Jornal Página 3
Coluna
Cá Pra Nós
Por Fernando Baumann

Quando a terra parou

 Esta história de nós e eles está muito chata, estou de saco cheio com isso. Se tem uma coisa importante a ser feita neste momento é a solidariedade, não enfrentamento e bate-boca. Pra mim isto demonstra o quanto ainda somos imaturos e inconsequentes.

Sempre acreditei que é melhor errar pelo excesso do que pela falta, e nisso quero parabenizar a atitude corajosa do governador e do prefeito Fabrício em fechar a cidade e ordenar o isolamento social. Não é momento de desconsiderar o que está acontecendo lá fora e o que ainda está por vir aqui. Aliás, se tivéssemos prestado melhor atenção desde o início estaríamos melhor preparados agora, afinal o assunto rola a mais de três meses (porque fomos pegos de surpresa?).

Quanto as consequências econômicas sem dúvida, serão desastrosas. Como empresário estou muito preocupado com o que está por vir, certamente sofreremos bastante. Desde o início da crise minha empresa perdeu quase 100% da receita prevista, e as despesas não param.

Momentos difíceis.

Mas a questão econômica tem tratamento, o vírus ainda não.

Mas olha só, me parece que se realmente nos unirmos e pararmos de ficar buscando culpados e criando teorias constrangedoras sairemos mais rápido e melhor desta crise. A crise pode ser uma grande oportunidade para avaliar tudo o que fizemos até aqui.

Bem, penso que esse é o chamado, uma nova oportunidade que está sendo dada para rever, reavaliar e reconduzir nossos atos.

 

Escrito por Fernando Baumann, 27/03/2020 às 17h19 | fernando@bba-reiki.com.br



Fernando Baumann

Assina a coluna Cá Pra Nós

Formado em Ciências Econômicas, empresário e militante das causas coletivas, acredita no associativismo e cooperativismo como ferramentas para a construção de uma sociedade mais justa. Busca incessantemente evoluir como ser humano e social.














Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: [email protected]

Página 3
Cá Pra Nós
Por Fernando Baumann

Quando a terra parou

 Esta história de nós e eles está muito chata, estou de saco cheio com isso. Se tem uma coisa importante a ser feita neste momento é a solidariedade, não enfrentamento e bate-boca. Pra mim isto demonstra o quanto ainda somos imaturos e inconsequentes.

Sempre acreditei que é melhor errar pelo excesso do que pela falta, e nisso quero parabenizar a atitude corajosa do governador e do prefeito Fabrício em fechar a cidade e ordenar o isolamento social. Não é momento de desconsiderar o que está acontecendo lá fora e o que ainda está por vir aqui. Aliás, se tivéssemos prestado melhor atenção desde o início estaríamos melhor preparados agora, afinal o assunto rola a mais de três meses (porque fomos pegos de surpresa?).

Quanto as consequências econômicas sem dúvida, serão desastrosas. Como empresário estou muito preocupado com o que está por vir, certamente sofreremos bastante. Desde o início da crise minha empresa perdeu quase 100% da receita prevista, e as despesas não param.

Momentos difíceis.

Mas a questão econômica tem tratamento, o vírus ainda não.

Mas olha só, me parece que se realmente nos unirmos e pararmos de ficar buscando culpados e criando teorias constrangedoras sairemos mais rápido e melhor desta crise. A crise pode ser uma grande oportunidade para avaliar tudo o que fizemos até aqui.

Bem, penso que esse é o chamado, uma nova oportunidade que está sendo dada para rever, reavaliar e reconduzir nossos atos.

 

Escrito por Fernando Baumann, 27/03/2020 às 17h19 | fernando@bba-reiki.com.br



Fernando Baumann

Assina a coluna Cá Pra Nós

Formado em Ciências Econômicas, empresário e militante das causas coletivas, acredita no associativismo e cooperativismo como ferramentas para a construção de uma sociedade mais justa. Busca incessantemente evoluir como ser humano e social.