Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Ozawa usa argumento falso para se opor ao alargamento da praia

Ele alega que investimento daria para construir 42 postos de saúde

Terça, 26/2/2019 7:49.
Arquivo JP3.
Ozawa, conta errada para justificar argumento.

Publicidade

O ex-candidato a prefeito de Balneário Camboriú Luiz Fernando Ozawa lançou campanha de coleta de assinaturas contra o alargamento da praia central de Balneário Camboriú onde usa argumento falso para convencimento da população.

No texto, postado num aplicativo de coleta de assinaturas, Ozawa alega que com o valor que será investido no alargamento, R$ 85 milhões, é possível construir 42 unidades de pronto atendimento à saúde como a do Bairro das Nações.

A informação é falsa. Quando foi licitada, em 2013, a UPA do Bairro das Nações custou R$ 1.920.000,00, sem incluir terreno ou equipamentos.

Em valores atualizados, cerca de R$ 2,7 milhões.

O político também omitiu que não basta construir, é necessário manter e o custeio de uma UPA como a do Bairro das Nações é estimado em R$ 20 milhões ao ano.

O investimento de Balneário Camboriú em saúde, em 2019, está orçado em R$ 157 milhões, correspondentes a 26% do orçamento municipal e quase o dobro do exigido pela Constituição.

Aparentemente Ozawa se prepara para disputar mais uma eleição à prefeitura. Disputando pelo PSOL em 2016 ele fez 1.889 votos (2,87%) e ficou na quarta colocação entre os quatro candidatos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Arquivo JP3.
Ozawa, conta errada para justificar argumento.
Ozawa, conta errada para justificar argumento.

Ozawa usa argumento falso para se opor ao alargamento da praia

Ele alega que investimento daria para construir 42 postos de saúde

Publicidade

Terça, 26/2/2019 7:49.

O ex-candidato a prefeito de Balneário Camboriú Luiz Fernando Ozawa lançou campanha de coleta de assinaturas contra o alargamento da praia central de Balneário Camboriú onde usa argumento falso para convencimento da população.

No texto, postado num aplicativo de coleta de assinaturas, Ozawa alega que com o valor que será investido no alargamento, R$ 85 milhões, é possível construir 42 unidades de pronto atendimento à saúde como a do Bairro das Nações.

A informação é falsa. Quando foi licitada, em 2013, a UPA do Bairro das Nações custou R$ 1.920.000,00, sem incluir terreno ou equipamentos.

Em valores atualizados, cerca de R$ 2,7 milhões.

O político também omitiu que não basta construir, é necessário manter e o custeio de uma UPA como a do Bairro das Nações é estimado em R$ 20 milhões ao ano.

O investimento de Balneário Camboriú em saúde, em 2019, está orçado em R$ 157 milhões, correspondentes a 26% do orçamento municipal e quase o dobro do exigido pela Constituição.

Aparentemente Ozawa se prepara para disputar mais uma eleição à prefeitura. Disputando pelo PSOL em 2016 ele fez 1.889 votos (2,87%) e ficou na quarta colocação entre os quatro candidatos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade