Jornal Página 3
Cinema
Kevin Hart desiste de apresentar Oscar após ser acusado de homofobia
Sexta, 7/12/2018 9:47.

Reprodução
Kevin Hart

Publicidade

(FOLHAPRESS)

O ator e humorista Kevin Hart anunciou na madrugada desta sexta-feira (7) pelo Twitter que não irá mais apresentar a cerimônia do Oscar de 2019. Ele havia sido anunciado como anfitrião da festa na quinta-feira (6).

A decisão foi tomada após o Hart ser acusado de homofobia por uma série de publicações feitas no Twitter de 2009 a 2011. Em uma delas ele diz que se um filho seu quisesse brincar com uma casa de bonecas ele iria "quebrá-la na cabeça dele e dizer 'pare, isso é gay'". As postagens foram apagadas.

Na rede social, o ator diz que iria desistir de apresentar o Oscar porque não queria "ser uma distração em uma noite que deve ser celebrada por muitos artistas talentosos". Ele também pediu desculpas à comunidade LGBT e disse que continua "evoluindo".

Horas antes do anúncio, Hart havia se defendido em um vídeo onde disse que "se vocês não acreditam que uma pessoa muda, cresce e evolui ao ficar mais velha, não sei o que dizer".

Na quinta, Hart disse que trabalhar no Oscar seria a maior oportunidade da sua vida.

Nascido na Filadélfia, o ator de 39 anos atuou em "Policial em Apuros" (2014) e "Um Espião e Meio" (2016). Ele também aparece na mais recente versão de "Jumanji", lançada no fim do ano passado, atuando ao lado de Dwayne Johnson, Karen Gillan e Jack Black.

A próxima cerimônia do Oscar está marcada para 24 de fevereiro.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Destaques

O Tonino Lamborghini Residences Balneário Camboriú será desenvolvido pela Embraed Empreendimentos  


Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município



 Em 12 meses foram registradas 2,4 infrações desse tipo por hora


 “Afastar a corrupção é o dever de todos”, disse o prefeito


Cidade

O Tonino Lamborghini Residences Balneário Camboriú será desenvolvido pela Embraed Empreendimentos  


Economia

Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


Variedades

 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município


Variedades


Policia

 Em 12 meses foram registradas 2,4 infrações desse tipo por hora


Política

 “Afastar a corrupção é o dever de todos”, disse o prefeito


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Kevin Hart desiste de apresentar Oscar após ser acusado de homofobia

Reprodução
Kevin Hart
Kevin Hart

Publicidade

Sexta, 7/12/2018 9:47.

(FOLHAPRESS)

O ator e humorista Kevin Hart anunciou na madrugada desta sexta-feira (7) pelo Twitter que não irá mais apresentar a cerimônia do Oscar de 2019. Ele havia sido anunciado como anfitrião da festa na quinta-feira (6).

A decisão foi tomada após o Hart ser acusado de homofobia por uma série de publicações feitas no Twitter de 2009 a 2011. Em uma delas ele diz que se um filho seu quisesse brincar com uma casa de bonecas ele iria "quebrá-la na cabeça dele e dizer 'pare, isso é gay'". As postagens foram apagadas.

Na rede social, o ator diz que iria desistir de apresentar o Oscar porque não queria "ser uma distração em uma noite que deve ser celebrada por muitos artistas talentosos". Ele também pediu desculpas à comunidade LGBT e disse que continua "evoluindo".

Horas antes do anúncio, Hart havia se defendido em um vídeo onde disse que "se vocês não acreditam que uma pessoa muda, cresce e evolui ao ficar mais velha, não sei o que dizer".

Na quinta, Hart disse que trabalhar no Oscar seria a maior oportunidade da sua vida.

Nascido na Filadélfia, o ator de 39 anos atuou em "Policial em Apuros" (2014) e "Um Espião e Meio" (2016). Ele também aparece na mais recente versão de "Jumanji", lançada no fim do ano passado, atuando ao lado de Dwayne Johnson, Karen Gillan e Jack Black.

A próxima cerimônia do Oscar está marcada para 24 de fevereiro.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Destaques

O Tonino Lamborghini Residences Balneário Camboriú será desenvolvido pela Embraed Empreendimentos  


Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município



 Em 12 meses foram registradas 2,4 infrações desse tipo por hora


 “Afastar a corrupção é o dever de todos”, disse o prefeito