Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Rotativo de Balneário Camboriú pretende ter as primeiras mil vagas em outubro

Até meados de dezembro devem ser entregues as 1800 restantes

Quarta, 31/7/2019 7:57.
Prefeitura de São Bento.

Publicidade

O estacionamento rotativo deve entrar em funcionamento nos primeiros dias de outubro, abrindo mil vagas, no centro da cidade, da Rua 1001 até a Rua 1822. O contrato com a empresa Lapazza foi assinado nesta segunda-feira (29) e a partir desta data são 60 dias para instalar as mil primeiras vagas.

O gestor do Fundo Municipal de Trânsito (Fumtran), Fernando Marchiori disse que a empresa prometeu agilizar a instalação para que as 2.800 vagas estabelecidas no contrato estejam funcionando até meados de dezembro. Do total de 2800 vagas, 300 serão para motos.

O valor para carros será de R$ 2,00/hora e para motos R$ 1,00/hora.

Há três opções de pagamento: por aplicativo, no parquímetro (ao todo serão instalados 140 parquímetros, mas nessa primeira etapa serão 50, um para cada 20 vagas) ou nos pontos de venda no comércio (serão 100 ao todo).

“No parquímetro pode comprar 30, 60, 90 ou 120 minutos, quando passar o prazo máximo, tem que trocar de vaga. Não vai existir regularização de infração, como tem em Itajaí. Aqui se passou do prazo ou não tem cartão, receberá uma multa aplicada pelos agentes de trânsito”, explicou Marchiori.

Ele disse que a prefeitura vai incentivar o pagamento por aplicativo.

“É a melhor forma, porque vai pagar somente o tempo que usou. Se ele marca uma hora, mas retorna ao carro em 15 minutos, ele vai pagar apenas os 15 minutos”, detalhou.

Marchiori disse que está otimista, que o sistema vai funcionar e que não é uma concessão, é uma locação de equipamentos. Ele explicou que a empresa está fornecendo a tecnologia para o munícipio explorar o sistema, os parquímetros são locados com seguro e manutenção. A empresa receberá um custo anual fixo da locação e o valor arrecadado na utilização dos parquímetros é absorvido pelos cofres públicos para investimentos do Fumtran.

“Seguimos todos os trâmites encaminhando para o Compras fazer a homologação do processo, apresentação do projeto de sinalização e implantação dos parquímetros e contratação da empresa. O contrato é por 12 meses podendo ser prorrogado por 48 meses”, finalizou Marchiori, informando que a prefeitura fará uma campanha bem forte de orientação ao público sobre o funcionamento do estacionamento rotativo.

A Lapaza foi chamada após a empresa que venceu a licitação desistir de prestar a o serviço. A empresa presta serviços em São Bento do Sule seu principal diretor foi denunciado pelo Ministério Público Federal do Paraná, no âmbito da Lava Jato,

Há dois anos e meio o governo Fabrício Oliveira tenta implantar estacionamento rotativo na cidade.

Informações - Departamento de Trânsito (47) 3367-7616


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Prefeitura de São Bento.

Rotativo de Balneário Camboriú pretende ter as primeiras mil vagas em outubro

Até meados de dezembro devem ser entregues as 1800 restantes

Publicidade

Quarta, 31/7/2019 7:57.

O estacionamento rotativo deve entrar em funcionamento nos primeiros dias de outubro, abrindo mil vagas, no centro da cidade, da Rua 1001 até a Rua 1822. O contrato com a empresa Lapazza foi assinado nesta segunda-feira (29) e a partir desta data são 60 dias para instalar as mil primeiras vagas.

O gestor do Fundo Municipal de Trânsito (Fumtran), Fernando Marchiori disse que a empresa prometeu agilizar a instalação para que as 2.800 vagas estabelecidas no contrato estejam funcionando até meados de dezembro. Do total de 2800 vagas, 300 serão para motos.

O valor para carros será de R$ 2,00/hora e para motos R$ 1,00/hora.

Há três opções de pagamento: por aplicativo, no parquímetro (ao todo serão instalados 140 parquímetros, mas nessa primeira etapa serão 50, um para cada 20 vagas) ou nos pontos de venda no comércio (serão 100 ao todo).

“No parquímetro pode comprar 30, 60, 90 ou 120 minutos, quando passar o prazo máximo, tem que trocar de vaga. Não vai existir regularização de infração, como tem em Itajaí. Aqui se passou do prazo ou não tem cartão, receberá uma multa aplicada pelos agentes de trânsito”, explicou Marchiori.

Ele disse que a prefeitura vai incentivar o pagamento por aplicativo.

“É a melhor forma, porque vai pagar somente o tempo que usou. Se ele marca uma hora, mas retorna ao carro em 15 minutos, ele vai pagar apenas os 15 minutos”, detalhou.

Marchiori disse que está otimista, que o sistema vai funcionar e que não é uma concessão, é uma locação de equipamentos. Ele explicou que a empresa está fornecendo a tecnologia para o munícipio explorar o sistema, os parquímetros são locados com seguro e manutenção. A empresa receberá um custo anual fixo da locação e o valor arrecadado na utilização dos parquímetros é absorvido pelos cofres públicos para investimentos do Fumtran.

“Seguimos todos os trâmites encaminhando para o Compras fazer a homologação do processo, apresentação do projeto de sinalização e implantação dos parquímetros e contratação da empresa. O contrato é por 12 meses podendo ser prorrogado por 48 meses”, finalizou Marchiori, informando que a prefeitura fará uma campanha bem forte de orientação ao público sobre o funcionamento do estacionamento rotativo.

A Lapaza foi chamada após a empresa que venceu a licitação desistir de prestar a o serviço. A empresa presta serviços em São Bento do Sule seu principal diretor foi denunciado pelo Ministério Público Federal do Paraná, no âmbito da Lava Jato,

Há dois anos e meio o governo Fabrício Oliveira tenta implantar estacionamento rotativo na cidade.

Informações - Departamento de Trânsito (47) 3367-7616


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade