Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

ATUALIZADA - Totens de segurança são “gatos” de luz
Celso Peixoto.
Prefeitura dando mau exemplo.

Terça, 13/3/2018 7:10.

O vereador Nilson Probst denunciará hoje durante sessão da Câmara que os 10 totens de segurança alugados pela prefeitura foram ligados à rede elétrica sem licença da Celesc.

O fato é verdadeiro, foi confirmado ontem pela reportagem.

Além do “gato” de luz um fato intrigante ocorre com esses totens: eles deveriam ter câmeras para reconhecimento de placas de veículos (OCR) em seu interior, mas elas estão sendo instaladas do lado de fora, em postes.

O Página 3 pediu explicações sobre isso à administração e segue aguardando resposta.

O aluguel desses 10 totens por R$ 1,6 milhão ao ano é objeto de investigação do Ministério Público.

OUTRO LADO

O secretário municipal de segurança, Gabriel Castanheira, fez os seguintes comentários através da assessoria de imprensa:

"A responsabilidade da alimentação da energia é da prefeitura, no entanto, quem pede as ligações das unidades de energia é a empresa.

A Secretaria de Segurança identificou essa falha da empresa semana passada. Enviou notificação para empresa. E, se reuniu com a Celesc para tratar essa questão.

Um documento solicitando as unidades de medida foi enviado na última sexta-feira, 10. "Houve um problema de fácil solução, a empresa foi notificada e as unidades de medida na foram solicitadas.

Não houve dolo, houve uma falha da empresa que quando identificada pela Sec de Segurança, está sendo corrigida".

Sobre as câmeras OCR ele disse o seguinte:

"Trata-se de um detalhe técnico a Câmara de OCR estar fora do Totem. O que buscamos é a eficiência e com a câmera fora teremos a abrangência da visão da rua, no entanto, as informações são centralizadas nos totens.

O que importa é que estamos produzindo resultados sólidos na redução da criminalidade , e acumulamos pilhas de pedidos de novas instalações".

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

ATUALIZADA - Totens de segurança são “gatos” de luz

Celso Peixoto.
Prefeitura dando mau exemplo.
Prefeitura dando mau exemplo.

O vereador Nilson Probst denunciará hoje durante sessão da Câmara que os 10 totens de segurança alugados pela prefeitura foram ligados à rede elétrica sem licença da Celesc.

O fato é verdadeiro, foi confirmado ontem pela reportagem.

Além do “gato” de luz um fato intrigante ocorre com esses totens: eles deveriam ter câmeras para reconhecimento de placas de veículos (OCR) em seu interior, mas elas estão sendo instaladas do lado de fora, em postes.

O Página 3 pediu explicações sobre isso à administração e segue aguardando resposta.

O aluguel desses 10 totens por R$ 1,6 milhão ao ano é objeto de investigação do Ministério Público.

OUTRO LADO

O secretário municipal de segurança, Gabriel Castanheira, fez os seguintes comentários através da assessoria de imprensa:

"A responsabilidade da alimentação da energia é da prefeitura, no entanto, quem pede as ligações das unidades de energia é a empresa.

A Secretaria de Segurança identificou essa falha da empresa semana passada. Enviou notificação para empresa. E, se reuniu com a Celesc para tratar essa questão.

Um documento solicitando as unidades de medida foi enviado na última sexta-feira, 10. "Houve um problema de fácil solução, a empresa foi notificada e as unidades de medida na foram solicitadas.

Não houve dolo, houve uma falha da empresa que quando identificada pela Sec de Segurança, está sendo corrigida".

Sobre as câmeras OCR ele disse o seguinte:

"Trata-se de um detalhe técnico a Câmara de OCR estar fora do Totem. O que buscamos é a eficiência e com a câmera fora teremos a abrangência da visão da rua, no entanto, as informações são centralizadas nos totens.

O que importa é que estamos produzindo resultados sólidos na redução da criminalidade , e acumulamos pilhas de pedidos de novas instalações".

Publicidade

Publicidade