Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Colombo promete fiação subterrânea da Brasil como fez no ano passado

Desde 2012 governadores de plantão estão prometendo a obra

Quarta, 17/1/2018 14:19.
Divulgação PMBC
A fiação subterrânea elimina os postes e os fios aéreos, “abre” e despolui o espaço urbano

Publicidade

A assessoria do prefeito Fabrício Oliveira divulgou que o governador Raimundo Colombo lhe telefonou para confirmar o convênio para a fiação subterrânea da Avenida Brasil.

Desde 2012 o governador de plantão promete ao prefeito de plantão esse convênio que nunca se concretizou.

Fabrício esteve dias atrás com Colombo e pediu a assinatura do convênio para a Celesc canalizar a fiação num trecho da Brasil e do Calçadão da Central.

O governador teria prometido R$ 10 milhões para a obra.

A fiação subterrânea elimina os postes e os fios aéreos, “abre” e despolui o espaço urbano. É adotada na maioria das cidades desenvolvidas, mas aqui nunca passou de promessas.

A obra que em 2012 e 2015 foi orçada em R$ 7 milhões, em fevereiro do ano passado já estava estimada em R$ 20 milhões, uma variação de custo espantosa considerando que aplicando a inflação do período não atingiria R$ 10 milhões.

A prefeitura ficou de encaminhar ao Página 3 detalhes do projeto para que seja comparado com os anteriores.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação PMBC
A fiação subterrânea elimina os postes e os fios aéreos, “abre” e despolui o espaço urbano
A fiação subterrânea elimina os postes e os fios aéreos, “abre” e despolui o espaço urbano

Colombo promete fiação subterrânea da Brasil como fez no ano passado

Desde 2012 governadores de plantão estão prometendo a obra

Publicidade

Quarta, 17/1/2018 14:19.

A assessoria do prefeito Fabrício Oliveira divulgou que o governador Raimundo Colombo lhe telefonou para confirmar o convênio para a fiação subterrânea da Avenida Brasil.

Desde 2012 o governador de plantão promete ao prefeito de plantão esse convênio que nunca se concretizou.

Fabrício esteve dias atrás com Colombo e pediu a assinatura do convênio para a Celesc canalizar a fiação num trecho da Brasil e do Calçadão da Central.

O governador teria prometido R$ 10 milhões para a obra.

A fiação subterrânea elimina os postes e os fios aéreos, “abre” e despolui o espaço urbano. É adotada na maioria das cidades desenvolvidas, mas aqui nunca passou de promessas.

A obra que em 2012 e 2015 foi orçada em R$ 7 milhões, em fevereiro do ano passado já estava estimada em R$ 20 milhões, uma variação de custo espantosa considerando que aplicando a inflação do período não atingiria R$ 10 milhões.

A prefeitura ficou de encaminhar ao Página 3 detalhes do projeto para que seja comparado com os anteriores.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade