Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Emasa iniciou licitações para o novo emissário de esgoto
Celso Peixoto/PMBC
Emasa é a maior responsável pela poluição do Canal do Marambaia.

Quarta, 6/2/2019 8:50.

A Emasa lançou nesta semana duas licitações para materiais destinados à construção de um novo emissário de esgoto que cortará o Centro da cidade do pontal norte em direção ao rio Camboriú.

A licitação para mão de obra virá na sequência. A estimativa é que no total o emissário custe R$ 6 milhões e fique pronto em agosto.

As deficiências do atual emissário de esgoto, que tem cerca de 40 anos, são apontadas por especialistas como a principal causa de poluição do canal do Marambaia.

Desde 2015 o Página 3 informa que a Emasa é o principal poluidor do canal do Marambaia porque o sistema atual é uma "peneira”, vaza em diversos pontos.

Muitos desses vazamentos foram abertos propositadamente pela própria Emasa com o objetivo que o esgoto não escorresse pelas calçadas do Centro da cidade.

O novo emissário correrá por dentro da galeria de águas da avenida Atlântica o que reduzirá substancialmente o custo da obra.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

 Prefeitura começará a internar usuários de drogas


Mundo

Um dos principais destinos turísticos do mundo sofre com algas desde 2015


Geral

O cantor Armandinho organiza o festival, que tem entrada gratuita


Política

Derrota do governo é resposta de Maia à queda de Bebianno


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Emasa iniciou licitações para o novo emissário de esgoto

Celso Peixoto/PMBC
Emasa é a maior responsável pela poluição do Canal do Marambaia.
Emasa é a maior responsável pela poluição do Canal do Marambaia.
Quarta, 6/2/2019 8:50.

A Emasa lançou nesta semana duas licitações para materiais destinados à construção de um novo emissário de esgoto que cortará o Centro da cidade do pontal norte em direção ao rio Camboriú.

A licitação para mão de obra virá na sequência. A estimativa é que no total o emissário custe R$ 6 milhões e fique pronto em agosto.

As deficiências do atual emissário de esgoto, que tem cerca de 40 anos, são apontadas por especialistas como a principal causa de poluição do canal do Marambaia.

Desde 2015 o Página 3 informa que a Emasa é o principal poluidor do canal do Marambaia porque o sistema atual é uma "peneira”, vaza em diversos pontos.

Muitos desses vazamentos foram abertos propositadamente pela própria Emasa com o objetivo que o esgoto não escorresse pelas calçadas do Centro da cidade.

O novo emissário correrá por dentro da galeria de águas da avenida Atlântica o que reduzirá substancialmente o custo da obra.
 

Publicidade

Publicidade