Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Conselho da Cidade aprovou projeto do Mercado Público da Barra

Faltam outros estudos e decisão final será da Câmara de Vereadores.

Sexta, 2/8/2019 9:24.
Divulgação

Publicidade

O Conselho da Cidade aprovou ontem (1) à noite o projeto de um mercado público para a Barra.

A proposta passou pelo Conselho porque é especial, não cumpre as normas ordinárias do Plano Diretor.

Após esta etapa o governo municipal irá analisar outros aspectos do projeto, o único apresentado em concurso promovido pela prefeitura.

Em seguida a proposta irá para a Câmara de Vereadores e, se aprovada, acontecerá a licitação em busca de um parceiro para construir a explorar o local.

O projeto não parece ter características açorianas, uma marca histórica do bairro da Barra que está se perdendo.

O arquiteto Ênio Faquetti, autor do projeto, disse que construir o mercado público em estilo açoriano seria criar um “falso velho”, porque os materiais, mão de obra e técnicas construtivas são diversos daqueles de um século atrás.

Ele pesquisou mercados em diversas cidades e muitos, mesmo os localizados em regiões milenares, refletem a época em que foram construídos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação

Conselho da Cidade aprovou projeto do Mercado Público da Barra

Faltam outros estudos e decisão final será da Câmara de Vereadores.

Publicidade

Sexta, 2/8/2019 9:24.

O Conselho da Cidade aprovou ontem (1) à noite o projeto de um mercado público para a Barra.

A proposta passou pelo Conselho porque é especial, não cumpre as normas ordinárias do Plano Diretor.

Após esta etapa o governo municipal irá analisar outros aspectos do projeto, o único apresentado em concurso promovido pela prefeitura.

Em seguida a proposta irá para a Câmara de Vereadores e, se aprovada, acontecerá a licitação em busca de um parceiro para construir a explorar o local.

O projeto não parece ter características açorianas, uma marca histórica do bairro da Barra que está se perdendo.

O arquiteto Ênio Faquetti, autor do projeto, disse que construir o mercado público em estilo açoriano seria criar um “falso velho”, porque os materiais, mão de obra e técnicas construtivas são diversos daqueles de um século atrás.

Ele pesquisou mercados em diversas cidades e muitos, mesmo os localizados em regiões milenares, refletem a época em que foram construídos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade