Jornal Página 3
Coluna
CINERAMA BC
Por André Gevaerd

Diretor catarinense propõe financiamento coletivo para curta-metragem

O curta-metragem “Exílio" conta a história de Antônio, um viúvo de 56 anos, que vive sozinho em um apartamento, rodeado por fantasmas do passado com sua atual companheira, a televisão. O filme é uma referencia à solidão vivida pelo homem e como a tecnologia anestesia estes sentimentos.

Através do financiamento coletivo do Catarse, irão custear os valores da gravação e gastos com equipamentos de iluminação, cenário, objetos de arte, alimentação, transporte, cachê do ator e custos extras. O apoio via catarse é uma uma nova tendência para produtores independentes de todo o mundo.
 
Para apoiar basta clicar no https://www.catarse.me/pt/exilio e colaborar!
 
 
 

Idealizado pelo diretor Pedro Bughay, natural de Balneário Camboriú-SC, é membro do Grupo do Front, um coletivo de amigos e Realizadores Audiovisuais que discutem seus projetos e, de forma criativa, realizam seus filmes com baixo orçamento. Já tendo produzido vídeos para a internet como “Morte”, “Agradável ida ao Salão”, “Merthiolate" e “Procon”. Recentemente produziu os curta-metragens “Halúx”, “Sono" e “Desejo” com estreia prevista para o primeiro semestre de 2015 no circuito de festivais. O filme também conta com a participação do ator Airton de Oliveira e da diretora de arte Moara Costenaro para a realização do projeto. 

 

 

Pedro Bughay é formado em Comunicação Social com Habilitação em Realização Audiovisual pela Universidade do Vale do Rio do Sinos (UNISINOS). Estuda a pós-graduação em especialização em Economia da Cultura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Desde 2011 trabalha como ROTEIRISTA, DIRETOR e PRODUTOR de curta-metragens e vídeos para a internet. Entre eles “Portocentrismo” e “Quem é Rogério Carlos?”, este último foi selecionado para 17 festivais nacionais, se destacando na Mostra de Cinema de Tiradentes e no Festival de Cinema de Gramado.

Escrito por André Gevaerd, 03/03/2015 às 14h15 | andre@cineramabc.com



André Gevaerd

Assina a coluna CINERAMA BC

Nasceu em Balneário Camboriú, resolveu fazer cinema, mudou-se para São Paulo, fez muitos filmes, voltou para Balneário. Continua fazendo filmes. Diretor do Festival CinemaramaBC e idealizador da sala de cinema e eventos, ArtHouse.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
CINERAMA BC
Por André Gevaerd

Diretor catarinense propõe financiamento coletivo para curta-metragem

O curta-metragem “Exílio" conta a história de Antônio, um viúvo de 56 anos, que vive sozinho em um apartamento, rodeado por fantasmas do passado com sua atual companheira, a televisão. O filme é uma referencia à solidão vivida pelo homem e como a tecnologia anestesia estes sentimentos.

Através do financiamento coletivo do Catarse, irão custear os valores da gravação e gastos com equipamentos de iluminação, cenário, objetos de arte, alimentação, transporte, cachê do ator e custos extras. O apoio via catarse é uma uma nova tendência para produtores independentes de todo o mundo.
 
Para apoiar basta clicar no https://www.catarse.me/pt/exilio e colaborar!
 
 
 

Idealizado pelo diretor Pedro Bughay, natural de Balneário Camboriú-SC, é membro do Grupo do Front, um coletivo de amigos e Realizadores Audiovisuais que discutem seus projetos e, de forma criativa, realizam seus filmes com baixo orçamento. Já tendo produzido vídeos para a internet como “Morte”, “Agradável ida ao Salão”, “Merthiolate" e “Procon”. Recentemente produziu os curta-metragens “Halúx”, “Sono" e “Desejo” com estreia prevista para o primeiro semestre de 2015 no circuito de festivais. O filme também conta com a participação do ator Airton de Oliveira e da diretora de arte Moara Costenaro para a realização do projeto. 

 

 

Pedro Bughay é formado em Comunicação Social com Habilitação em Realização Audiovisual pela Universidade do Vale do Rio do Sinos (UNISINOS). Estuda a pós-graduação em especialização em Economia da Cultura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Desde 2011 trabalha como ROTEIRISTA, DIRETOR e PRODUTOR de curta-metragens e vídeos para a internet. Entre eles “Portocentrismo” e “Quem é Rogério Carlos?”, este último foi selecionado para 17 festivais nacionais, se destacando na Mostra de Cinema de Tiradentes e no Festival de Cinema de Gramado.

Escrito por André Gevaerd, 03/03/2015 às 14h15 | andre@cineramabc.com



André Gevaerd

Assina a coluna CINERAMA BC

Nasceu em Balneário Camboriú, resolveu fazer cinema, mudou-se para São Paulo, fez muitos filmes, voltou para Balneário. Continua fazendo filmes. Diretor do Festival CinemaramaBC e idealizador da sala de cinema e eventos, ArtHouse.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade