Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Delegacia Regional de Polícia transforma calçada em estacionamento
Fotos enviadas por leitor.

Segunda, 9/7/2018 17:19.

A instalação da Delegacia Regional de Polícia, na Avenida do Estado, em local que desrespeita a legislação municipal, resultou no que era esperado: desrespeito e esculhambação do espaço público.

A delegacia não tem estacionamento próprio ou próximo com capacidade para atender a demanda, descumpre a lei que exige Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), mas mesmo assim recebeu licença da prefeitura para funcionar naquele local.

O Página 3 alertou repetidas vezes que haveria problemas e que a prefeitura estava usando dois pesos e duas medidas, exigindo de particulares que cumpram a lei do EIV sem exigir o mesmo da polícia civil.

O município comprou e doou ao Estado um terreno adequado para construir a delegacia, desde que fosse devolvido o terreno da Rua Inglaterra, onde funcionava o presídio e a Delegacia da Comarca, também doados pela cidade, mas a proposta não foi aceita. 

As fotografias falam por si mesmas:

 

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Delegacia Regional de Polícia transforma calçada em estacionamento

Fotos enviadas por leitor.
Segunda, 9/7/2018 17:19.

A instalação da Delegacia Regional de Polícia, na Avenida do Estado, em local que desrespeita a legislação municipal, resultou no que era esperado: desrespeito e esculhambação do espaço público.

A delegacia não tem estacionamento próprio ou próximo com capacidade para atender a demanda, descumpre a lei que exige Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), mas mesmo assim recebeu licença da prefeitura para funcionar naquele local.

O Página 3 alertou repetidas vezes que haveria problemas e que a prefeitura estava usando dois pesos e duas medidas, exigindo de particulares que cumpram a lei do EIV sem exigir o mesmo da polícia civil.

O município comprou e doou ao Estado um terreno adequado para construir a delegacia, desde que fosse devolvido o terreno da Rua Inglaterra, onde funcionava o presídio e a Delegacia da Comarca, também doados pela cidade, mas a proposta não foi aceita. 

As fotografias falam por si mesmas:

 

 

Publicidade

Publicidade