Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Troca de comando no 12º BPM mostra prestígio e força política
Maria Gottardi/Waldemar Cezar Neto.

Quinta, 31/1/2019 8:15.

(Waldemar Cezar Neto/JP3) - A troca de comando do 12o Batalhão de Polícia Militar, ontem (30) à tardinha mostrou o prestígio perante a comunidade do comandante que está saindo, Tenente-coronel Evaldo Hoffmann e seu potencial para uma futura disputa política em Balneário Camboriú.

O Tenente-coronel Alexandre Coelho Vieira, vindo da região de Caldas da Imperatriz, passou a comandar desde ontem o 12o BPM que cobre, além de Balneário Camboriú, os municípios de Camboriú, Itapema, Porto Belo, Bombinhas, Tijucas, São João Batista, Canelinha, Nova Trento e Major Gercino.

Com um calor sufocante, a solenidade foi marcada pela organização, pela presença de soldados e oficiais da ativa e da reserva, empresários, políticos e público em geral.

Foram homenageadas pessoas que ajudaram a adquirir um helicóptero para a PM, através de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), promovido pelo Ministério Público com prefeitura e Sindicato da Construção Civil.

Receberam a medalha Raulino Reitz, por relevantes serviços ao meio ambiente, os advogados Juliano Cavalcanti e Jaime Schappo, além do secretário do meio ambiente de Balneário Camboriú Ike Gevaerd.

A medalha do Mérito da Aviação da PM foi concedida ao Cel. Cláudio Roberto Koglin, Subcomandante-geral da PM; aos advogados Marcelo Freitas, Rafael Bazzanella (procurador de Balneário Camboriú) e Lucas Zenatti; ao empresário Alcino Pasqualotto Neto (executivo da Pasqualotto & GT) e ao presidente do Sinduscon, Nelson Nitz.

Por fim, a maior distinção, a Comenda Barriga Verde, foi para o promotor do meio ambiente, Isaac Newton Belota Sabbá Guimarães, que conseguiu a façanha de resolver através de um TAC um complicado processo envolvendo prefeitura e construção civil.

POLÍTICA

Evaldo Hoffmann, o comandante que saiu, comandará a Polícia Rodoviária Estadual, continuará morando em Balneário Camboriú e é apontado nos círculos políticos como um dos favoritos para a prefeitura em 2020.

Ele nunca tocou nesse assunto com o Página 3 e mesmo quando insistentemente indagado se faz de desentendido.

Em quatro anos de comando em Balneário Camboriú, Evaldo (e o 12o BPM) construiu um amplo círculo de relacionamento, devido ao dinamismo que imprimiu no contato com a sociedade, tanto presencial como através dos canais de internet.

Nos bastidores da solenidade de ontem várias pessoas comentaram com a reportagem que Evaldo é um “nome forte” para a prefeitura.

É verdade, mas suas chances passam também pelo desempenho do Presidente Jair Bolsonaro e do governador Carlos Moisés. Hoje grande parte da população está em lua de mel com a ideia de militares metidos em política, mas a eleição municipal é dentro de dois anos e até lá esse bom humor pode se alterar.

Cel. Evaldo.

O promotor Isaac Newton Belota Sabbá Guimarães.

O empresário Alcino Pasqualotto Neto

Medalha para Ike Gevaerd.

O comandante que entra e o que sai, com as esposas, e o chefe deles, o comandante geral da PM em Santa Catarina.  

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Geral

A organização estima a participação de 5 mil fiéis


Geral

 Igreja Luterana, Igreja Matriz Sta Inês, Capela Santa Catarina de Alexandria, Paróquia São Sebastião


Opinião

Por Felipe Gustavo Koch Buttelli


Cidade

As bandeiras voltam a ser hasteadas na temporada


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Troca de comando no 12º BPM mostra prestígio e força política

Maria Gottardi/Waldemar Cezar Neto.

Publicidade

Quinta, 31/1/2019 8:15.

(Waldemar Cezar Neto/JP3) - A troca de comando do 12o Batalhão de Polícia Militar, ontem (30) à tardinha mostrou o prestígio perante a comunidade do comandante que está saindo, Tenente-coronel Evaldo Hoffmann e seu potencial para uma futura disputa política em Balneário Camboriú.

O Tenente-coronel Alexandre Coelho Vieira, vindo da região de Caldas da Imperatriz, passou a comandar desde ontem o 12o BPM que cobre, além de Balneário Camboriú, os municípios de Camboriú, Itapema, Porto Belo, Bombinhas, Tijucas, São João Batista, Canelinha, Nova Trento e Major Gercino.

Com um calor sufocante, a solenidade foi marcada pela organização, pela presença de soldados e oficiais da ativa e da reserva, empresários, políticos e público em geral.

Foram homenageadas pessoas que ajudaram a adquirir um helicóptero para a PM, através de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), promovido pelo Ministério Público com prefeitura e Sindicato da Construção Civil.

Receberam a medalha Raulino Reitz, por relevantes serviços ao meio ambiente, os advogados Juliano Cavalcanti e Jaime Schappo, além do secretário do meio ambiente de Balneário Camboriú Ike Gevaerd.

A medalha do Mérito da Aviação da PM foi concedida ao Cel. Cláudio Roberto Koglin, Subcomandante-geral da PM; aos advogados Marcelo Freitas, Rafael Bazzanella (procurador de Balneário Camboriú) e Lucas Zenatti; ao empresário Alcino Pasqualotto Neto (executivo da Pasqualotto & GT) e ao presidente do Sinduscon, Nelson Nitz.

Por fim, a maior distinção, a Comenda Barriga Verde, foi para o promotor do meio ambiente, Isaac Newton Belota Sabbá Guimarães, que conseguiu a façanha de resolver através de um TAC um complicado processo envolvendo prefeitura e construção civil.

POLÍTICA

Evaldo Hoffmann, o comandante que saiu, comandará a Polícia Rodoviária Estadual, continuará morando em Balneário Camboriú e é apontado nos círculos políticos como um dos favoritos para a prefeitura em 2020.

Ele nunca tocou nesse assunto com o Página 3 e mesmo quando insistentemente indagado se faz de desentendido.

Em quatro anos de comando em Balneário Camboriú, Evaldo (e o 12o BPM) construiu um amplo círculo de relacionamento, devido ao dinamismo que imprimiu no contato com a sociedade, tanto presencial como através dos canais de internet.

Nos bastidores da solenidade de ontem várias pessoas comentaram com a reportagem que Evaldo é um “nome forte” para a prefeitura.

É verdade, mas suas chances passam também pelo desempenho do Presidente Jair Bolsonaro e do governador Carlos Moisés. Hoje grande parte da população está em lua de mel com a ideia de militares metidos em política, mas a eleição municipal é dentro de dois anos e até lá esse bom humor pode se alterar.

Cel. Evaldo.

O promotor Isaac Newton Belota Sabbá Guimarães.

O empresário Alcino Pasqualotto Neto

Medalha para Ike Gevaerd.

O comandante que entra e o que sai, com as esposas, e o chefe deles, o comandante geral da PM em Santa Catarina.  

 

Publicidade

Publicidade