Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Vereador Arlindo sugere a criação de um crematório público
Reprodução.
O papel aceita tudo.

Quarta, 6/2/2019 13:20.

Está em pauta para a sessão desta quarta-feira (6) da Câmara indicação do vereador Arlindo Cruz para implantação de um crematório público, mas não há nenhum projeto nesse sentido até o momento.

O Cemitério Municipal de Balneário Camboriú tem problema de espaço e para tentar amenizar a situação tramita na Câmara de Vereadores projeto para criar mais dois ossuários.

A diretora do Patrimônio, Claudineia ‘Zezé’ Costa Wolff, diz que desconhece planos da criação de um crematório público, só dos ossuários. “Dependemos apenas da aprovação da Câmara para realizá-lo”, explica.

Após assumir o atual governo chegou a anunciar planos de construir um novo cemitério, mas optou por ossuários que liberam covas para novos sepultamentos.

De qualquer forma, no futuro a prefeitura será obrigada a investir num novo cemitério público, conjugado ou não com crematório, sob pena da cidade não ter onde enterrar os mortos. 

 

   

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Geral

A organização estima a participação de 5 mil fiéis


Geral

 Igreja Luterana, Igreja Matriz Sta Inês, Capela Santa Catarina de Alexandria, Paróquia São Sebastião


Opinião

Por Felipe Gustavo Koch Buttelli


Cidade

As bandeiras voltam a ser hasteadas na temporada


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Vereador Arlindo sugere a criação de um crematório público

Reprodução.
O papel aceita tudo.
O papel aceita tudo.

Publicidade

Quarta, 6/2/2019 13:20.

Está em pauta para a sessão desta quarta-feira (6) da Câmara indicação do vereador Arlindo Cruz para implantação de um crematório público, mas não há nenhum projeto nesse sentido até o momento.

O Cemitério Municipal de Balneário Camboriú tem problema de espaço e para tentar amenizar a situação tramita na Câmara de Vereadores projeto para criar mais dois ossuários.

A diretora do Patrimônio, Claudineia ‘Zezé’ Costa Wolff, diz que desconhece planos da criação de um crematório público, só dos ossuários. “Dependemos apenas da aprovação da Câmara para realizá-lo”, explica.

Após assumir o atual governo chegou a anunciar planos de construir um novo cemitério, mas optou por ossuários que liberam covas para novos sepultamentos.

De qualquer forma, no futuro a prefeitura será obrigada a investir num novo cemitério público, conjugado ou não com crematório, sob pena da cidade não ter onde enterrar os mortos. 

 

   

Publicidade

Publicidade