Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Prefeito de Balneário Camboriú foi à Câmara pedir mais rigor contra quem polui

Fabrício Oliveira entregou aos vereadores três projetos de lei

Terça, 12/3/2019 6:04.
Divulgação.
Prefeito, ao apresentar os três projetos aos vereadores.

Publicidade

O prefeito Fabrício Oliveira protocolou pessoalmente nesta terça-feira (12), na Câmara de Vereadores, três projetos de lei que ampliam o combate à poluição das águas em de Balneário Camboriú,

Um desses projetos cria a exigência de Declaração de Regularidade Sanitária em condomínios.

O próprio prefeito idealizou esta Declaração ao constatar que moradores às vezes desconhecem que seus edifícios poluem as águas por irregularidades no esgoto.

O segundo projeto aumenta a multa por poluição por esgoto em 10 vezes. O que hoje custa R$ 304,00, passará a custar R$ 3,040,00.

Por fim, Fabrício protocolou projeto que possibilita execução e financiamento de obras de regularização de esgotos em residências pela própria Emasa, financiando-as em até 60 meses.

O andamento desses projetos agora depende dos vereadores a quem o prefeito pediu especial empenho.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação.
Prefeito, ao apresentar os três projetos aos vereadores.
Prefeito, ao apresentar os três projetos aos vereadores.

Prefeito de Balneário Camboriú foi à Câmara pedir mais rigor contra quem polui

Fabrício Oliveira entregou aos vereadores três projetos de lei

Publicidade

Terça, 12/3/2019 6:04.

O prefeito Fabrício Oliveira protocolou pessoalmente nesta terça-feira (12), na Câmara de Vereadores, três projetos de lei que ampliam o combate à poluição das águas em de Balneário Camboriú,

Um desses projetos cria a exigência de Declaração de Regularidade Sanitária em condomínios.

O próprio prefeito idealizou esta Declaração ao constatar que moradores às vezes desconhecem que seus edifícios poluem as águas por irregularidades no esgoto.

O segundo projeto aumenta a multa por poluição por esgoto em 10 vezes. O que hoje custa R$ 304,00, passará a custar R$ 3,040,00.

Por fim, Fabrício protocolou projeto que possibilita execução e financiamento de obras de regularização de esgotos em residências pela própria Emasa, financiando-as em até 60 meses.

O andamento desses projetos agora depende dos vereadores a quem o prefeito pediu especial empenho.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade