Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Municipio controla terrenos baldios para evitar dengue em Balneário Camboriú

Quinta, 6/6/2019 16:40.

Toda denúncia ou reclamação que o Programa Municipal de Combate a Dengue recebe sobre possíveis focos do mosquito Aedes aegypti em terrenos baldios, são conferidas pela equipe. Segundo a responsável pelo programa Eliane Guedes Cassatti, é feito um levantamento dos terrenos com fotos, endereços e o problema é encaminhado à secretaria de Obras, que faz a limpeza.

Isso está acontecendo depois que o prefeito Fabrício Oliveira assinou decreto em abril, agilizando situações que possam ajudar no combate à doença.

O decreto permite por exemplo que o municipio contrate serviços de caráter emergencial de limpeza para terrenos públicos ou particulares que estejam oferecendo risco à saúde pública. A necessidade de fazer o decreto veio em decorrência da legislação que trata de terrenos baldios funcionar de forma lenta para casos emergenciais. A lei exige que o dono do terreno seja notificado, para providenciar a limpeza no terreno, muitas vezes ele não é encontrado, tornando o processo moroso demais.

Segundo a coordenadora do programa, Balneário Camboriú tem hoje (6) 54 casos de dengue, destes 18 são autóctones (contraídos dentro do municipio) e 36 são chamados indeterminados (ou foram importados de outros municipios/estados ou o local do contágio é desconhecido).

“Pedimos que a população ajude, faça a sua parte, eliminando focos em vistorias constantes em suas casas, pátios, eliminando qualquer poça com água”, disse Eliane.

Informações - (047) 32616200 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Municipio controla terrenos baldios para evitar dengue em Balneário Camboriú

Publicidade

Quinta, 6/6/2019 16:40.

Toda denúncia ou reclamação que o Programa Municipal de Combate a Dengue recebe sobre possíveis focos do mosquito Aedes aegypti em terrenos baldios, são conferidas pela equipe. Segundo a responsável pelo programa Eliane Guedes Cassatti, é feito um levantamento dos terrenos com fotos, endereços e o problema é encaminhado à secretaria de Obras, que faz a limpeza.

Isso está acontecendo depois que o prefeito Fabrício Oliveira assinou decreto em abril, agilizando situações que possam ajudar no combate à doença.

O decreto permite por exemplo que o municipio contrate serviços de caráter emergencial de limpeza para terrenos públicos ou particulares que estejam oferecendo risco à saúde pública. A necessidade de fazer o decreto veio em decorrência da legislação que trata de terrenos baldios funcionar de forma lenta para casos emergenciais. A lei exige que o dono do terreno seja notificado, para providenciar a limpeza no terreno, muitas vezes ele não é encontrado, tornando o processo moroso demais.

Segundo a coordenadora do programa, Balneário Camboriú tem hoje (6) 54 casos de dengue, destes 18 são autóctones (contraídos dentro do municipio) e 36 são chamados indeterminados (ou foram importados de outros municipios/estados ou o local do contágio é desconhecido).

“Pedimos que a população ajude, faça a sua parte, eliminando focos em vistorias constantes em suas casas, pátios, eliminando qualquer poça com água”, disse Eliane.

Informações - (047) 32616200 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade