Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Antes de iniciar novo sistema de rotativo em Balneário Camboriú, parquímetros sofrem pixação

A partir do próximo dia 5, o estacionamento será pago: R$ 2/hora para carros e R$ 1/hora para motos.

Segunda, 14/10/2019 14:55.
Divulgação/PMBC

Publicidade

O novo sistema de Estacionamento Rotativo entrou em funcionamento na manhã desta segunda-feira (14), em fase de teste até o próximo dia 4, sem cobrança. Na sexta-feira, vários parquímetros amanheceram pichados, em um claro desrespeito à coisa pública. A secretaria da Segurança está utilizando vídeos para descobrir quem são os pichadores.

Dez funcionários da Lapaza, empresa responsável pela implantação e funcionamento dos parquímetros, estão circulando nos pontos centrais do estacionamento, para distribuir material e informações para os usuários. Mas poucas pessoas parecem interessadas em receber informações, com exceção dos mais idosos.

Mais de 90 parquímetros estão ligados na Avenida Brasil (entre as Ruas 1931 e 2000), Avenida do Estado (entre a Rua 1931 e Av. Central) e 3ª Avenida (entre a Rua 10 e Rua 2000). Além disso, o estacionamento funcionará também nas ruas compreendidas entre a Rua 1001 e a Rua 2000, assim como em toda a extensão da Avenida Central, Avenida da Lagoa, Avenida Alvim Bauer, Rua Dinamarca e Rua Argentina.

Nesta primeira etapa foram implementadas 1000 vagas para carros e motos, sendo que até o final da semana, as outras 1800 já devem estar em funcionamento.

A partir do próximo dia 5, o estacionamento será pago: R$ 2/hora para carros e R$ 1/hora para motos. A cobrança estará em vigor de segunda-feira a sábado, das 9h às 20h.

Como será?

O gestor do Fundo Municipal de Trânsito (Fumtran), Fernando Marchiori explicou que ao ocupar a vaga, o motorista deve fazer o pagamento no parquímetro mais próximo, pelo aplicativo Vago ou então em um dos pontos de venda cadastrados, em comércios identificados por meio de adesivos.

Nos pontos de venda, também será possível a compra de “tags”, cartões recarregáveis, por R$ 10,00.

Pessoas idosas ou com deficiência terão direito a uma hora por dia de gratuidade do estacionamento. Para ter acesso ao benefício, a credencial de idoso ou deficiente físico deve estar exposta próximo ao parabrisas. Além disso, o motorista deve fazer o cadastro no parquímetro, indicando a vaga especial. A gratuidade é exclusiva para as vagas especiais, ou seja, se o carro estiver estacionado em outra vaga, a cobrança ocorre normalmente.

É importante lembrar que cada veículo terá direito a no máximo duas horas na vaga, sob pena de multa de trânsito grave e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) caso não efetue o pagamento ou fique mais do que o tempo permitido.

“A intenção do estacionamento rotativo é de que haja a democratização e maior fluxo de veículos nas vagas da região central, onde está cada dia mais difícil encontrar um lugar para estacionar”, disse Marchiori.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/PMBC

Antes de iniciar novo sistema de rotativo em Balneário Camboriú, parquímetros sofrem pixação

A partir do próximo dia 5, o estacionamento será pago: R$ 2/hora para carros e R$ 1/hora para motos.

Publicidade

Segunda, 14/10/2019 14:55.

O novo sistema de Estacionamento Rotativo entrou em funcionamento na manhã desta segunda-feira (14), em fase de teste até o próximo dia 4, sem cobrança. Na sexta-feira, vários parquímetros amanheceram pichados, em um claro desrespeito à coisa pública. A secretaria da Segurança está utilizando vídeos para descobrir quem são os pichadores.

Dez funcionários da Lapaza, empresa responsável pela implantação e funcionamento dos parquímetros, estão circulando nos pontos centrais do estacionamento, para distribuir material e informações para os usuários. Mas poucas pessoas parecem interessadas em receber informações, com exceção dos mais idosos.

Mais de 90 parquímetros estão ligados na Avenida Brasil (entre as Ruas 1931 e 2000), Avenida do Estado (entre a Rua 1931 e Av. Central) e 3ª Avenida (entre a Rua 10 e Rua 2000). Além disso, o estacionamento funcionará também nas ruas compreendidas entre a Rua 1001 e a Rua 2000, assim como em toda a extensão da Avenida Central, Avenida da Lagoa, Avenida Alvim Bauer, Rua Dinamarca e Rua Argentina.

Nesta primeira etapa foram implementadas 1000 vagas para carros e motos, sendo que até o final da semana, as outras 1800 já devem estar em funcionamento.

A partir do próximo dia 5, o estacionamento será pago: R$ 2/hora para carros e R$ 1/hora para motos. A cobrança estará em vigor de segunda-feira a sábado, das 9h às 20h.

Como será?

O gestor do Fundo Municipal de Trânsito (Fumtran), Fernando Marchiori explicou que ao ocupar a vaga, o motorista deve fazer o pagamento no parquímetro mais próximo, pelo aplicativo Vago ou então em um dos pontos de venda cadastrados, em comércios identificados por meio de adesivos.

Nos pontos de venda, também será possível a compra de “tags”, cartões recarregáveis, por R$ 10,00.

Pessoas idosas ou com deficiência terão direito a uma hora por dia de gratuidade do estacionamento. Para ter acesso ao benefício, a credencial de idoso ou deficiente físico deve estar exposta próximo ao parabrisas. Além disso, o motorista deve fazer o cadastro no parquímetro, indicando a vaga especial. A gratuidade é exclusiva para as vagas especiais, ou seja, se o carro estiver estacionado em outra vaga, a cobrança ocorre normalmente.

É importante lembrar que cada veículo terá direito a no máximo duas horas na vaga, sob pena de multa de trânsito grave e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) caso não efetue o pagamento ou fique mais do que o tempo permitido.

“A intenção do estacionamento rotativo é de que haja a democratização e maior fluxo de veículos nas vagas da região central, onde está cada dia mais difícil encontrar um lugar para estacionar”, disse Marchiori.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade