Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Prefeitura de Balneário Camboriú lançará licitação do molhe da Barra Norte
PMBC

Quarta, 5/12/2018 14:08.

A prefeitura de Balneário Camboriú deverá lançar na sexta-feira (7) edital de licitação para construir o molhe da Barra Norte, obra que era para estar pronta desde o governo Edson Piriquito e acabou não se concretizando.

Nesta etapa será licitada a estrutura com 240.000 m3 de pedras e no mês que vem a prefeitura licitará a urbanização.

O secretário do Planejamento, Rubens Spernau, entende que separar estrutura de urbanização tende a ser mais econômico.

A estrutura, com recursos da Caixa Econômica Federal, está orçada em R$ 3,6 milhões e a urbanização em cerca de R$ 2 milhões.

A obra só pode ser iniciada quando o Instituto do Meio Ambiente (IMA) emitir a licença ambiental.

Serão 300 metros de molhe (o da Barra Sul tem 450 metros), um projeto bonito que deve reforçar a já expressiva atração que aquela ponta da praia exerce sobre moradores e turistas.

A exemplo do que ocorreu na Barra Sul, o novo molhe também deve contribuir decisivamente para a qualidade de banho porque isolará da beira mar a principal fonte de poluição daquele trecho de praia que o Canal do Marambaia.

Quando foi construído o da Barra Sul, ainda com a obra em andamento aquele trecho antes sempre impróprio para banho se tornou próprio e de maneira praticamente permanente.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

ATUALIZADO às 7h de 15/12/2018.


Cidade

Balneário Camboriú passa a ser a cidade brasileira com mais bandeiras azuis


Justiça

Ele considera ilegal a lei municipal que permitiu o empreendimento 


Rapidinhas


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Prefeitura de Balneário Camboriú lançará licitação do molhe da Barra Norte

PMBC
Quarta, 5/12/2018 14:08.

A prefeitura de Balneário Camboriú deverá lançar na sexta-feira (7) edital de licitação para construir o molhe da Barra Norte, obra que era para estar pronta desde o governo Edson Piriquito e acabou não se concretizando.

Nesta etapa será licitada a estrutura com 240.000 m3 de pedras e no mês que vem a prefeitura licitará a urbanização.

O secretário do Planejamento, Rubens Spernau, entende que separar estrutura de urbanização tende a ser mais econômico.

A estrutura, com recursos da Caixa Econômica Federal, está orçada em R$ 3,6 milhões e a urbanização em cerca de R$ 2 milhões.

A obra só pode ser iniciada quando o Instituto do Meio Ambiente (IMA) emitir a licença ambiental.

Serão 300 metros de molhe (o da Barra Sul tem 450 metros), um projeto bonito que deve reforçar a já expressiva atração que aquela ponta da praia exerce sobre moradores e turistas.

A exemplo do que ocorreu na Barra Sul, o novo molhe também deve contribuir decisivamente para a qualidade de banho porque isolará da beira mar a principal fonte de poluição daquele trecho de praia que o Canal do Marambaia.

Quando foi construído o da Barra Sul, ainda com a obra em andamento aquele trecho antes sempre impróprio para banho se tornou próprio e de maneira praticamente permanente.

Publicidade

Publicidade