Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Rompimento de adutora afeta abastecimento de Camboriú

Quarta, 10/7/2019 13:56.
Divulgação

Publicidade

O rompimento de uma importante adutora, que ocorreu embaixo da BR-101, pode afetar o abastecimento de água em toda a cidade de Camboriú. Moradores poderão verificar baixa pressão e falta de água nesta quarta-feira.

As equipes da Águas de Camboriú já atuam nos reparos, mas ainda não é possível dar uma previsão de normalização do abastecimento, em função de a manutenção ter que ser realizada em um local de difícil acesso. Em caso de dúvidas, o contato deve ser feito por meio das centrais de atendimento - pelo telefone 0800 595 4444 ou mensagens pelo WhatsApp no 99234 1414

A concessionária destaca que, em casos de desabastecimento, a água pode ficar turva após a normalização. Isso acontece porque nas paredes das tubulações acaba ocorrendo um acúmulo de sais inorgânicos. Quando o abastecimento é retomado, a variação na velocidade da água pode desprender estes sais, que modificam a cor e a turbidez. Nestes casos, a água normalmente só está com uma alteração de cor e turbidez e não representa risco para a saúde. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Rompimento de adutora afeta abastecimento de Camboriú

Divulgação

Publicidade

Quarta, 10/7/2019 13:56.

O rompimento de uma importante adutora, que ocorreu embaixo da BR-101, pode afetar o abastecimento de água em toda a cidade de Camboriú. Moradores poderão verificar baixa pressão e falta de água nesta quarta-feira.

As equipes da Águas de Camboriú já atuam nos reparos, mas ainda não é possível dar uma previsão de normalização do abastecimento, em função de a manutenção ter que ser realizada em um local de difícil acesso. Em caso de dúvidas, o contato deve ser feito por meio das centrais de atendimento - pelo telefone 0800 595 4444 ou mensagens pelo WhatsApp no 99234 1414

A concessionária destaca que, em casos de desabastecimento, a água pode ficar turva após a normalização. Isso acontece porque nas paredes das tubulações acaba ocorrendo um acúmulo de sais inorgânicos. Quando o abastecimento é retomado, a variação na velocidade da água pode desprender estes sais, que modificam a cor e a turbidez. Nestes casos, a água normalmente só está com uma alteração de cor e turbidez e não representa risco para a saúde. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade