Jornal Página 3
Coluna
Dedo na Moleira
Por Waldemar Cezar Neto

Não gostaram que eu escrevi, mas é verdade.

Integrantes de um grupo que pede a despoluição do Canal do Marambaia não gostaram de reportagem do Página 3 afirmando que ali, além de interesses ambientais legítimos, se misturam outros que são econômicos ou simples politicagem.

Se não gostaram comam menos -como dizíamos no tempo em que cantávamos o hino na escola-, mas é a pura verdade.

Vejamos:

É verdade que gente que joga esgoto no Canal (e tenho foto para provar) desfilou com cartaz contra a poluição;

É verdade que insistiram na solução proposta por um consultor para implantar uma estação de esgoto na Barra Norte;

É verdade que o primeiro orçamento dessa estação era de R$ 25 a R$ 28 milhões e depois caiu para menos da metade;

É verdade que o custo anual de manutenção dessa estação na primeira estimativa era R$ 1 milhão e na segunda aumentou para R$ 3 milhões.

É verdade que tenho o direito de afirmar que é suspeita uma solução ‘técnica” cujo custo de aquisição cai mais de 50% e o de manutenção triplica em poucos meses.

É verdade que existe interesse políticos envolvidos, inclusive por parte de gente que governou a cidade e nunca deu um jeito naquele canal que está poluído há mais de 40 anos;

É verdade que um dos novos líderes dos protestos é o mesmo que deseja construir um porto na Barra Sul, com enorme potencial de vizinhança negativo;

É verdade que tem gente que não gosta de ler verdades. 

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 27/02/2019 às 14h59 | waldemar@camboriu.com.br



Waldemar Cezar Neto

Assina a coluna Dedo na Moleira

Lê, pesca, cozinha, escreve e é diretor chefe do Jornal Página 3.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Dedo na Moleira
Por Waldemar Cezar Neto

Não gostaram que eu escrevi, mas é verdade.

Integrantes de um grupo que pede a despoluição do Canal do Marambaia não gostaram de reportagem do Página 3 afirmando que ali, além de interesses ambientais legítimos, se misturam outros que são econômicos ou simples politicagem.

Se não gostaram comam menos -como dizíamos no tempo em que cantávamos o hino na escola-, mas é a pura verdade.

Vejamos:

É verdade que gente que joga esgoto no Canal (e tenho foto para provar) desfilou com cartaz contra a poluição;

É verdade que insistiram na solução proposta por um consultor para implantar uma estação de esgoto na Barra Norte;

É verdade que o primeiro orçamento dessa estação era de R$ 25 a R$ 28 milhões e depois caiu para menos da metade;

É verdade que o custo anual de manutenção dessa estação na primeira estimativa era R$ 1 milhão e na segunda aumentou para R$ 3 milhões.

É verdade que tenho o direito de afirmar que é suspeita uma solução ‘técnica” cujo custo de aquisição cai mais de 50% e o de manutenção triplica em poucos meses.

É verdade que existe interesse políticos envolvidos, inclusive por parte de gente que governou a cidade e nunca deu um jeito naquele canal que está poluído há mais de 40 anos;

É verdade que um dos novos líderes dos protestos é o mesmo que deseja construir um porto na Barra Sul, com enorme potencial de vizinhança negativo;

É verdade que tem gente que não gosta de ler verdades. 

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 27/02/2019 às 14h59 | waldemar@camboriu.com.br



Waldemar Cezar Neto

Assina a coluna Dedo na Moleira

Lê, pesca, cozinha, escreve e é diretor chefe do Jornal Página 3.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade