Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Câmara aprova Plano de Mobilidade Urbana

Quarta, 17/7/2019 19:29.
Arquivo Pessoal
Chaves Junior, ciclista de carteirinha, passeia com os sobrinhos

Publicidade

O plenário da Câmara de Vereadores aprovou a redação final do projeto de lei complementar 08/2019, do Executivo, que institui o Plano de Mobilidade Urbana do município de Balneário Camboriú (PlanMob/BC), na sessão ordinária desta terça-feira (16).

O plano define ações e metas de melhoria e qualificação da mobilidade urbana.

O projeto recebeu duas emendas do vereador Marcelo Achutti, uma delas que proíbe a circulação de carroças.

A redação final foi aprovada com 15 votos favoráveis, dois contrários e uma abstenção e agora retorna ao Executivo, para sanção do prefeito.

Quase realidade

“O PlanMob é fundamental para o crescimento ordenado da cidade assim como o Plano Diretor. A Associação de Ciclismo de Balneário Camboriú (ACBC) vem cobrando a importância da criação do plano desde a gestão municipal passada e hoje temos a realidade prestes a ser aprovada. Agora é lutar para que o Plano Cicloviário seja também aprovado pelo prefeito e assim teremos as diretrizes completas para uma cidade com crescimento ordenado, não só abrir vias para automóveis, mas priorizar transporte público e incentivar os não motorizados e de compartilhamento”, declarou Luiz Carlos Chaves Junior, da diretoria da ACBC e ferrenho defensor da mobilidade urbana.

Chaves Junior disse que a maioria das pessoas confunde o significado de mobilidade urbana com trânsito.

“São coisas bem diferentes. A condição em que se realizam deslocamentos de pessoas e cargas dentro das cidades é chamado mobilidade urbana, isso acontece através de políticas públicas que visam a melhoria da acessibilidade e mobilidade das pessoas e cargas priorizando transporte coletivo e os não motorizados. O tempo que as pessoas perdem dentro de automóveis e transportes é chamado de trânsito”, explicou.


Manual de instruções

Com olhar de usuário de bicicleta, Chaves Junior observa que Balneário Camboriú cresce diariamente, o que provoca um efeito de espalhamento de atividades ao longo do território da cidade.

“Isso aumenta as distâncias percorridas pelas pessoas para atender às suas necessidades de trabalho, educação, compras, lazer, etc sendo assim é necessário que a cidade tenha um plano de mobilidade para que seus gestores tenham um “manual de instruções” com o objetivo principal de orientação para que as ações e investimentos estejam de acordo com a visão da cidade em curto, médio e longo prazo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Arquivo Pessoal
Chaves Junior, ciclista de carteirinha, passeia com os sobrinhos
Chaves Junior, ciclista de carteirinha, passeia com os sobrinhos

Câmara aprova Plano de Mobilidade Urbana

Publicidade

Quarta, 17/7/2019 19:29.

O plenário da Câmara de Vereadores aprovou a redação final do projeto de lei complementar 08/2019, do Executivo, que institui o Plano de Mobilidade Urbana do município de Balneário Camboriú (PlanMob/BC), na sessão ordinária desta terça-feira (16).

O plano define ações e metas de melhoria e qualificação da mobilidade urbana.

O projeto recebeu duas emendas do vereador Marcelo Achutti, uma delas que proíbe a circulação de carroças.

A redação final foi aprovada com 15 votos favoráveis, dois contrários e uma abstenção e agora retorna ao Executivo, para sanção do prefeito.

Quase realidade

“O PlanMob é fundamental para o crescimento ordenado da cidade assim como o Plano Diretor. A Associação de Ciclismo de Balneário Camboriú (ACBC) vem cobrando a importância da criação do plano desde a gestão municipal passada e hoje temos a realidade prestes a ser aprovada. Agora é lutar para que o Plano Cicloviário seja também aprovado pelo prefeito e assim teremos as diretrizes completas para uma cidade com crescimento ordenado, não só abrir vias para automóveis, mas priorizar transporte público e incentivar os não motorizados e de compartilhamento”, declarou Luiz Carlos Chaves Junior, da diretoria da ACBC e ferrenho defensor da mobilidade urbana.

Chaves Junior disse que a maioria das pessoas confunde o significado de mobilidade urbana com trânsito.

“São coisas bem diferentes. A condição em que se realizam deslocamentos de pessoas e cargas dentro das cidades é chamado mobilidade urbana, isso acontece através de políticas públicas que visam a melhoria da acessibilidade e mobilidade das pessoas e cargas priorizando transporte coletivo e os não motorizados. O tempo que as pessoas perdem dentro de automóveis e transportes é chamado de trânsito”, explicou.


Manual de instruções

Com olhar de usuário de bicicleta, Chaves Junior observa que Balneário Camboriú cresce diariamente, o que provoca um efeito de espalhamento de atividades ao longo do território da cidade.

“Isso aumenta as distâncias percorridas pelas pessoas para atender às suas necessidades de trabalho, educação, compras, lazer, etc sendo assim é necessário que a cidade tenha um plano de mobilidade para que seus gestores tenham um “manual de instruções” com o objetivo principal de orientação para que as ações e investimentos estejam de acordo com a visão da cidade em curto, médio e longo prazo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade