Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Desfile cívico: tempo reduzido e foco nas escolas

O tema levará ética e cidadania para o asfalto

Terça, 28/8/2018 14:54.
Divulgação PMBC
Alegorias também serão reduzidas esse ano

Publicidade

O desfile de 7 de Setembro vem com mudanças esse ano: redução no número de participantes, no tempo de duração e com foco maior nos estudantes da rede pública, privada e universidades.

A secretária da Educação Rosângela Percegona Borba disse que no ano passado o desfile demorou 3h40, o que gerou vários pedidos de redução do tempo. Para tornar essa redução possível, foi necessário limitar o número de participantes: cada escola poderá levar uma centena de alunos para desfilar.

Também contribuiu a decisão de tornar o desfile cívico, focando forte nas escolas (municipais, estaduais e particulares, secretarias municipais, Legislativo, Grupos de Escoteiros, Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. As outras organizações e instituições poderão participar de outros desfiles, como o de abertura da temporada.

Mesmo assim a expectativa é colocar sete mil participantes nos dois desfiles: às 9h na avenida Atlântica e às 14h30 na Barra.

O tema

A secretaria da Educação decidiu levar para o desfile o tema do projeto ‘Ética e Cidadania’, que vem desenvolvendo nas escolas da rede municipal desde o início do ano.

“Este é o projeto âncora’ do municipio. Ele veio para as escolas pelo momento que estamos vivendo, o descontentamento com a questão política, ele veio para tornar nossos estudantes cidadãos ativos desde pequenos, ele beneficia tanto o aluno quanto o professor e todos os demais envolvidos”, explicou a secretária.

O projeto realizado pela Rede Municipal de Ensino em parceria com o Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Procuradoria Municipal, Univali, secretaria de Educação de Balneário Camboriú e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), é aplicado na educação infantil e até o 9o. ano do Fundamental.

Na educação infantil os professores de educação física fazem as formações e tornam-se multiplicadores do projeto nas suas escolas.

No ensino fundamental os orientadores educacionais fazem as formações e multiplicam o conhecimento dentro das escolas.

“É um projeto da escola, todos os professores trabalham o tema dentro de suas disciplinas”, enfatizou.

O tema será levado para o desfile com menos alegorias. A escola que quiser apresentar uma caracterização do tema pode fazer isso com um grupo pequeno de alunos. Os demais estarão vestindo uniforme.

“Porque mais importante do que as alegorias que demandam muito tempo para confecção de adereços é o aluno saber porque ele está ali, o que significa o desfile da Independência, despertar nele esse interesse, porque hoje ética e cidadania são palavras desgastadas e queremos com este projeto resgatar o que elas representam”, concluiu Rosângela.

Informações: Secretaria de Educação (47) 3363-7144


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinião

"Com estes valores, nenhuma unidade de saúde consegue se manter como PORTA ABERTA"


Cidade

Prefeitura é dona de terreno, próximo ao local, que poderia receber o Mercado


Brasil


Política

O vereador aproveitou que estava em Brasília pra falar sobre o saneamento básico de Camboriú


Cidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Desfile cívico: tempo reduzido e foco nas escolas

Divulgação PMBC
Alegorias também serão reduzidas esse ano
Alegorias também serão reduzidas esse ano

Publicidade

Terça, 28/8/2018 14:54.

O desfile de 7 de Setembro vem com mudanças esse ano: redução no número de participantes, no tempo de duração e com foco maior nos estudantes da rede pública, privada e universidades.

A secretária da Educação Rosângela Percegona Borba disse que no ano passado o desfile demorou 3h40, o que gerou vários pedidos de redução do tempo. Para tornar essa redução possível, foi necessário limitar o número de participantes: cada escola poderá levar uma centena de alunos para desfilar.

Também contribuiu a decisão de tornar o desfile cívico, focando forte nas escolas (municipais, estaduais e particulares, secretarias municipais, Legislativo, Grupos de Escoteiros, Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. As outras organizações e instituições poderão participar de outros desfiles, como o de abertura da temporada.

Mesmo assim a expectativa é colocar sete mil participantes nos dois desfiles: às 9h na avenida Atlântica e às 14h30 na Barra.

O tema

A secretaria da Educação decidiu levar para o desfile o tema do projeto ‘Ética e Cidadania’, que vem desenvolvendo nas escolas da rede municipal desde o início do ano.

“Este é o projeto âncora’ do municipio. Ele veio para as escolas pelo momento que estamos vivendo, o descontentamento com a questão política, ele veio para tornar nossos estudantes cidadãos ativos desde pequenos, ele beneficia tanto o aluno quanto o professor e todos os demais envolvidos”, explicou a secretária.

O projeto realizado pela Rede Municipal de Ensino em parceria com o Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Procuradoria Municipal, Univali, secretaria de Educação de Balneário Camboriú e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), é aplicado na educação infantil e até o 9o. ano do Fundamental.

Na educação infantil os professores de educação física fazem as formações e tornam-se multiplicadores do projeto nas suas escolas.

No ensino fundamental os orientadores educacionais fazem as formações e multiplicam o conhecimento dentro das escolas.

“É um projeto da escola, todos os professores trabalham o tema dentro de suas disciplinas”, enfatizou.

O tema será levado para o desfile com menos alegorias. A escola que quiser apresentar uma caracterização do tema pode fazer isso com um grupo pequeno de alunos. Os demais estarão vestindo uniforme.

“Porque mais importante do que as alegorias que demandam muito tempo para confecção de adereços é o aluno saber porque ele está ali, o que significa o desfile da Independência, despertar nele esse interesse, porque hoje ética e cidadania são palavras desgastadas e queremos com este projeto resgatar o que elas representam”, concluiu Rosângela.

Informações: Secretaria de Educação (47) 3363-7144


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade