Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Servidores de Balneário Camboriú voltam a discutir greve nesta semana
Divulgação PMBC

Terça, 12/6/2018 13:52.

O Sindicato dos Servidores de Balneário Camboriú (SISEMBC) agendou para esta quinta-feira (14) a continuidade da assembleia para tratar de reivindicações do funcionalismo.

Nas pauta deste novo encontro está a deflagração de greve por tempo indeterminado, caso a administração não responda aos reclames dos servidores. São cerca de 85 reivindicações.

O SISEMBC defende, entre outros pleitos, o aumento do cartão-alimentação de R$ 335,46 para R$ 500, para todos os servidores.

O vale-alimentação tem caráter indenizatório, não soma no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, mas se concedido a todos os servidores, no valor de R$ 500,00, aumentaria a despesa anual da prefeitura em R$ 25 milhões.

Hoje o vale-alimentação é pago a 2.611 dos 5.970 servidores.  

A nova assembleia, marcada para acontecer na Câmara de Vereadores, começará a discutir uma comissão de mobilização de greve para angariar adesões nos locais de trabalho e redes sociais.

Segundo a assessoria da prefeitura, ainda não há nenhuma novidade sobre o assunto. Por enquanto os pedidos do sindicato estão sendo avaliados.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Cidade

Balneário Camboriú adotará entrega voluntária em ponto da prefeitura  


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Especial

Festival de música eletrônica reuniu milhares de pessoas na virada do ano, em Rio Negrinho


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Servidores de Balneário Camboriú voltam a discutir greve nesta semana

Divulgação PMBC
Terça, 12/6/2018 13:52.

O Sindicato dos Servidores de Balneário Camboriú (SISEMBC) agendou para esta quinta-feira (14) a continuidade da assembleia para tratar de reivindicações do funcionalismo.

Nas pauta deste novo encontro está a deflagração de greve por tempo indeterminado, caso a administração não responda aos reclames dos servidores. São cerca de 85 reivindicações.

O SISEMBC defende, entre outros pleitos, o aumento do cartão-alimentação de R$ 335,46 para R$ 500, para todos os servidores.

O vale-alimentação tem caráter indenizatório, não soma no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, mas se concedido a todos os servidores, no valor de R$ 500,00, aumentaria a despesa anual da prefeitura em R$ 25 milhões.

Hoje o vale-alimentação é pago a 2.611 dos 5.970 servidores.  

A nova assembleia, marcada para acontecer na Câmara de Vereadores, começará a discutir uma comissão de mobilização de greve para angariar adesões nos locais de trabalho e redes sociais.

Segundo a assessoria da prefeitura, ainda não há nenhuma novidade sobre o assunto. Por enquanto os pedidos do sindicato estão sendo avaliados.

Publicidade

Publicidade