uma casa alugada.

O arquiteto Helvys (de azul) apresenta o projeto ao vereador, comando do CBM e representantes da FMEBC - Crédito: Daniella Rodrigues

A intenção é que os custos de edificação e manutenção sejam compensados com o aproveitamento do local. Por isso o projeto vem sendo acompanhado pelo Corpo de Bombeiros, que poderá colaborar financeiramente com o custeio.

Apesar de ser uma cidade litorânea, não existe hoje em Balneário Camboriú estrutura pública para ensino da natação, atividades terapêuticas, projetos sociais ou treinamento de guarda-vidas que não seja o mar.

O complexo supriria essa necessidade com o bônus de ser um local controlado, com água na mesma temperatura o ano todo e sem depender dos fatores do tempo.

O comandante do 13º Batalhão CBM coronel Eduardo Haroldo De Lima elogiou o projeto e sugeriu prever também espaço para atividades da Secretaria do Idoso e Educação.

Para o professor da Fundação Municipal de Esportes, Charles Oliveira Silva, investir em alternativas de atividades físicas é prevenir futuros gastos com saúde pública.

O arquiteto Helvys se colocou à disposição para fazer as adaptações necessárias e também vai preparar uma apresentação para que o gabinete do vereador Lucas Gotardo e quem mais se interessar em abraçar a causa, possa correr atrás de aporte financeiro no Governo Federal e através de emendas parlamentares.

Não foram descartadas as parcerias com iniciativa privada.

O valor estimado geralmente é informado após a contratação do projeto executivo (o que ainda não aconteceu), mas o arquiteto acredita em um investimento entre R$ 6 e R$ 7 milhões.


Publicidade


Saúde

Cidade não é área de risco, mas recebe muitos visitantes que podem estar doentes. 


Educação

Profissionais ganhariam gratificação pelas novas funções 


Cidade

Veja as fotos. Estragos estão sendo recuperados. 


Cidade

Programa não está claro e há hesitações políticas  


Esportes

Evento vai movimentar o Édem Skatepark na próxima semana


Guia Legal BC


Geral

Residência foi destruída por incêndio


Cultura

Asfixia conta com Jackson Antunes no elenco


Geral

Dinheiro arrecadado por campanha pode estar sendo usado para custear turismo e compra de carro 


Cultura

Dica de passeio cultural de verão


Cidade

O serviço não tem ônus adicional, é programado e deve ser agendado por telefone