Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Vereadores aprovam parklets em Balneário Camboriú

Quinta, 21/2/2019 17:39.
Divulgação

Publicidade

“Em uma cidade como Balneário Camboriú, que possui poucas praças e áreas verdes urbanas, os parklets serão uma nova opção de espaço público de convivência e lazer para atender os moradores, turistas e frequentadores do local onde será instalado”

A opinião é do vereador André Meirinho sobre o projeto de sua autoria que regulamenta a instalação de parklets na cidade e que foi aprovado na sessão da Câmara Municipal nesta quarta-feira (20).

Os parklets são espaços públicos de convivência semelhantes a miniparques, que ocupam vagas de estacionamento em vias públicas pré-definidas, contemplando floreiras, bancos, mesas, lixeiras, paraciclos, entre outros.

Além de ampliar a oferta de espaços para a população, eles estarão promovendo a convivência na rua, estimulando processos participativos, o uso de transportes não motorizados e a criação de um novo cenário para as ruas do município.

Pessoas físicas ou jurídicas vão poder protocolar seus pedidos de autorização para instalação em vias a serem definidas pelo Executivo. Os custos de instalação, manutenção e retirada são de responsabilidade do proponente.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

Vereadores aprovam parklets em Balneário Camboriú

Publicidade

Quinta, 21/2/2019 17:39.

“Em uma cidade como Balneário Camboriú, que possui poucas praças e áreas verdes urbanas, os parklets serão uma nova opção de espaço público de convivência e lazer para atender os moradores, turistas e frequentadores do local onde será instalado”

A opinião é do vereador André Meirinho sobre o projeto de sua autoria que regulamenta a instalação de parklets na cidade e que foi aprovado na sessão da Câmara Municipal nesta quarta-feira (20).

Os parklets são espaços públicos de convivência semelhantes a miniparques, que ocupam vagas de estacionamento em vias públicas pré-definidas, contemplando floreiras, bancos, mesas, lixeiras, paraciclos, entre outros.

Além de ampliar a oferta de espaços para a população, eles estarão promovendo a convivência na rua, estimulando processos participativos, o uso de transportes não motorizados e a criação de um novo cenário para as ruas do município.

Pessoas físicas ou jurídicas vão poder protocolar seus pedidos de autorização para instalação em vias a serem definidas pelo Executivo. Os custos de instalação, manutenção e retirada são de responsabilidade do proponente.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade