Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Autorizada a construção do molhe da Barra Norte

Quinta, 20/6/2019 7:14.

Publicidade

A Comissão de Licenciamento Ambiental do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), autorizou ontem (19) a construção do molhe da Barra Norte em Balneário Camboriú.

Com isso a prefeitura poderá retirar a licença e determinar o início da obra nos próximos dias.

É uma construção rápida, deve ficar pronta dentro de quatro meses, ao custo de R$ 1.994.224,66.

A urbanização não está incluída neste valor e será licitada provavelmente nos próximos dias.

O grande volume de caminhões trafegando com pedras para a construção do molhe gera preocupações sobre prejuízos ao sistema viário, mas quando esse assunto foi discutido, ainda no ano passado, a conclusão foi que se trata de um risco de que vale a pena ser corrido.

Embora se trate de uma obra utilitária, para despoluir o pontal norte, impróprio para banho há mais de 30 anos, o molhe constitui na prática a primeira atração turística implantada no governo atual.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Autorizada a construção do molhe da Barra Norte

Publicidade

Quinta, 20/6/2019 7:14.

A Comissão de Licenciamento Ambiental do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), autorizou ontem (19) a construção do molhe da Barra Norte em Balneário Camboriú.

Com isso a prefeitura poderá retirar a licença e determinar o início da obra nos próximos dias.

É uma construção rápida, deve ficar pronta dentro de quatro meses, ao custo de R$ 1.994.224,66.

A urbanização não está incluída neste valor e será licitada provavelmente nos próximos dias.

O grande volume de caminhões trafegando com pedras para a construção do molhe gera preocupações sobre prejuízos ao sistema viário, mas quando esse assunto foi discutido, ainda no ano passado, a conclusão foi que se trata de um risco de que vale a pena ser corrido.

Embora se trate de uma obra utilitária, para despoluir o pontal norte, impróprio para banho há mais de 30 anos, o molhe constitui na prática a primeira atração turística implantada no governo atual.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade