Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Audiência pública aprovou proposta de curso de Belas Artes na Udesc

Movup quer repetir campanha vitoriosa dos anos 2000

Terça, 21/8/2018 14:15.
Mario Molina
Mãos erguidas pelo 'sim'

Publicidade

O primeiro passo para Balneário Camboriú receber um curso superior de Belas Artes, no campus da Udesc, foi dado na audiência pública, realizada nesta segunda-feira (20), no salão da igreja luterana Martin Luther, onde 97 pessoas presentes aprovaram a proposta, uma se absteve de votar e ninguém votou contra.

O encontro superou a expectativa dos organizadores, especialmente do presidente do Movup, Hélvion Ribeiro.

“Tivemos o dobro de pessoas que esperávamos. Fiquei impressionado com a inteligência das colocações, temos muita gente boa aqui. A população, as autoridades, a mídia e as instituições já têm pleno conhecimento de nossa ação. Agora todos precisam ‘digerir’ a ideia”, colocou o presidente.

Com aprovação da audiência, o Movup vai preparar os próximos passos.

“Vamos nos reunir em setembro para decidir o seguimento. Várias pessoas estão sugerindo novamente um abaixo-assinado (como aconteceu no início do ano 2000, quando foram colhidas 25 mil assinaturas pedindo uma extensão da Udesc na cidade). Iremos formar uma equipe para elaborar o projeto do curso de Belas Artes. Na sequência iremos compor um texto para encaminhar para as autoridades e instituições”, antecipou Hélvion Ribeiro.

Presenças

O prefeito Fabrício Oliveira não pôde participar da audiência, mas telefonou ao presidente do Movup, para declarar apoio irrestrito à iniciativa. Ele foi representado pela secretária da Educação Rosângela Percegona Borba.

Também marcaram presença o presidente da Fundação Cultural George Varela, o diretor de Turismo Nelson Oliveira, o Frei Ladi Antoniazzi da igreja matriz Santa Inês, os vereadores Nilson Probst, Bola Pereira, Patrick Machado e André Meirinho.

O vice-prefeito Carlos Humberto Metzner Silva participou como cidadão, porque está em campanha eleitoral, assim como outros candidatos, entre eles Ary Souza e André Meirinho.

Professores e acadêmicos da Udesc, atores e artistas e comunidade em geral também prestigiaram a audiência.

O coral Kairós da comunidade luterana cantou ‘Peço que Deus…’, de Mercedes Soza para abrir o encontro.

Os trabalhos foram conduzidos pelo secretário do Movup Dalton Becker.

O presidente Hélvion Ribeiro e o vice-presidente Valdim Utech apresentaram a ideia de tentar buscar um curso superior de Belas Artes, lembrando da primeira experiência vitoriosa que resultou quase 17 anos depois em um campus da Udesc no Bairro Nova Esperança, que abriga os cursos de Administração Pública (pioneiro) e Engenharia do Petróleo.

Por mais de uma hora os presentes puderam se manifestar.

No final, o presidente do Movup sugeriu uma votação, que rendeu 97 aprovações e nenhuma contra.

Frases

“Por muitos anos Balneário Camboriú era considerada cidade sem raiz, cidade de cimento, trazer Belas Artes é trazer sensibilidade, será uma conquista muito importante para a cidade”. (George Varela, presidente da Fundação Cultural)

“A arte é conhecimento e se formos pensar em transformação que façamos essa transformação por meio do conhecimento e por meio da arte”. (Rosângela Percegona Borba, secretária da Educação)

“Durante muitos anos nossa cultura só era vista em Itajaí. Desde 2012 os artistas vêm lutando por espaço no conselho, temos em Balneário um projeto de fomento à cultura, chamado projeto Oficinas, um dos melhores do país, eles saem dali, gostariam de continuar estudando e não tem onde”. (Luciano Estevão, ator)

“A auto estima do ser humano está muito baixa, precisamos recuperar isto, a arte é uma terapia, canaliza o potencial e leva o cidadão a viver mais intensamente. Que este curso venha nos ajudar a devolver o encanto pela vida”. (Frei Ladi Antoniazzi, pároco da Matriz Santa Inês)

“Hoje é a primeira Aula Magna da nossa faculdade de Belas Artes”. (Walter Borba, bombeiro).

“Trago manifestação do deputado Leonel Pavan, que está disposto a trabalhar da mesma forma como na primeira campanha pela vinda da Udesc, nosso partido é 100% favorável, porque será mais um ganho para a cidade, como foi com o Museu do Som, que a Família Delatorre inaugurou recentemente”. (Bola Pereira, vereador, presidente do PSDB).

“A cidade abraçou a causa pela credibilidade do Movup”. (Dão Koeddermann, funcionário público).

“Esta luta não precisaria ser uma luta, porque isso não é gasto, é investimento, sonho em ver essa cidade cada vez mais cultural”. (Patrick Machado, vereador).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Audiência pública aprovou proposta de curso de Belas Artes na Udesc

Mario Molina
Mãos erguidas pelo 'sim'
Mãos erguidas pelo 'sim'

Publicidade

Terça, 21/8/2018 14:15.

O primeiro passo para Balneário Camboriú receber um curso superior de Belas Artes, no campus da Udesc, foi dado na audiência pública, realizada nesta segunda-feira (20), no salão da igreja luterana Martin Luther, onde 97 pessoas presentes aprovaram a proposta, uma se absteve de votar e ninguém votou contra.

O encontro superou a expectativa dos organizadores, especialmente do presidente do Movup, Hélvion Ribeiro.

“Tivemos o dobro de pessoas que esperávamos. Fiquei impressionado com a inteligência das colocações, temos muita gente boa aqui. A população, as autoridades, a mídia e as instituições já têm pleno conhecimento de nossa ação. Agora todos precisam ‘digerir’ a ideia”, colocou o presidente.

Com aprovação da audiência, o Movup vai preparar os próximos passos.

“Vamos nos reunir em setembro para decidir o seguimento. Várias pessoas estão sugerindo novamente um abaixo-assinado (como aconteceu no início do ano 2000, quando foram colhidas 25 mil assinaturas pedindo uma extensão da Udesc na cidade). Iremos formar uma equipe para elaborar o projeto do curso de Belas Artes. Na sequência iremos compor um texto para encaminhar para as autoridades e instituições”, antecipou Hélvion Ribeiro.

Presenças

O prefeito Fabrício Oliveira não pôde participar da audiência, mas telefonou ao presidente do Movup, para declarar apoio irrestrito à iniciativa. Ele foi representado pela secretária da Educação Rosângela Percegona Borba.

Também marcaram presença o presidente da Fundação Cultural George Varela, o diretor de Turismo Nelson Oliveira, o Frei Ladi Antoniazzi da igreja matriz Santa Inês, os vereadores Nilson Probst, Bola Pereira, Patrick Machado e André Meirinho.

O vice-prefeito Carlos Humberto Metzner Silva participou como cidadão, porque está em campanha eleitoral, assim como outros candidatos, entre eles Ary Souza e André Meirinho.

Professores e acadêmicos da Udesc, atores e artistas e comunidade em geral também prestigiaram a audiência.

O coral Kairós da comunidade luterana cantou ‘Peço que Deus…’, de Mercedes Soza para abrir o encontro.

Os trabalhos foram conduzidos pelo secretário do Movup Dalton Becker.

O presidente Hélvion Ribeiro e o vice-presidente Valdim Utech apresentaram a ideia de tentar buscar um curso superior de Belas Artes, lembrando da primeira experiência vitoriosa que resultou quase 17 anos depois em um campus da Udesc no Bairro Nova Esperança, que abriga os cursos de Administração Pública (pioneiro) e Engenharia do Petróleo.

Por mais de uma hora os presentes puderam se manifestar.

No final, o presidente do Movup sugeriu uma votação, que rendeu 97 aprovações e nenhuma contra.

Frases

“Por muitos anos Balneário Camboriú era considerada cidade sem raiz, cidade de cimento, trazer Belas Artes é trazer sensibilidade, será uma conquista muito importante para a cidade”. (George Varela, presidente da Fundação Cultural)

“A arte é conhecimento e se formos pensar em transformação que façamos essa transformação por meio do conhecimento e por meio da arte”. (Rosângela Percegona Borba, secretária da Educação)

“Durante muitos anos nossa cultura só era vista em Itajaí. Desde 2012 os artistas vêm lutando por espaço no conselho, temos em Balneário um projeto de fomento à cultura, chamado projeto Oficinas, um dos melhores do país, eles saem dali, gostariam de continuar estudando e não tem onde”. (Luciano Estevão, ator)

“A auto estima do ser humano está muito baixa, precisamos recuperar isto, a arte é uma terapia, canaliza o potencial e leva o cidadão a viver mais intensamente. Que este curso venha nos ajudar a devolver o encanto pela vida”. (Frei Ladi Antoniazzi, pároco da Matriz Santa Inês)

“Hoje é a primeira Aula Magna da nossa faculdade de Belas Artes”. (Walter Borba, bombeiro).

“Trago manifestação do deputado Leonel Pavan, que está disposto a trabalhar da mesma forma como na primeira campanha pela vinda da Udesc, nosso partido é 100% favorável, porque será mais um ganho para a cidade, como foi com o Museu do Som, que a Família Delatorre inaugurou recentemente”. (Bola Pereira, vereador, presidente do PSDB).

“A cidade abraçou a causa pela credibilidade do Movup”. (Dão Koeddermann, funcionário público).

“Esta luta não precisaria ser uma luta, porque isso não é gasto, é investimento, sonho em ver essa cidade cada vez mais cultural”. (Patrick Machado, vereador).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade