Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Movup lança campanha para curso de Belas Artes na Udesc de Balneário Camboriú

Audiência pública dia 20 é o primeiro passo

Segunda, 13/8/2018 10:40.
Karin Radtke da Silva
Presidente do Movup na solenidade que criou o Cesfi

Publicidade

O Movimento Voluntário Universidade Pública Gratuita (MOVUP) está preparando o lançamento de campanha para trazer um curso superior de Belas Artes para a Udesc de Balneário Camboriú.

A largada vai acontecer na próxima segunda-feira (20), quando será realizada uma audiência pública para debater este assunto com todos os segmentos da comunidade. A audiência é aberta para todos que têm interesse no assunto e será realizada às 19h no salão comunitário da igreja luterana Martin Luther, na subida do Cristo Luz.

Esta será a terceira campanha que o Movup, encabeçado por Hélvion Ribeiro e Valdim Utech, presidente e vice-presidente do movimento, respectivamente, realizam na cidade.

“É um movimento voluntário como uma contribuição comunitária, que não tem caixa, cor política ou credo, é um investimento para o municipio”, disse Hélvion.

A primeira campanha por um curso superior gratuito em Balneário Camboriú realizada no início do ano 2000, conseguiu 25 mil assinaturas (mais de 10 mil pediam por um curso na área de Belas Artes).

Em 2004 iniciou o curso de Administração Pública em duas salinhas provisórias de uma escola municipal. Depois foi alugada uma sede na Rua 3020, onde foi criado em 20 de maio de 2010 o Centro de Educação Superior da Foz do Itajaí (CESFI), pelo então governador Leonel Pavan.

Em 2011 foi aprovado o segundo curso superior gratuito da Udesc em Balneário: Engenharia do Petróleo. Em novembro de 2013, o curso de Administração Pública passou a ser noturno.

A prefeitura doou um terreno no Bairro Nova Esperança e no ano passado foi inaugurado o primeiro prédio da Cesfi naquele bairro. Lá funciona o curso de Engenharia do Petróleo. Administração Pública continua em prédio alugado na avenida Central, aguardando a construção do segundo bloco no campus do Nova Esperança.

Tudo isso resultou de uma campanha vitoriosa lançada pelo Movup, com apoio de políticos, estudantes e comunidade em geral.

“O Movup tem uma história de sucesso quando trabalhou junto com milhares de pessoas, mídia, instituições e políticos, pela vinda da Udesc para Balneário Camboriú e outra história de fracasso, quando não conseguiu trazer um Campus da UFSC”, disse Hélvion.

Na ocasião, a tentativa foi de trazer um curso no campo das Artes, através de uma extensão da UFSC em Balneário Camboriú, O curso não veio, mas mais de 10 mil assinaturas foram colhidas pelo Movup na ocasião, aprovando uma faculdade na área de artes.

“Esta será uma nova tentativa e como é uma causa pública que pertence a todos nós, pedimos que divulguem, convidem e participem da nossa primeira audiência para expor sua opinião, seja ela contra ou a favor”, disse Hélvion


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinião

"Com estes valores, nenhuma unidade de saúde consegue se manter como PORTA ABERTA"


Cidade

Prefeitura é dona de terreno, próximo ao local, que poderia receber o Mercado


Brasil


Política

O vereador aproveitou que estava em Brasília pra falar sobre o saneamento básico de Camboriú


Cidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Movup lança campanha para curso de Belas Artes na Udesc de Balneário Camboriú

Karin Radtke da Silva
Presidente do Movup na solenidade que criou o Cesfi
Presidente do Movup na solenidade que criou o Cesfi

Publicidade

Segunda, 13/8/2018 10:40.

O Movimento Voluntário Universidade Pública Gratuita (MOVUP) está preparando o lançamento de campanha para trazer um curso superior de Belas Artes para a Udesc de Balneário Camboriú.

A largada vai acontecer na próxima segunda-feira (20), quando será realizada uma audiência pública para debater este assunto com todos os segmentos da comunidade. A audiência é aberta para todos que têm interesse no assunto e será realizada às 19h no salão comunitário da igreja luterana Martin Luther, na subida do Cristo Luz.

Esta será a terceira campanha que o Movup, encabeçado por Hélvion Ribeiro e Valdim Utech, presidente e vice-presidente do movimento, respectivamente, realizam na cidade.

“É um movimento voluntário como uma contribuição comunitária, que não tem caixa, cor política ou credo, é um investimento para o municipio”, disse Hélvion.

A primeira campanha por um curso superior gratuito em Balneário Camboriú realizada no início do ano 2000, conseguiu 25 mil assinaturas (mais de 10 mil pediam por um curso na área de Belas Artes).

Em 2004 iniciou o curso de Administração Pública em duas salinhas provisórias de uma escola municipal. Depois foi alugada uma sede na Rua 3020, onde foi criado em 20 de maio de 2010 o Centro de Educação Superior da Foz do Itajaí (CESFI), pelo então governador Leonel Pavan.

Em 2011 foi aprovado o segundo curso superior gratuito da Udesc em Balneário: Engenharia do Petróleo. Em novembro de 2013, o curso de Administração Pública passou a ser noturno.

A prefeitura doou um terreno no Bairro Nova Esperança e no ano passado foi inaugurado o primeiro prédio da Cesfi naquele bairro. Lá funciona o curso de Engenharia do Petróleo. Administração Pública continua em prédio alugado na avenida Central, aguardando a construção do segundo bloco no campus do Nova Esperança.

Tudo isso resultou de uma campanha vitoriosa lançada pelo Movup, com apoio de políticos, estudantes e comunidade em geral.

“O Movup tem uma história de sucesso quando trabalhou junto com milhares de pessoas, mídia, instituições e políticos, pela vinda da Udesc para Balneário Camboriú e outra história de fracasso, quando não conseguiu trazer um Campus da UFSC”, disse Hélvion.

Na ocasião, a tentativa foi de trazer um curso no campo das Artes, através de uma extensão da UFSC em Balneário Camboriú, O curso não veio, mas mais de 10 mil assinaturas foram colhidas pelo Movup na ocasião, aprovando uma faculdade na área de artes.

“Esta será uma nova tentativa e como é uma causa pública que pertence a todos nós, pedimos que divulguem, convidem e participem da nossa primeira audiência para expor sua opinião, seja ela contra ou a favor”, disse Hélvion


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade