Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Mostra ‘Trilogia do Massacre’ inicia no Cineramabc
Divulgação
Bowling for Columbine, ganhador do Oscar também será exibido na Mostra

Quinta, 4/4/2019 15:37.

Para debater tragédias recentes, como a de Suzano, onde oito pessoas perderam a vida, a Cineramabc Arthouse decidiu apresentar filmes sobre o Massacre de Columbine, ocorrido nos Estados Unidos. A mostra ‘Trilogia do Massacre’ inicia nesta sexta-feira (5) e a programação segue até domingo.

A arrecadação da bilheteria será doada ao Instituto Sou Da Paz.

No comando dos debates, o cineasta e diretor Juan Manuel Palomino Domínguez, que já foi professor de fotografia na Universidade de Buenos Aires e é professor de cinema em instituições públicas como o Ministério de Desenvolvimento Social Federal na Argentina. Atualmente dirige o projeto “Sarau na Câmera” com o qual participou esse ano de cinco festivais de cinema ao redor do mundo, incluindo o Brasil.

Programação

Sexta-feira (5), às 21h30 - “Dawn Anna”, de Arliss Howard (Drama - 88 min - 16 - EUA - 2005)
Sinopse - O filme é baseado na vida da mãe de uma das vítimas do famoso massacre da escola de Columbine, nos Estados Unidos, já retratado em filme como Elefante e no documentário Tiros em Columbine e que abalou não somente toda a sociedade norte-americana, mas o mundo inteiro. Aqui é focado um ponto de vista diferente de todos os que tinham sido postos em andamento até agora, o da mãe que perde o filho em um episódio estúpido. O filme conta com ótimas atuações e uma direção segura, que sabe pontuar bem os momentos mais dramáticos com cenas que exaltam importantes valores familiares. A atriz Debra Winger (de Esqueça Paris) chegou a ser indicada ao Emmy de melhor atriz por seu papel nessa produção.
Debatedores - Paulo Ferrareze Filho, escritor, Doutor em Filosofia Jurídica e professor de Psicologia Jurídica na Uniavan, e Vanessa Gonçalves, graduada em Letras e respectivas Literaturas, atua há 13 anos na educação, professora no Colégio Unificado, e ativista social na cidade de Itajaí, tendo como principal área de atuação a democratização do acesso aos bens culturais e às comunidades periféricas da cidade.

Sábado (6), às 21h30 - “Elephant”, de Gus Van Sant (Drama - 81 min - 16 anos - EUA – 2003), ganhador em Cannes e da Palma de Ouro
Sinopse - Um dia aparentemente comum na vida de um grupo de adolescentes, todos estudantes de uma escola secundária de Portland, no estado de Oregon, costa oeste dos Estados Unidos. Enquanto a maior parte está engajada em atividades cotidianas, dois alunos esperam, em casa, a chegada de uma metralhadora semi-automática. Munidos de um arsenal de outras armas que vinham colecionando, os dois partem para a escola, onde serão protagonistas de uma grande tragédia. Inspirado no Massacre de Columbine. Mostra, ainda, o cotidiano dos jovens da escola, as práticas de bullying dissimuladas (vestiário feminino, onde as meninas "cochichavam" que Michelle era estranha, quando ela saiu gritaram "looser"); a bolinha de papel jogada em um aluno do fundo da sala; o revanchismo dos agressores com o grupo dos "atletas imbecis"; a panelinha de Brittany, Jordan e Nicole etc; a omissão da diretoria em ouvir os agressores, que eram vítimas de bullying etc. A escola era um caldeirão de conflitos.
Debatedores - Otavio Zini, bacharel em Direito, presidente do Conselho Municipal de Direitos Humanos, conselheiro no Conselho Municipal de Saúde, atua a mais de 30 anos na militância com população LGBTQI+, e Joélia Marta, professora do Colégio Energia Ensino Medio Balneário Camboriú e organizadora de Atividades Culturais e Projetos de Responsabilidade Social.

Domingo (7), às 21h30 - “Bowling for Columbine”, de Michael Moore (Documentario - 120 min - Livre - EUA/Canadá - 2002), ganhador do Oscar como Melhor Documentário
Sinopse - Tomando o massacre do instituto Columbine como ponto de partida, o filme é uma exploração pessoal e artística da natureza da violência nos Estados Unidos que consiste em fragmentos da publicidade das armas de fogo, animações satíricas sobre a história dos Estados Unidos realizadas pelos mesmos autores da série de animação South Park e entrevistas de Moore a várias pessoas, entre elas Charlton Heston e Marilyn Manson. Moore busca, com seu estilo pessoal, saber por que aconteceu o massacre de Columbine, e por que os Estados Unidos tem uma taxa de crimes violentos muito mais alta (em que só estão implicadas as armas de fogo) que outros países democráticos como Alemanha, França, Japão, Reino Unido e especialmente o Canadá.
Debatedores - Nahor Lopez de Souza, filósofo, educador e palestrante, especialista em Direitos Humanos, membro da Academia Brasileira de Hagiologia (que estuda a vida de santos e coisas sagradas) e ativista político, e Melize Zanoni, graduada em Licenciatura em Educação Artística com habilitação em Artes Cênicas, mestre e doutora em Artes Cênicas pela UDESC. Atualmente é coordenadora de Cultura e Educação Complementar do Sesc de Balneário Camboriú.

Ingressos no local por R$ 20 (inteira) ou R$ 10 (meia). A Cineramabc Arthouse fica na rua São Paulo, 581-1, no Bairro dos Estados, em Balneário Camboriú.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Mostra ‘Trilogia do Massacre’ inicia no Cineramabc

Divulgação
Bowling for Columbine, ganhador do Oscar também será exibido na Mostra
Bowling for Columbine, ganhador do Oscar também será exibido na Mostra

Publicidade

Quinta, 4/4/2019 15:37.

Para debater tragédias recentes, como a de Suzano, onde oito pessoas perderam a vida, a Cineramabc Arthouse decidiu apresentar filmes sobre o Massacre de Columbine, ocorrido nos Estados Unidos. A mostra ‘Trilogia do Massacre’ inicia nesta sexta-feira (5) e a programação segue até domingo.

A arrecadação da bilheteria será doada ao Instituto Sou Da Paz.

No comando dos debates, o cineasta e diretor Juan Manuel Palomino Domínguez, que já foi professor de fotografia na Universidade de Buenos Aires e é professor de cinema em instituições públicas como o Ministério de Desenvolvimento Social Federal na Argentina. Atualmente dirige o projeto “Sarau na Câmera” com o qual participou esse ano de cinco festivais de cinema ao redor do mundo, incluindo o Brasil.

Programação

Sexta-feira (5), às 21h30 - “Dawn Anna”, de Arliss Howard (Drama - 88 min - 16 - EUA - 2005)
Sinopse - O filme é baseado na vida da mãe de uma das vítimas do famoso massacre da escola de Columbine, nos Estados Unidos, já retratado em filme como Elefante e no documentário Tiros em Columbine e que abalou não somente toda a sociedade norte-americana, mas o mundo inteiro. Aqui é focado um ponto de vista diferente de todos os que tinham sido postos em andamento até agora, o da mãe que perde o filho em um episódio estúpido. O filme conta com ótimas atuações e uma direção segura, que sabe pontuar bem os momentos mais dramáticos com cenas que exaltam importantes valores familiares. A atriz Debra Winger (de Esqueça Paris) chegou a ser indicada ao Emmy de melhor atriz por seu papel nessa produção.
Debatedores - Paulo Ferrareze Filho, escritor, Doutor em Filosofia Jurídica e professor de Psicologia Jurídica na Uniavan, e Vanessa Gonçalves, graduada em Letras e respectivas Literaturas, atua há 13 anos na educação, professora no Colégio Unificado, e ativista social na cidade de Itajaí, tendo como principal área de atuação a democratização do acesso aos bens culturais e às comunidades periféricas da cidade.

Sábado (6), às 21h30 - “Elephant”, de Gus Van Sant (Drama - 81 min - 16 anos - EUA – 2003), ganhador em Cannes e da Palma de Ouro
Sinopse - Um dia aparentemente comum na vida de um grupo de adolescentes, todos estudantes de uma escola secundária de Portland, no estado de Oregon, costa oeste dos Estados Unidos. Enquanto a maior parte está engajada em atividades cotidianas, dois alunos esperam, em casa, a chegada de uma metralhadora semi-automática. Munidos de um arsenal de outras armas que vinham colecionando, os dois partem para a escola, onde serão protagonistas de uma grande tragédia. Inspirado no Massacre de Columbine. Mostra, ainda, o cotidiano dos jovens da escola, as práticas de bullying dissimuladas (vestiário feminino, onde as meninas "cochichavam" que Michelle era estranha, quando ela saiu gritaram "looser"); a bolinha de papel jogada em um aluno do fundo da sala; o revanchismo dos agressores com o grupo dos "atletas imbecis"; a panelinha de Brittany, Jordan e Nicole etc; a omissão da diretoria em ouvir os agressores, que eram vítimas de bullying etc. A escola era um caldeirão de conflitos.
Debatedores - Otavio Zini, bacharel em Direito, presidente do Conselho Municipal de Direitos Humanos, conselheiro no Conselho Municipal de Saúde, atua a mais de 30 anos na militância com população LGBTQI+, e Joélia Marta, professora do Colégio Energia Ensino Medio Balneário Camboriú e organizadora de Atividades Culturais e Projetos de Responsabilidade Social.

Domingo (7), às 21h30 - “Bowling for Columbine”, de Michael Moore (Documentario - 120 min - Livre - EUA/Canadá - 2002), ganhador do Oscar como Melhor Documentário
Sinopse - Tomando o massacre do instituto Columbine como ponto de partida, o filme é uma exploração pessoal e artística da natureza da violência nos Estados Unidos que consiste em fragmentos da publicidade das armas de fogo, animações satíricas sobre a história dos Estados Unidos realizadas pelos mesmos autores da série de animação South Park e entrevistas de Moore a várias pessoas, entre elas Charlton Heston e Marilyn Manson. Moore busca, com seu estilo pessoal, saber por que aconteceu o massacre de Columbine, e por que os Estados Unidos tem uma taxa de crimes violentos muito mais alta (em que só estão implicadas as armas de fogo) que outros países democráticos como Alemanha, França, Japão, Reino Unido e especialmente o Canadá.
Debatedores - Nahor Lopez de Souza, filósofo, educador e palestrante, especialista em Direitos Humanos, membro da Academia Brasileira de Hagiologia (que estuda a vida de santos e coisas sagradas) e ativista político, e Melize Zanoni, graduada em Licenciatura em Educação Artística com habilitação em Artes Cênicas, mestre e doutora em Artes Cênicas pela UDESC. Atualmente é coordenadora de Cultura e Educação Complementar do Sesc de Balneário Camboriú.

Ingressos no local por R$ 20 (inteira) ou R$ 10 (meia). A Cineramabc Arthouse fica na rua São Paulo, 581-1, no Bairro dos Estados, em Balneário Camboriú.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade