Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Patrimônio da União manda derrubar pontos de milho de Balneário Camboriú
Google.

Quarta, 20/3/2019 13:29.

O superintendente substituto do Patrimônio da União em Santa Catarina, Carlos José Bauer, determinou ao prefeito Fabrício Oliveira, no prazo máximo de 90 dias, a demolição dos pontos de venda de milho e churros da praia central de Balneário Camboriú.

Em verdade um Termo de Ajustamento de Conduta promovido pelo Ministério Público já estabelece que o prefeito deve remover, até 31 de maio, cerca de 150 pontos de venda de milho e churros, sob pena de multa pessoal diária de R$ 1 mil.

Por sua vez cerca de 50 quiosques seriam demolidos, visando o alargamento da praia central, mas a reportagem apurou que talvez eles só sejam eliminados no ano que vem.

O prefeito se reunirá com os comerciantes na próxima sexta-feira e não quis antecipar o que será tratado nessa reunião.

Para a maioria desses comerciantes a venda de milho e churros não é importante, eles faturam é com o aluguel de guarda-sol e cadeiras.  

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Economia

A queda no rendimento habitual gera um efeito negativo, em cascata, na economia.


Economia


Geral

Yoga, mantras, danças, vivências, terapias, massagem, oficinas, feirinha, almoço natural...


Economia

Secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida


Publicidade


Esportes


Publicidade

Balada acabando? Festa boa? Vá de carona consciente, vá de Garupa!


Geral

 Evento objetiva fomentar o turismo através da observação de aves


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Patrimônio da União manda derrubar pontos de milho de Balneário Camboriú

Google.

Publicidade

Quarta, 20/3/2019 13:29.

O superintendente substituto do Patrimônio da União em Santa Catarina, Carlos José Bauer, determinou ao prefeito Fabrício Oliveira, no prazo máximo de 90 dias, a demolição dos pontos de venda de milho e churros da praia central de Balneário Camboriú.

Em verdade um Termo de Ajustamento de Conduta promovido pelo Ministério Público já estabelece que o prefeito deve remover, até 31 de maio, cerca de 150 pontos de venda de milho e churros, sob pena de multa pessoal diária de R$ 1 mil.

Por sua vez cerca de 50 quiosques seriam demolidos, visando o alargamento da praia central, mas a reportagem apurou que talvez eles só sejam eliminados no ano que vem.

O prefeito se reunirá com os comerciantes na próxima sexta-feira e não quis antecipar o que será tratado nessa reunião.

Para a maioria desses comerciantes a venda de milho e churros não é importante, eles faturam é com o aluguel de guarda-sol e cadeiras.  

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade