Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Famílias de Venezuelanos já estão em Balneário Camboriú

Elas foram acolhidas pela Embaixada do Reino de Deus.

Sexta, 12/10/2018 8:13.
Andreia Artigas.

Publicidade

Chegaram a Balneário Camboriú por volta de 21h de ontem (11) as 53 famílias de refugiados venezuelanos acolhidas por membros da Embaixada do Reino de Deus.

Um grande público se formou na sede da Embaixada para aguardar os seis ônibus do Exército de dois caminhões da Defesa Civil que trouxeram os cidadãos venezuelanos fugidos da ditadura e da miséria.

A igreja providenciou moradia e alimentação por três meses, além de obter emprego para um membro de cada família e doar uma quantia em dinheiro para compras emergenciais.

Cada família terá um “anjo”, membro da igreja que manterá contato permanente e ajudará os refugiados a se adaptarem ao novo ambiente.

A iniciativa humanitária,idealizada pelo líder da Embaixada Michael Aboud, recebeu o nome de “Somos Todos Hermanos” e visa também incentivar que outras igrejas ou organizações façam gestos em favor dos refugiados venezuelanos.
 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Famílias de Venezuelanos já estão em Balneário Camboriú

Andreia Artigas.

Publicidade

Sexta, 12/10/2018 8:13.

Chegaram a Balneário Camboriú por volta de 21h de ontem (11) as 53 famílias de refugiados venezuelanos acolhidas por membros da Embaixada do Reino de Deus.

Um grande público se formou na sede da Embaixada para aguardar os seis ônibus do Exército de dois caminhões da Defesa Civil que trouxeram os cidadãos venezuelanos fugidos da ditadura e da miséria.

A igreja providenciou moradia e alimentação por três meses, além de obter emprego para um membro de cada família e doar uma quantia em dinheiro para compras emergenciais.

Cada família terá um “anjo”, membro da igreja que manterá contato permanente e ajudará os refugiados a se adaptarem ao novo ambiente.

A iniciativa humanitária,idealizada pelo líder da Embaixada Michael Aboud, recebeu o nome de “Somos Todos Hermanos” e visa também incentivar que outras igrejas ou organizações façam gestos em favor dos refugiados venezuelanos.
 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade