Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Balneário Camboriú começa a lacrar esgotos irregulares

Por enquanto só dois pontos foram fechados

Sexta, 30/11/2018 5:38.
Divulgação
Esgoto clandestino identificado durante as inspeções

Publicidade

Na manhã desta sexta-feira (30) a Prefeitura de Balneário Camboriú começou a lacrar as saídas de esgotos irregulares, na área norte da cidade. Por enquanto só dois locais foram lacrados: um na Avenida do Estado, no Bairro Ariribá, e outro na Rua Áustria, no Bairro das Nações, ambos estão localizados no entorno da Bacia do Rio Marambaia.

O diretor da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), Douglas Beber, explica que como são intervenções que não são simples, exigem quebra de pavimento e apoio da Secretaria de Obras, serão feitas aos poucos. Mas ele comemora, porque com a ação de hoje, os dois usuários já providenciaram a regularização.

O município quer fazer "barulho" para que os que ainda estão irregulares providenciem a regularização.

Através de inspeções, inclusive com um robô por dentro da rede, foi possível identificar ligações irregulares que deságuam na Bacia do Marambaia. 115 já foram notificadas e multadas. Agora aqueles que não foram regularizados devem ser lacrados.

Desde que começaram as inspeções, muitos usuários já procuraram a Emasa para regularização.

“Quero aqui dizer a você que ainda está irregular, se regularize. Estamos com a Guarda Ambiental, Vigilância Sanitária, Secretaria do Meio Ambiente e Obras. O esgoto que está sendo jogado no Canal do Marambaia vai retornar à sua casa e ações como esta vão acontecer na cidade inteira”, afirmou o prefeito Fabrício Oliveira.

Douglas lembra que aqueles que além de irregulares, estiverem poluindo o Marambaia, poderão responder por crime ambiental.

De acordo com a Prefeitura, os lacres são parte das ações tomadas pelo município.

A Emasa anuncia que deve lançar no próximo mês uma licitação para implantação de nova rede de esgoto, através de um emissário pressurizado.

A rede atual é antiga, de 1980, e não dá conta da demanda. O esgoto extravasa e acaba contaminando o Marambaia. Depois do emissário construído, o esgoto será redirecionado para essa nova rede, o que deve acabar com o extravasamento para a rede pluvial.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
Esgoto clandestino identificado durante as inspeções
Esgoto clandestino identificado durante as inspeções

Balneário Camboriú começa a lacrar esgotos irregulares

Por enquanto só dois pontos foram fechados

Publicidade

Sexta, 30/11/2018 5:38.

Na manhã desta sexta-feira (30) a Prefeitura de Balneário Camboriú começou a lacrar as saídas de esgotos irregulares, na área norte da cidade. Por enquanto só dois locais foram lacrados: um na Avenida do Estado, no Bairro Ariribá, e outro na Rua Áustria, no Bairro das Nações, ambos estão localizados no entorno da Bacia do Rio Marambaia.

O diretor da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), Douglas Beber, explica que como são intervenções que não são simples, exigem quebra de pavimento e apoio da Secretaria de Obras, serão feitas aos poucos. Mas ele comemora, porque com a ação de hoje, os dois usuários já providenciaram a regularização.

O município quer fazer "barulho" para que os que ainda estão irregulares providenciem a regularização.

Através de inspeções, inclusive com um robô por dentro da rede, foi possível identificar ligações irregulares que deságuam na Bacia do Marambaia. 115 já foram notificadas e multadas. Agora aqueles que não foram regularizados devem ser lacrados.

Desde que começaram as inspeções, muitos usuários já procuraram a Emasa para regularização.

“Quero aqui dizer a você que ainda está irregular, se regularize. Estamos com a Guarda Ambiental, Vigilância Sanitária, Secretaria do Meio Ambiente e Obras. O esgoto que está sendo jogado no Canal do Marambaia vai retornar à sua casa e ações como esta vão acontecer na cidade inteira”, afirmou o prefeito Fabrício Oliveira.

Douglas lembra que aqueles que além de irregulares, estiverem poluindo o Marambaia, poderão responder por crime ambiental.

De acordo com a Prefeitura, os lacres são parte das ações tomadas pelo município.

A Emasa anuncia que deve lançar no próximo mês uma licitação para implantação de nova rede de esgoto, através de um emissário pressurizado.

A rede atual é antiga, de 1980, e não dá conta da demanda. O esgoto extravasa e acaba contaminando o Marambaia. Depois do emissário construído, o esgoto será redirecionado para essa nova rede, o que deve acabar com o extravasamento para a rede pluvial.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade