Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Giba Moojen: Nossa Toca já bateu 28 milhões de visualizações
Fotos Divulgação
Giba Moojen

Quarta, 8/8/2018 8:37.

O canal 'Nossa Toca’, criado em 2015, em Balneário Camboriú, é um sucesso na internet. O espaço nasceu para divulgar vídeos e “eternizar momentos em forma de música e vídeos”, conta o produtor musical Giba Moojen. Hoje são mais de 350 mil inscritos, 28 milhões de visualizações e mais de 180 vídeos publicados.

Giba Moojen, que nasceu no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, mas sempre viveu em Balneário, revela que a praia é pura inspiração para o trabalho.

A paixão pelo mar, refletida na vibe dos vídeos ao ar livre, vem de menino e das melhores recordações de Giba na praia. “Parecia que eu corria uns 10km até chegar na água, e ficava lá até as mãos murcharem”, revela.


Giba em ação

Hoje em dia, a animação se estende também aos convidados. “Temos muitas locações lindas por aqui graças a Deus e não precisamos buscar fora para produzir lindos vídeos. Além disso, sempre que os artistas que vêm de fora gravar descobrem que nossos estúdios ficam aqui em BC, ficam empolgados pois sabem que encontrarão muita coisa pra fazer e muitos lugares pra visitar, se sentindo bem e em casa”, conta.

No começo o foco do canal estava nos covers. A combinação do bom humor com arranjos cheios de personalidade, instrumentos improváveis e músicos talentosos rapidamente caiu no gosto dos internautas.

Com o tempo foi ampliando o espaço para a música autoral e novos artistas. A produção recebe em média 30 emails por semana no guest@nossatoca.com de pessoas que querem participar.


"Não temos tempo", o vídeo mais visto

O vídeo mais visto foi justamente a primeira produção autoral do canal: “Não temos tempo”, que já bateu a marca dos 2 milhões de views. O clipe conta com a participação dos músicos Vitor Kley, Victor Pradella, Hana Pickler, Pedro Schin e Leash e mostra diversas paisagens locais como o Rio Camboriú, Morro do Careca e Interpraias.

As coisas cresceram e foi necessário se organizar como empresa para poder atender parceiros grandes como a Warner e Skol.

O trabalho se consolidou e atraiu apoiadores pelo APOIA.SE/NOSSATOCA, onde as pessoas doam uma quantia por mês para manter o projeto.

“Na verdade o que nos motiva a continuar é ver a nossa mensagem sendo replicada, e os Suricatos (como chamamos nossos inscritos) são responsáveis por isso. Percebo que a interação é algo muito importante, e não só importante, como agradável. Hoje em dia, as pessoas se sentem amadas quando são ouvidas, e esse é um dos objetivos do canal: dar ouvidos e voz a todos em forma de música”, comenta Giba.

Hoje, toda segunda-feira tem vídeo novo no canal. Assim que as produções caem na rede as respostas do público começam a aparecer. São muitos os comentários. Uma legião de fãs que não cansa de elogiar o trabalho do Nossa Toca.

Agora o plano é continuar fazendo vídeos e investindo no lançamento de músicas autorais, além de ir pra rua com o Nossa Toca, levando o show para um contato carne e osso com os suricatos.

“Também estamos para inaugurar o ‘Nossa Toca Estúdio’, um espaço onde vamos gravar nossas músicas em meio à natureza, um verdadeiro retiro musical, e também atender a empresas com outros serviços que nos mantém hoje em dia remunerados”, finaliza Giba.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Giba Moojen: Nossa Toca já bateu 28 milhões de visualizações

Fotos Divulgação
Giba Moojen
Giba Moojen
Quarta, 8/8/2018 8:37.

O canal 'Nossa Toca’, criado em 2015, em Balneário Camboriú, é um sucesso na internet. O espaço nasceu para divulgar vídeos e “eternizar momentos em forma de música e vídeos”, conta o produtor musical Giba Moojen. Hoje são mais de 350 mil inscritos, 28 milhões de visualizações e mais de 180 vídeos publicados.

Giba Moojen, que nasceu no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, mas sempre viveu em Balneário, revela que a praia é pura inspiração para o trabalho.

A paixão pelo mar, refletida na vibe dos vídeos ao ar livre, vem de menino e das melhores recordações de Giba na praia. “Parecia que eu corria uns 10km até chegar na água, e ficava lá até as mãos murcharem”, revela.


Giba em ação

Hoje em dia, a animação se estende também aos convidados. “Temos muitas locações lindas por aqui graças a Deus e não precisamos buscar fora para produzir lindos vídeos. Além disso, sempre que os artistas que vêm de fora gravar descobrem que nossos estúdios ficam aqui em BC, ficam empolgados pois sabem que encontrarão muita coisa pra fazer e muitos lugares pra visitar, se sentindo bem e em casa”, conta.

No começo o foco do canal estava nos covers. A combinação do bom humor com arranjos cheios de personalidade, instrumentos improváveis e músicos talentosos rapidamente caiu no gosto dos internautas.

Com o tempo foi ampliando o espaço para a música autoral e novos artistas. A produção recebe em média 30 emails por semana no guest@nossatoca.com de pessoas que querem participar.


"Não temos tempo", o vídeo mais visto

O vídeo mais visto foi justamente a primeira produção autoral do canal: “Não temos tempo”, que já bateu a marca dos 2 milhões de views. O clipe conta com a participação dos músicos Vitor Kley, Victor Pradella, Hana Pickler, Pedro Schin e Leash e mostra diversas paisagens locais como o Rio Camboriú, Morro do Careca e Interpraias.

As coisas cresceram e foi necessário se organizar como empresa para poder atender parceiros grandes como a Warner e Skol.

O trabalho se consolidou e atraiu apoiadores pelo APOIA.SE/NOSSATOCA, onde as pessoas doam uma quantia por mês para manter o projeto.

“Na verdade o que nos motiva a continuar é ver a nossa mensagem sendo replicada, e os Suricatos (como chamamos nossos inscritos) são responsáveis por isso. Percebo que a interação é algo muito importante, e não só importante, como agradável. Hoje em dia, as pessoas se sentem amadas quando são ouvidas, e esse é um dos objetivos do canal: dar ouvidos e voz a todos em forma de música”, comenta Giba.

Hoje, toda segunda-feira tem vídeo novo no canal. Assim que as produções caem na rede as respostas do público começam a aparecer. São muitos os comentários. Uma legião de fãs que não cansa de elogiar o trabalho do Nossa Toca.

Agora o plano é continuar fazendo vídeos e investindo no lançamento de músicas autorais, além de ir pra rua com o Nossa Toca, levando o show para um contato carne e osso com os suricatos.

“Também estamos para inaugurar o ‘Nossa Toca Estúdio’, um espaço onde vamos gravar nossas músicas em meio à natureza, um verdadeiro retiro musical, e também atender a empresas com outros serviços que nos mantém hoje em dia remunerados”, finaliza Giba.

Publicidade

Publicidade