Jornal Página 3
Coluna
Dedo na Moleira
Por Waldemar Cezar Neto

20% é bastante para Bolsonaro

Mais uma vez Jair Bolsonaro aparece numa pesquisa Datafolha rondando os 20% de intenção de voto. Esse é o teto que imaginei que ele bateria e onde ficaria trancado desde que seu nome foi lançado à Presidência da República.

É difícil para um candidato com as ideias que ele representa vencer uma eleição no Brasil porque o pré-candidato não tem qualquer histórico de serviços prestado ao país, é um medíocre que monta apressadamente o discurso conforme as conveniências.

O surpreendente nessa pesquisa Datafolha não é a liderança do Lula, mas sim o fato que sem ele os indecisos, brancos e nulos superam a intenção de voto no primeiro colocado.

Imagino que o apoio de Lula será decisivo para que outro candidato bem cotado como Marina ou Ciro vença a eleição.

Conforme vão resgatando os discursos e entrevistas passadas de Bolsonaro vai emergindo a figura de um sujeito com ideias repugnantes.

Esterilizar mulheres pobres, discriminar opções sexuais e negros são posições de Bolsonaro que se tornaram asquerosamente famosas, assim como a defesa que ele faz rotineiramente da tortura.

Para Bolsonaro, um homem com visão torpe, a tortura era defensável não apenas contra os agentes que buscaram o comunismo através da luta armada, mas contra qualquer pessoa que vá contra suas ideias.

O Brasil não precisa de um personagem desses.
 

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 11/06/2018 às 16h13 | waldemar@camboriu.com.br



Waldemar Cezar Neto

Assina a coluna Dedo na Moleira

Lê, pesca, cozinha, escreve e é diretor chefe do Jornal Página 3.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br