Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Para economizar Balneário Camboriú adotará diário oficial eletrônico
Reprodução.
Centenas de cidades no país adotaram diários oficiais eletrônicos.

Quarta, 6/2/2019 17:22.

O prefeito Fabrício Oliveira determinou que a prefeitura de Balneário Camboriú adote diário oficial eletrônico, devido ao maior alcance perante a população e uma espantosa economia.

Dos R$ 376 mil que a prefeitura previa gastar neste ano publicando atos oficiais em jornais em papel, o custo cairá para menos de R$ 37 mil.

O prefeito já pretendia adotar as publicações eletrônicas em 2018, mas sua assessoria não elaborou o projeto em tempo.

Em verdade, o desleixo de alguns assessores prosseguiu até os dias atuais, são necessárias várias formalidades ainda não cumpridas para iniciar as publicações eletrônicas.

Uma delas, mudar a Lei Orgânica, foi votada e aprovada ontem pelos vereadores. Falta a segunda votação que ocorrerá semana que vem.

Em meados do ano passado o promotor da moralidade administrativa, Jean Michel Forest, alertou o prefeito dos prejuízos causados ao cofre público pelas publicações em papel.

Em julho a assessoria do prefeito discutiu o assunto em documento interno, se comprometendo a implantar o diário oficial eletrônico.

Na semana passada o governo do município voltou a bater cabeça, lançou licitação para publicar editais em jornais impressos e no dia seguinte cancelou.

Alguém pode ter lembrado ao vice-prefeito no exercício do cargo de prefeito, Carlos Humberto Metzner Silva, que assinou o edital de  licitação, que ele poderia ser processado por não zelar pela economicidade, um dos princípios básicos da administração pública.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

 Prefeitura começará a internar usuários de drogas


Mundo

Um dos principais destinos turísticos do mundo sofre com algas desde 2015


Geral

O cantor Armandinho organiza o festival, que tem entrada gratuita


Política

Derrota do governo é resposta de Maia à queda de Bebianno


Publicidade


Publicidade


Política

Ele aparentemente fez escolhas erradas em seu caminho político 


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Policia

Gaúcho comeu no restaurante e não tinha dinheiro para pagar


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Para economizar Balneário Camboriú adotará diário oficial eletrônico

Reprodução.
Centenas de cidades no país adotaram diários oficiais eletrônicos.
Centenas de cidades no país adotaram diários oficiais eletrônicos.
Quarta, 6/2/2019 17:22.

O prefeito Fabrício Oliveira determinou que a prefeitura de Balneário Camboriú adote diário oficial eletrônico, devido ao maior alcance perante a população e uma espantosa economia.

Dos R$ 376 mil que a prefeitura previa gastar neste ano publicando atos oficiais em jornais em papel, o custo cairá para menos de R$ 37 mil.

O prefeito já pretendia adotar as publicações eletrônicas em 2018, mas sua assessoria não elaborou o projeto em tempo.

Em verdade, o desleixo de alguns assessores prosseguiu até os dias atuais, são necessárias várias formalidades ainda não cumpridas para iniciar as publicações eletrônicas.

Uma delas, mudar a Lei Orgânica, foi votada e aprovada ontem pelos vereadores. Falta a segunda votação que ocorrerá semana que vem.

Em meados do ano passado o promotor da moralidade administrativa, Jean Michel Forest, alertou o prefeito dos prejuízos causados ao cofre público pelas publicações em papel.

Em julho a assessoria do prefeito discutiu o assunto em documento interno, se comprometendo a implantar o diário oficial eletrônico.

Na semana passada o governo do município voltou a bater cabeça, lançou licitação para publicar editais em jornais impressos e no dia seguinte cancelou.

Alguém pode ter lembrado ao vice-prefeito no exercício do cargo de prefeito, Carlos Humberto Metzner Silva, que assinou o edital de  licitação, que ele poderia ser processado por não zelar pela economicidade, um dos princípios básicos da administração pública.
 

Publicidade

Publicidade