Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Laranjeiras tem rede de esgotos, mas muitos ainda não se ligaram

Emasa havia dado prazo de 60 dias

Terça, 9/1/2018 8:35.

Publicidade

A batida das autoridades ontem à tarde em Laranjeiras para identificar esgotos clandestinos foi infrutífera porque a própria prefeitura deu prazo para que os proprietários liguem seus imóveis à rede que foi concluída recentemente.

O prazo é até o final do verão e quem não está na rede deve retirar o esgoto com caminhão limpa-fossa, mas é impossível determinar quem cumpre essa determinação ou despeja no córrego que dá na praia.

Outro complicador é que a legislação não exige eficiência total para quem tem tratamento com fossa e sumidouro o que acaba gerando poluição “dentro da lei”.

A única solução é exigir as ligações, mas com o prazo de 60 dias dado pela Emasa terá que contar com a consciência dos moradores e empresários que vivem do turismo naquela praia.

Ligar esgoto de um restaurante, por exemplo, em plena alta temporada é complicado porque exige obras que virtualmente impedem o estabelecimeto de trabalhar por isso a maioria optou por recolher de caminhão durante esses dois meses.

Por via das dúvidas a Emasa decidiu deixar um caminhão-bomba no local para recolher o material do córrego se ele for poluído.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Laranjeiras tem rede de esgotos, mas muitos ainda não se ligaram

Emasa havia dado prazo de 60 dias

Publicidade

Terça, 9/1/2018 8:35.

A batida das autoridades ontem à tarde em Laranjeiras para identificar esgotos clandestinos foi infrutífera porque a própria prefeitura deu prazo para que os proprietários liguem seus imóveis à rede que foi concluída recentemente.

O prazo é até o final do verão e quem não está na rede deve retirar o esgoto com caminhão limpa-fossa, mas é impossível determinar quem cumpre essa determinação ou despeja no córrego que dá na praia.

Outro complicador é que a legislação não exige eficiência total para quem tem tratamento com fossa e sumidouro o que acaba gerando poluição “dentro da lei”.

A única solução é exigir as ligações, mas com o prazo de 60 dias dado pela Emasa terá que contar com a consciência dos moradores e empresários que vivem do turismo naquela praia.

Ligar esgoto de um restaurante, por exemplo, em plena alta temporada é complicado porque exige obras que virtualmente impedem o estabelecimeto de trabalhar por isso a maioria optou por recolher de caminhão durante esses dois meses.

Por via das dúvidas a Emasa decidiu deixar um caminhão-bomba no local para recolher o material do córrego se ele for poluído.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade