Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Eleição do Conselho da Cidade de Balneário Camboriú será judicializada

Setores importantes da economia municipal ficaram fora do Conselho

Terça, 14/5/2019 11:18.
JC Drones

Publicidade

O presidente do Sindicato da Habitação, Sérgio Luiz dos Santos, questionará judicialmente o resultado da eleição para o Conselho da Cidade, ocorrida na quinta-feira passada, que deixou de fora várias entidades entre as mais representativas da economia de Balneário Camboriú.

Nenhum sindicato de trabalhadores comporá o Conselho e sim a Ordem dos Advogados que foi enquadrada no “segmento dos trabalhadores”.

Também ficaram de fora o Sindicato da Construção Civil e o Sindicato da Habitação, dois dos principais motores da economia da cidade.

Sergio Santos afirma que todo o processo teve falhas legais, culminando com a ausência da presidente do Conselho, Adeltraut Zoschke Schappo, que deveria por obrigação dirigir a votação e não o fez.

Um dos pontos questionados pelo presidente do Secovi é que os conselhos de segurança se inscreveram por bairros, desequilibraram a disputa e elegeram três membros do Conselho.

COMO FICOU

Se a justiça não determinar nova eleição, o Conselho da cidade será composto desta forma para o triênio 2019 a 2022.

Poder Executivo

São nove representantes nomeados pelo prefeito.

Movimentos sociais e populares

Associações de moradores do Estaleirinho; do Bairro dos Municípios; da Praia do Estaleiro; Conselho de Segurança do Centro; Conselho de Segurança de Balneário Camboriú e Conselho de Segurança da Barra Norte.

Segmento dos trabalhadores

Ordem dos Advogados do Brasil

Segmento empresarial

Câmara de Dirigentes Lojistas e Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista.

Segmento profissional, acadêmico e pesquisa

Associação dos Corretores de Imóveis

Segmento das ONGs

Rotary Clube


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
JC Drones

Eleição do Conselho da Cidade de Balneário Camboriú será judicializada

Setores importantes da economia municipal ficaram fora do Conselho

Publicidade

Terça, 14/5/2019 11:18.

O presidente do Sindicato da Habitação, Sérgio Luiz dos Santos, questionará judicialmente o resultado da eleição para o Conselho da Cidade, ocorrida na quinta-feira passada, que deixou de fora várias entidades entre as mais representativas da economia de Balneário Camboriú.

Nenhum sindicato de trabalhadores comporá o Conselho e sim a Ordem dos Advogados que foi enquadrada no “segmento dos trabalhadores”.

Também ficaram de fora o Sindicato da Construção Civil e o Sindicato da Habitação, dois dos principais motores da economia da cidade.

Sergio Santos afirma que todo o processo teve falhas legais, culminando com a ausência da presidente do Conselho, Adeltraut Zoschke Schappo, que deveria por obrigação dirigir a votação e não o fez.

Um dos pontos questionados pelo presidente do Secovi é que os conselhos de segurança se inscreveram por bairros, desequilibraram a disputa e elegeram três membros do Conselho.

COMO FICOU

Se a justiça não determinar nova eleição, o Conselho da cidade será composto desta forma para o triênio 2019 a 2022.

Poder Executivo

São nove representantes nomeados pelo prefeito.

Movimentos sociais e populares

Associações de moradores do Estaleirinho; do Bairro dos Municípios; da Praia do Estaleiro; Conselho de Segurança do Centro; Conselho de Segurança de Balneário Camboriú e Conselho de Segurança da Barra Norte.

Segmento dos trabalhadores

Ordem dos Advogados do Brasil

Segmento empresarial

Câmara de Dirigentes Lojistas e Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista.

Segmento profissional, acadêmico e pesquisa

Associação dos Corretores de Imóveis

Segmento das ONGs

Rotary Clube


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade