Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Política habitacional em Balneário Camboriú em debate

Nesta quinta-feira

Quarta, 22/8/2018 11:14.
Divulgação
Allan Schroeder, presidente do CMH

Publicidade

O tema central do Fórum Municipal de Habitação de Interesse Social, que vai acontecer nesta quinta-feira (23), às 18h30, no auditório da OAB, será ‘Desafios da Política Habitacional em Balneário Camboriú’.

Na sequência haverá eleição dos representantes da sociedade civil no Conselho Municipal de Habitação de Interesse Social (CMH) e a posse dos novos conselheiros.

O presidente do Conselho, Allan Schroeder disse que 12 entidades se inscreveram para disputar as cadeiras do novo CMH. A expectativa é reunir cerca de 50 pessoas.

A mesa será composta por representantes do Fundo Rotativo do Bem Estar Social (Furbes), OAB, IAB, Defesa Civil e Udesc.

“O público alvo são as pessoas que se interessam pela pauta de Habitação de Interesse Social desde universitários, arquitetos, urbanistas, advogados que atuam no tema, associações de moradores e movimentos populares, sindicatos e entidades de classe profissional”, explicou o presidente do CMH.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Política habitacional em Balneário Camboriú em debate

Divulgação
Allan Schroeder, presidente do CMH
Allan Schroeder, presidente do CMH

Publicidade

Quarta, 22/8/2018 11:14.

O tema central do Fórum Municipal de Habitação de Interesse Social, que vai acontecer nesta quinta-feira (23), às 18h30, no auditório da OAB, será ‘Desafios da Política Habitacional em Balneário Camboriú’.

Na sequência haverá eleição dos representantes da sociedade civil no Conselho Municipal de Habitação de Interesse Social (CMH) e a posse dos novos conselheiros.

O presidente do Conselho, Allan Schroeder disse que 12 entidades se inscreveram para disputar as cadeiras do novo CMH. A expectativa é reunir cerca de 50 pessoas.

A mesa será composta por representantes do Fundo Rotativo do Bem Estar Social (Furbes), OAB, IAB, Defesa Civil e Udesc.

“O público alvo são as pessoas que se interessam pela pauta de Habitação de Interesse Social desde universitários, arquitetos, urbanistas, advogados que atuam no tema, associações de moradores e movimentos populares, sindicatos e entidades de classe profissional”, explicou o presidente do CMH.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade