Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Balneário Camboriú declarou emergência por conta da estiagem

População precisa evitar o desperdício de água

Quarta, 12/12/2018 14:30.
Divulgação PMBC

Publicidade

O presidente da Câmara de Vereadores em exercício da função deprefeito de Balneário Camboriú, Roberto Souza Jr. declarou nesta quarta-feira (12) "situaçãode atenção" por causa do nível crítico do Rio Camboriú, que abastece a cidade e a vizinha Camboriú.

A ideia era declarar situação de emergência, mas a Defesa Civil recomendou essa nomenclatura que é mais apropriada à situação.

Com a medida, a fiscalização contra abusos no uso de água pode ser mais efetiva visto que se acumulam denúncias na prefeitura de pessoas lavando calçadas, automóveis etc.

A presidente da Fundação do Meio Ambiente de Camboriú (Fucam), Liara Rotta Padilha, disse que em Camboriú foi dado o prazo das 17h para análise e decisão de declarar situação de emergência ou não.

Ela revelou que a equipe que monitora a situação estuda outras possibilidades como notificar as empresas que estejam abusando do uso da água e até hipóteses mais drásticas, como implantar um sistema de rodízio no abastecimento entre bairros das duas cidades.

Desde o início da semana o Rio Camboriú está em nível de emergência, conforme dados da Epagri/Ciram que podem ser vistos no gráfico abaixo.

Algumas medidas já foram tomadas como o fechamento dos desvios que levam água para as arrozeiras de Camboriú e o desligamento dos chuveiros da Avenida Atlântica, mas o nível do rio continuou diminuindo.

Além disso, como a previsão de chuva não é boa para os próximos dias, é essencial que a população reforce a vigilância e evite qualquer desperdício de água. Lembrando que nem Balneário, nem Camboriú possuem grandes reservatórios de água bruta ou tratada.

Trecho do decreto


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação PMBC

Balneário Camboriú declarou emergência por conta da estiagem

População precisa evitar o desperdício de água

Publicidade

Quarta, 12/12/2018 14:30.

O presidente da Câmara de Vereadores em exercício da função deprefeito de Balneário Camboriú, Roberto Souza Jr. declarou nesta quarta-feira (12) "situaçãode atenção" por causa do nível crítico do Rio Camboriú, que abastece a cidade e a vizinha Camboriú.

A ideia era declarar situação de emergência, mas a Defesa Civil recomendou essa nomenclatura que é mais apropriada à situação.

Com a medida, a fiscalização contra abusos no uso de água pode ser mais efetiva visto que se acumulam denúncias na prefeitura de pessoas lavando calçadas, automóveis etc.

A presidente da Fundação do Meio Ambiente de Camboriú (Fucam), Liara Rotta Padilha, disse que em Camboriú foi dado o prazo das 17h para análise e decisão de declarar situação de emergência ou não.

Ela revelou que a equipe que monitora a situação estuda outras possibilidades como notificar as empresas que estejam abusando do uso da água e até hipóteses mais drásticas, como implantar um sistema de rodízio no abastecimento entre bairros das duas cidades.

Desde o início da semana o Rio Camboriú está em nível de emergência, conforme dados da Epagri/Ciram que podem ser vistos no gráfico abaixo.

Algumas medidas já foram tomadas como o fechamento dos desvios que levam água para as arrozeiras de Camboriú e o desligamento dos chuveiros da Avenida Atlântica, mas o nível do rio continuou diminuindo.

Além disso, como a previsão de chuva não é boa para os próximos dias, é essencial que a população reforce a vigilância e evite qualquer desperdício de água. Lembrando que nem Balneário, nem Camboriú possuem grandes reservatórios de água bruta ou tratada.

Trecho do decreto


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade