Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
PM Ambiental tende a se instalar em Balneário Camboriú

Decisão deve ser tomada nos próximos dias

Terça, 20/11/2018 15:23.
Power Produtora/PMBC

Publicidade

Um esforço do Ministério Público (MP), Prefeitura de Balneário Camboriú através da Secretaria do Meio Ambiente e Polícia Militar de Santa Catarina pode tornar realidade a vinda de uma unidade da Polícia Ambiental para Balneário Camboriú.

Nesta terça-feira (20), reunião no Ministério Público encaminhou favoravelmente a proposta que agora será formalizada.

A PM entrou com a boa vontade, a prefeitura com o terreno e o MP com o dinheiro necessário para a construção, que deverá ter origem num Termo de Ajustamento de Conduta com a iniciativa privada.

“Em casos desse tipo sempre existem dificuldades e dessa vez todos querem que aconteça”, comemorou o Comandante Geral da PM Ambiental Coronel Adilson Schlickmann Sperfeld.

O comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar, Evaldo Hoffmann, que participou do esforço coletivo, explicou que esse tipo unidade tem poder de polícia sobre crimes ambientais em terra e também no patrulhamento costeiro.

Se concretizado, o quartel deverá ser na Barra Sul, numa antiga rua projetada que estava sendo alvo de ocupação irregular.

A PM Ambiental local teria vários barcos, inclusive lanchas de maior porte, além de veículos, diversos policiais e um tenente.

A unidade responderia pela patrulhamento da região da Amfri e Vale do Rio Tijucas.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Power Produtora/PMBC

PM Ambiental tende a se instalar em Balneário Camboriú

Decisão deve ser tomada nos próximos dias

Publicidade

Terça, 20/11/2018 15:23.

Um esforço do Ministério Público (MP), Prefeitura de Balneário Camboriú através da Secretaria do Meio Ambiente e Polícia Militar de Santa Catarina pode tornar realidade a vinda de uma unidade da Polícia Ambiental para Balneário Camboriú.

Nesta terça-feira (20), reunião no Ministério Público encaminhou favoravelmente a proposta que agora será formalizada.

A PM entrou com a boa vontade, a prefeitura com o terreno e o MP com o dinheiro necessário para a construção, que deverá ter origem num Termo de Ajustamento de Conduta com a iniciativa privada.

“Em casos desse tipo sempre existem dificuldades e dessa vez todos querem que aconteça”, comemorou o Comandante Geral da PM Ambiental Coronel Adilson Schlickmann Sperfeld.

O comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar, Evaldo Hoffmann, que participou do esforço coletivo, explicou que esse tipo unidade tem poder de polícia sobre crimes ambientais em terra e também no patrulhamento costeiro.

Se concretizado, o quartel deverá ser na Barra Sul, numa antiga rua projetada que estava sendo alvo de ocupação irregular.

A PM Ambiental local teria vários barcos, inclusive lanchas de maior porte, além de veículos, diversos policiais e um tenente.

A unidade responderia pela patrulhamento da região da Amfri e Vale do Rio Tijucas.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade