Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Biblioteca Municipal e Arquivo Histórico vão reabrir parcialmente

Terça, 9/4/2019 11:16.

A Biblioteca Municipal Machado de Assis e o Arquivo Histórico de Balneário Camboriú vão reabrir parcialmente no próximo dia 22, depois de três meses fechados por conta de estragos causados por uma forte chuva em janeiro. As licitações para a reforma do prédio estão em andamento.

Funcionamento parcial

A Defesa Civil liberou apenas o piso térreo do edifício. Mesmo assim, a Fundação Cultural decidiu voltar a atender de forma parcial. Apenas alguns serviços vão voltar a funcionar, como a consulta ao acervo e empréstimo de livros. O recebimento de doações por enquanto estará suspenso. O serviço de telecentro também estará operando normalmente, com três computadores e impressora. Cada pessoa pode utilizar no máximo 30 minutos.

O acervo do Arquivo Histórico, com fotos e documentos digitalizados, também poderá ser acessado. Se alguém precisar dos materiais, basta levar um pendrive para gravar os arquivos.
“A reabertura da Biblioteca e do Arquivo Histórico é muito importante para a comunidade, mesmo que ambos não estejam 100%. São dois órgãos públicos que auxiliam nos estudos, lazer e descrevem a história da nossa cidade”, comenta a coordenadora de Memória, Patrimônio e Informação da Fundação Cultural, Ana Flávia Martins Machado.

Os demais serviços dos dois órgãos serão oferecidos ao público após a conclusão das obras, como disponibilidade de áreas de estudo e consulta aos acervos de periódicos, obras raras, multimeios e enciclopédias. Alguns acervos estão sendo preparados para atender especialmente na fase de obra, como o espaço da biblioteca infantil.

Obras e licitações

A reforma do local ainda não começou. O prédio precisará de reparos no telhado, paredes, rede elétrica e pisos, pois houve problemas de infiltração. O orçamento é de R$ 31 mil. A administração municipal abriu a licitação para a reforma do telhado somente em março.

Duas empresas que se inscreveram estavam habilitadas e uma foi escolhida, mas a dispensada ainda tem até quinta-feira (11) para recorrer. Após a definição, a vencedora terá 30 dias para executar o serviço (a contar da data da ordem de início).

Outras licitações devem ser lançadas para tratar dos pisos, gesso, parte elétrica e caixa d’água. Serão selecionadas duas empresas, uma para elaborar o projeto e outra para executá-lo.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Economia

A queda no rendimento habitual gera um efeito negativo, em cascata, na economia.


Economia


Geral

Yoga, mantras, danças, vivências, terapias, massagem, oficinas, feirinha, almoço natural...


Economia

Secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida


Publicidade


Esportes


Publicidade

Balada acabando? Festa boa? Vá de carona consciente, vá de Garupa!


Geral

 Evento objetiva fomentar o turismo através da observação de aves


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Biblioteca Municipal e Arquivo Histórico vão reabrir parcialmente

Publicidade

Terça, 9/4/2019 11:16.

A Biblioteca Municipal Machado de Assis e o Arquivo Histórico de Balneário Camboriú vão reabrir parcialmente no próximo dia 22, depois de três meses fechados por conta de estragos causados por uma forte chuva em janeiro. As licitações para a reforma do prédio estão em andamento.

Funcionamento parcial

A Defesa Civil liberou apenas o piso térreo do edifício. Mesmo assim, a Fundação Cultural decidiu voltar a atender de forma parcial. Apenas alguns serviços vão voltar a funcionar, como a consulta ao acervo e empréstimo de livros. O recebimento de doações por enquanto estará suspenso. O serviço de telecentro também estará operando normalmente, com três computadores e impressora. Cada pessoa pode utilizar no máximo 30 minutos.

O acervo do Arquivo Histórico, com fotos e documentos digitalizados, também poderá ser acessado. Se alguém precisar dos materiais, basta levar um pendrive para gravar os arquivos.
“A reabertura da Biblioteca e do Arquivo Histórico é muito importante para a comunidade, mesmo que ambos não estejam 100%. São dois órgãos públicos que auxiliam nos estudos, lazer e descrevem a história da nossa cidade”, comenta a coordenadora de Memória, Patrimônio e Informação da Fundação Cultural, Ana Flávia Martins Machado.

Os demais serviços dos dois órgãos serão oferecidos ao público após a conclusão das obras, como disponibilidade de áreas de estudo e consulta aos acervos de periódicos, obras raras, multimeios e enciclopédias. Alguns acervos estão sendo preparados para atender especialmente na fase de obra, como o espaço da biblioteca infantil.

Obras e licitações

A reforma do local ainda não começou. O prédio precisará de reparos no telhado, paredes, rede elétrica e pisos, pois houve problemas de infiltração. O orçamento é de R$ 31 mil. A administração municipal abriu a licitação para a reforma do telhado somente em março.

Duas empresas que se inscreveram estavam habilitadas e uma foi escolhida, mas a dispensada ainda tem até quinta-feira (11) para recorrer. Após a definição, a vencedora terá 30 dias para executar o serviço (a contar da data da ordem de início).

Outras licitações devem ser lançadas para tratar dos pisos, gesso, parte elétrica e caixa d’água. Serão selecionadas duas empresas, uma para elaborar o projeto e outra para executá-lo.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade