Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Lideranças nacionais da construção debateram questões ambientais em Balneário Camboriú
Fotos: Divulgação/CMA

Domingo, 7/4/2019 12:18.

Importantes temas relacionados à construção civil e sustentabilidade foram debatidos em encontro que reuniu presidentes de Sinduscons de todo o país esta semana em Balneário Camboriú.

Na quinta-feira (4) o presidente do Sinduscon local, Nelson Nitz abriu o encontro. Presentes o vice-prefeito Carlos Humberto Silva, o presidente do Legislativo, Omar Tomalih, o presidente da Comissão de Meio Ambiente (CMA) da Câmara Brasileira da Industria da Construção (CBIC), Nilson Sarti, a diretora de Licenciamento do Instituto Meio Ambiente (IMA), Ivana Becker, do secretário de Turismo Nelson Oliveira e dos vereadores Juliethe Nitz, Bola Pereira e Arlindo Cruz.

Acompanhe os principais temas em debate:

LICENCIAMENTO AMBIENTAL

A autodeclaração no Licenciamento Ambiental foi abordado pela diretora do IMA Ivana Becker com foco na Desburocratização do Sistema de Licenciamento Ambiental em SC. Ela demonstrou os avanços da Licença por Adesão (LAC).

SINAFLOR

O analista ambiental Custódio Duarte, da Diretoria de Biodiversidade e Floresta, do Ibama, falou sobre o uso do Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florrstais (Sinaflor). Ele demonstrou a Plataforma de Ensino à Distância (EaD), para capacitar empreendedores, responsáveis técnicos e servidores de órgãos ambientais a operar o Sinaflor.

"O tema gerou um grande debate porque o sistema não funcionou e devido às reclamações a CMA/CBIC, consegui a prorrogação da implantação do mesmo até 31 de julho próximo", disse o consultor ambiental do Sinduscon, Gil Koeddermann.

MAIS DESTAQUES

  • Medida Provisória 868/2018, que alterou o marco legal do saneamento básico;
  • Segurança jurídica no Reuso da Água; *Desafios estruturais e ambientais para construção dos prédios mais altos da América do Sul;
  • Decisão do TRF4 referente ao recuo do Canal do Marambaia;
  • Decisão do STJ de aplicar a lei do código ambiental 12.651 nas cidades e não a lei do parcelamento de solo 6766.

VISITA TÉCNICA

Os membros da CMA/CBIC realizaram visita técnica na sexta-feira (5) aos edifícios residenciais mais altos da América do Sul, o Infinity Coast, da FG Empreendimentos com 71 andares e o Yachthouse, da Construtora Pasqualotto com 81 pavimentos.

QUATRO ANOS

O consultor ambiental do Sinduscon, Gil Koeddermann que é membro da Câmara Nacional de Meio Ambiente desde 2013, lembrou que a primeira reunião itinetante da CMA/CBIC foi em 2015 em Balneário Camboriú.

"Até então as reuniões aconteciam só em São Paulo e Brasília. Conseguimos trazer para cá. Na época fizemos a mesma visita de agora. O Yachthouse estava nas fundações e o Infinity na 38a.laje. Quatro anos depois eles voltaram e foram aos mesmos edifícios e constataram a mudança em quatro anos", disse.

NINGUÉM QUER DESTRUIR

Gil destacou que assuntos relativos à legislação e sustentabilidade são essenciais, porque ninguém quer destruir a natureza.

"O que todos querem são regras específicas para fazer certo, mas a insegurança jurídica desanima o setor", lamentou.

Fotos das visitas e do encontro:

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade


Geral

É a primeira visita de um alto funcionário do governo Bolsonato à cidade 


Política

Ele cometeu o sacrilégio de congelar preços, José Sarney não faria melhor.


Cidade

Serviço de coleta especial será triplicado e permanente em toda a cidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Lideranças nacionais da construção debateram questões ambientais em Balneário Camboriú

Fotos: Divulgação/CMA

Publicidade

Domingo, 7/4/2019 12:18.

Importantes temas relacionados à construção civil e sustentabilidade foram debatidos em encontro que reuniu presidentes de Sinduscons de todo o país esta semana em Balneário Camboriú.

Na quinta-feira (4) o presidente do Sinduscon local, Nelson Nitz abriu o encontro. Presentes o vice-prefeito Carlos Humberto Silva, o presidente do Legislativo, Omar Tomalih, o presidente da Comissão de Meio Ambiente (CMA) da Câmara Brasileira da Industria da Construção (CBIC), Nilson Sarti, a diretora de Licenciamento do Instituto Meio Ambiente (IMA), Ivana Becker, do secretário de Turismo Nelson Oliveira e dos vereadores Juliethe Nitz, Bola Pereira e Arlindo Cruz.

Acompanhe os principais temas em debate:

LICENCIAMENTO AMBIENTAL

A autodeclaração no Licenciamento Ambiental foi abordado pela diretora do IMA Ivana Becker com foco na Desburocratização do Sistema de Licenciamento Ambiental em SC. Ela demonstrou os avanços da Licença por Adesão (LAC).

SINAFLOR

O analista ambiental Custódio Duarte, da Diretoria de Biodiversidade e Floresta, do Ibama, falou sobre o uso do Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florrstais (Sinaflor). Ele demonstrou a Plataforma de Ensino à Distância (EaD), para capacitar empreendedores, responsáveis técnicos e servidores de órgãos ambientais a operar o Sinaflor.

"O tema gerou um grande debate porque o sistema não funcionou e devido às reclamações a CMA/CBIC, consegui a prorrogação da implantação do mesmo até 31 de julho próximo", disse o consultor ambiental do Sinduscon, Gil Koeddermann.

MAIS DESTAQUES

  • Medida Provisória 868/2018, que alterou o marco legal do saneamento básico;
  • Segurança jurídica no Reuso da Água; *Desafios estruturais e ambientais para construção dos prédios mais altos da América do Sul;
  • Decisão do TRF4 referente ao recuo do Canal do Marambaia;
  • Decisão do STJ de aplicar a lei do código ambiental 12.651 nas cidades e não a lei do parcelamento de solo 6766.

VISITA TÉCNICA

Os membros da CMA/CBIC realizaram visita técnica na sexta-feira (5) aos edifícios residenciais mais altos da América do Sul, o Infinity Coast, da FG Empreendimentos com 71 andares e o Yachthouse, da Construtora Pasqualotto com 81 pavimentos.

QUATRO ANOS

O consultor ambiental do Sinduscon, Gil Koeddermann que é membro da Câmara Nacional de Meio Ambiente desde 2013, lembrou que a primeira reunião itinetante da CMA/CBIC foi em 2015 em Balneário Camboriú.

"Até então as reuniões aconteciam só em São Paulo e Brasília. Conseguimos trazer para cá. Na época fizemos a mesma visita de agora. O Yachthouse estava nas fundações e o Infinity na 38a.laje. Quatro anos depois eles voltaram e foram aos mesmos edifícios e constataram a mudança em quatro anos", disse.

NINGUÉM QUER DESTRUIR

Gil destacou que assuntos relativos à legislação e sustentabilidade são essenciais, porque ninguém quer destruir a natureza.

"O que todos querem são regras específicas para fazer certo, mas a insegurança jurídica desanima o setor", lamentou.

Fotos das visitas e do encontro:

Publicidade

Publicidade