Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Quatro anos depois, prefeitura ainda não decidiu o que fará na área paralela à Rainha

Terça, 27/11/2018 8:45.
Reprodução
Motoristas retiraram o bloqueio para circular no final de semana

Publicidade

No último final de semana circulou pelos grupos de WhatsApp uma foto mostrando carros estacionados na área paralela à Estrada da Rainha, em Balneário Camboriú.

Apesar do bloqueio colocado pelo município, não há placas de sinalização proibindo o estacionamento, o que impede o trabalho de fiscalização das forças de segurança.

Segundo o diretor do Departamento de Trânsito, Carlos Santi, a Prefeitura está providenciando a compra de defensas metálicas para impedir o acesso de carros.

Em março de 2014 o Página 3 noticiou que a iniciativa privada havia concluído a contenção do lado esquerdo da Estrada da Rainha e a chamada “duplicação” da pista. Até hoje aquela área continua sem uso definido pelo poder público.

A reportagem questionou a Secretaria de Planejamento sobre o uso daquele espaço, mas foi informada através da assessoria que “por agora não há nenhum projeto confirmado para utilização desta área”.

Na época de sua construção, a justificativa foi a duplicação da via, porém sem esse ou outro uso definido, o espaço começou a ser usado por pessoas praticando atividades esportivas.

O que não fica claro é qual a dificuldade de duas gestões (final do governo Edson Piriquito e primeiros dois anos do Governo Fabrício Oliveira) em definir o uso de um espaço público.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Reprodução
Motoristas retiraram o bloqueio para circular no final de semana
Motoristas retiraram o bloqueio para circular no final de semana

Quatro anos depois, prefeitura ainda não decidiu o que fará na área paralela à Rainha

Publicidade

Terça, 27/11/2018 8:45.

No último final de semana circulou pelos grupos de WhatsApp uma foto mostrando carros estacionados na área paralela à Estrada da Rainha, em Balneário Camboriú.

Apesar do bloqueio colocado pelo município, não há placas de sinalização proibindo o estacionamento, o que impede o trabalho de fiscalização das forças de segurança.

Segundo o diretor do Departamento de Trânsito, Carlos Santi, a Prefeitura está providenciando a compra de defensas metálicas para impedir o acesso de carros.

Em março de 2014 o Página 3 noticiou que a iniciativa privada havia concluído a contenção do lado esquerdo da Estrada da Rainha e a chamada “duplicação” da pista. Até hoje aquela área continua sem uso definido pelo poder público.

A reportagem questionou a Secretaria de Planejamento sobre o uso daquele espaço, mas foi informada através da assessoria que “por agora não há nenhum projeto confirmado para utilização desta área”.

Na época de sua construção, a justificativa foi a duplicação da via, porém sem esse ou outro uso definido, o espaço começou a ser usado por pessoas praticando atividades esportivas.

O que não fica claro é qual a dificuldade de duas gestões (final do governo Edson Piriquito e primeiros dois anos do Governo Fabrício Oliveira) em definir o uso de um espaço público.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade