Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Balneário Camboriú vai construir abrigo municipal para crianças

Há sete anos município paga abrigamento em município vizinho

Quarta, 24/10/2018 8:43.
Reprodução
A casa de acolhimento será construída ao lado da Casa da Sogra, no Bairro dos Municípios

Publicidade

Depois de anos de espera, o município de Balneário Camboriú deve dar início em breve à construção de um abrigo municipal para acolher crianças e adolescentes. A determinação foi estipulada por um Termo de Ajuste de Conduta do Ministério Público ainda na administração anterior, mas só agora será cumprido.

Nos últimos sete anos, a prefeitura paga, através de convênio, o abrigamento de crianças daqui em uma instituição de Camboriú, o Lar Bom Pastor.

Esse convênio foi firmado depois de uma ação do Ministério Público, que apontou situações de violência dentro da extinta Casa da Criança, onde ficavam crianças e adolescentes afastados do convívio familiar por decisão judicial. Com o convênio, as crianças foram transferidas para o Lar Bom Pastor e adolescentes para o Lar dos Adolescentes, gerido pelo próprio município.

O novo abrigo será edificado ao lado da Casa da Sogra, no Bairro dos Municípios, em uma área de 590m2, onde hoje há um campo de futebol. De acordo com o projeto, o imóvel terá um andar, uma unidade autônoma, 13 vagas de estacionamento para veículos e 10 para motocicletas.

Segundo a secretária de Inclusão Social, Christina Barichello, a casa de acolhimento terá capacidade para até 20 crianças e 20 adolescentes.

Ela conta que chegou à Secretaria há apenas dois meses e já pegou os trâmites andando. O projeto executivo, por exemplo, estava pronto e foi realizado por um empresa, ainda sob comando do então secretário de Planejamento Edson Kratz.

O orçamento de referência para o serviço é de R$1.909.887,59. O prazo de execução para a obra, assim que autorizada, será de 10 meses.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Reprodução
A casa de acolhimento será construída ao lado da Casa da Sogra, no Bairro dos Municípios
A casa de acolhimento será construída ao lado da Casa da Sogra, no Bairro dos Municípios

Balneário Camboriú vai construir abrigo municipal para crianças

Há sete anos município paga abrigamento em município vizinho

Publicidade

Quarta, 24/10/2018 8:43.

Depois de anos de espera, o município de Balneário Camboriú deve dar início em breve à construção de um abrigo municipal para acolher crianças e adolescentes. A determinação foi estipulada por um Termo de Ajuste de Conduta do Ministério Público ainda na administração anterior, mas só agora será cumprido.

Nos últimos sete anos, a prefeitura paga, através de convênio, o abrigamento de crianças daqui em uma instituição de Camboriú, o Lar Bom Pastor.

Esse convênio foi firmado depois de uma ação do Ministério Público, que apontou situações de violência dentro da extinta Casa da Criança, onde ficavam crianças e adolescentes afastados do convívio familiar por decisão judicial. Com o convênio, as crianças foram transferidas para o Lar Bom Pastor e adolescentes para o Lar dos Adolescentes, gerido pelo próprio município.

O novo abrigo será edificado ao lado da Casa da Sogra, no Bairro dos Municípios, em uma área de 590m2, onde hoje há um campo de futebol. De acordo com o projeto, o imóvel terá um andar, uma unidade autônoma, 13 vagas de estacionamento para veículos e 10 para motocicletas.

Segundo a secretária de Inclusão Social, Christina Barichello, a casa de acolhimento terá capacidade para até 20 crianças e 20 adolescentes.

Ela conta que chegou à Secretaria há apenas dois meses e já pegou os trâmites andando. O projeto executivo, por exemplo, estava pronto e foi realizado por um empresa, ainda sob comando do então secretário de Planejamento Edson Kratz.

O orçamento de referência para o serviço é de R$1.909.887,59. O prazo de execução para a obra, assim que autorizada, será de 10 meses.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade