Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Comando da PM anuncia redução de furtos e roubos em Balneário Camboriú
O comandante Coelho
Divulgação/PM

Sexta, 12/7/2019 17:50.

O 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Balneário Camboriú anunciou que houve redução de 23,28% no número de furtos e 35,91% de diminuição nos crimes de roubo no primeiro semestre desse ano, em comparação ao mesmo período de 2018. O comandante do 12º BPM, Tenente-Coronel Alexandre Coelho avalia que a situação se dá por conta da parceria entre os órgãos de segurança e também pelo apoio da comunidade.

O comandante defende a união das forças da segurança (polícias Militar e Civil, Guarda Municipal e Agentes de Trânsito), que nesse trabalho em conjunto vêm realizando mais barreiras e abordagens a pessoas e veículos por toda a cidade.

“Estamos nos integrando mais, realizando operações mensalmente. Isso acaba inibindo os bandidos”, afirma.

Segundo Coelho, a maioria dos furtos que acontecem em Balneário Camboriú são pequenos e os principais produtos furtados pelos ladrões são bicicletas.

“Bikes são disparadas as mais furtadas. Furto/roubo de celular há poucos, um número que não é muito expressivo, não. Há casos de furtos/roubos de carros também, mas já houve uma onda maior, e também temos conseguido recuperar vários”, explica.

Outros locais alvos de crimes, de acordo com o comandante, são os comércios pequenos, como farmácias. Os furtos/roubos em residências também diminuíram.

“São raros os casos de famílias mantidas reféns ou ameaçadas por bandidos em nossa região”, diz.

Coelho destaca que não há um perfil específico dos ladrões que agem em Balneário e região, mas a maioria são maiores de idade (apesar de haver menores infratores também), e que muitos são ligados ao tráfico de drogas ou para comprar bebidas alcoólicas.

“No caso das bikes, a maioria são vendidas para receptadores, que as revendem na internet, em sites como a OLX, mas muitos ladrões também trocam os produtos por drogas”, comenta.

Outras ocorrências

Outras situações atendidas pela PM em Balneário Camboriú são perturbação de sossego alheio e tráfico de drogas. A primeira é a ‘campeã’ em número de denúncias à Polícia Militar.

“Nos incomoda muito porque demanda muito tempo das viaturas. É a comunidade prejudicando a comunidade, com som alto de madrugada, por exemplo. A típica briga de vizinhos. É o que mais tem ligações”, acrescenta.

Já sobre o tráfico de drogas, o comandante conta que somente nesse ano apreenderam mais de R$ 1,6 milhão em ilícitos na região que compreende o 12º BPM – principalmente em Balneário Camboriú e Camboriú.

“É comum prendermos traficantes na região com grandes quantidades de drogas. A comunidade nos ajuda muito com denúncias e troca de informações, através da Rede de Vizinhos (grupo no WhatsApp entre moradores e policiais) que temos em cada bairro. A integração entre as forças e com os moradores é essencial e é o que vem fazendo a diferença no combate ao crime”, finaliza. 

Blitz e abordagens ajudam na redução

Trabalho integrado traz resultados

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Comando da PM anuncia redução de furtos e roubos em Balneário Camboriú

O comandante Coelho
Divulgação/PM
Divulgação/PM

Publicidade

Sexta, 12/7/2019 17:50.

O 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Balneário Camboriú anunciou que houve redução de 23,28% no número de furtos e 35,91% de diminuição nos crimes de roubo no primeiro semestre desse ano, em comparação ao mesmo período de 2018. O comandante do 12º BPM, Tenente-Coronel Alexandre Coelho avalia que a situação se dá por conta da parceria entre os órgãos de segurança e também pelo apoio da comunidade.

O comandante defende a união das forças da segurança (polícias Militar e Civil, Guarda Municipal e Agentes de Trânsito), que nesse trabalho em conjunto vêm realizando mais barreiras e abordagens a pessoas e veículos por toda a cidade.

“Estamos nos integrando mais, realizando operações mensalmente. Isso acaba inibindo os bandidos”, afirma.

Segundo Coelho, a maioria dos furtos que acontecem em Balneário Camboriú são pequenos e os principais produtos furtados pelos ladrões são bicicletas.

“Bikes são disparadas as mais furtadas. Furto/roubo de celular há poucos, um número que não é muito expressivo, não. Há casos de furtos/roubos de carros também, mas já houve uma onda maior, e também temos conseguido recuperar vários”, explica.

Outros locais alvos de crimes, de acordo com o comandante, são os comércios pequenos, como farmácias. Os furtos/roubos em residências também diminuíram.

“São raros os casos de famílias mantidas reféns ou ameaçadas por bandidos em nossa região”, diz.

Coelho destaca que não há um perfil específico dos ladrões que agem em Balneário e região, mas a maioria são maiores de idade (apesar de haver menores infratores também), e que muitos são ligados ao tráfico de drogas ou para comprar bebidas alcoólicas.

“No caso das bikes, a maioria são vendidas para receptadores, que as revendem na internet, em sites como a OLX, mas muitos ladrões também trocam os produtos por drogas”, comenta.

Outras ocorrências

Outras situações atendidas pela PM em Balneário Camboriú são perturbação de sossego alheio e tráfico de drogas. A primeira é a ‘campeã’ em número de denúncias à Polícia Militar.

“Nos incomoda muito porque demanda muito tempo das viaturas. É a comunidade prejudicando a comunidade, com som alto de madrugada, por exemplo. A típica briga de vizinhos. É o que mais tem ligações”, acrescenta.

Já sobre o tráfico de drogas, o comandante conta que somente nesse ano apreenderam mais de R$ 1,6 milhão em ilícitos na região que compreende o 12º BPM – principalmente em Balneário Camboriú e Camboriú.

“É comum prendermos traficantes na região com grandes quantidades de drogas. A comunidade nos ajuda muito com denúncias e troca de informações, através da Rede de Vizinhos (grupo no WhatsApp entre moradores e policiais) que temos em cada bairro. A integração entre as forças e com os moradores é essencial e é o que vem fazendo a diferença no combate ao crime”, finaliza. 

Blitz e abordagens ajudam na redução

Trabalho integrado traz resultados

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade