Jornal Página 3
Coluna
Enéas Athanázio
Por Enéas Athanázio

Nossa embaixadora

Mineira de Belo Horizonte, Teresinka Pereira está radicada há longos anos nos Estados Unidos. Escritora, poeta e conferencista de larga experiência, ela é uma presença forte na imprensa cultural de muitos países, inclusive do Brasil. Mantém uma extensa rede de intercâmbio com escritores, poetas, artistas, professores, intelectuais e figuras de destaque de todos os cantos do mundo, empenhada sempre em divulgar os brasileiros, enviando suas obras, comentando-as e divulgando-as num trabalho incansável e permanente. Também viaja com frequência para proferir palestras, lançar livros e manter contatos diretos com a intelectualidade. Graças ao seu empenho, muitos escritores e artistas brasileiros ficaram conhecidos em outros países e estabeleceram relações profissionais e de amizade com colegas de ofício de distantes regiões do planeta. É por isso que se reconhece em Teresinka a embaixadora das letras e artes nacionais.

Há muitos anos ela preside a International Writters and Artists Association (IWA), entidade internacional que congrega escritores e artistas de todo o mundo. Fundada em 1978, com sua sede em Toledo, Ohio, tem como língua oficial o inglês, embora também opere em francês, espanhol, italiano e português. Em virtude de seus objetivos universais, ela mantém diretores em diversos países, como Estados Unidos, Rússia, República Checa, Cuba, Turquia, Tunísia, Algéria, Coréia, Japão e Brasil.

Além das atividades no campo cultural, a IWA luta pela defesa dos direitos e liberdades consagrados pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, pelo respeito a todas as culturas e tradições étnicas, à completa liberdade de expressão, e propugna por um mundo mais justo. Combate o racismo, o sexismo, o tribalismo, o preconceito contra os idosos e todas as outras formas de preconceito. Empenha-se em cultivar os valores que conduzem à felicidade do ser humano. Trata-se, portanto, de uma entidade com profundas raízes democráticas.

É ardorosa defensora do meio ambiente, pregando que a “Terra não é mais do que uma grande nação e a raça humana é o conjunto dos cidadãos de todo o mundo.” Lembra o pensamento do associado espanhol Luis Cuevas Lopez: “Só depois de cortar as últimas árvores, depois de envenenar o último rio, depois de pescar o último peixe, aprenderemos que o dinheiro não é comestível.” Com tão justa e correta advertência, busca conscientizar as pessoas para que preservem o mundo em que vivemos.

Como entidade com ramificações mundiais, a IWA faz indicações para o Prêmio Nobel de Literatura e para o Prêmio Nobel da Paz, além de indicações para premiações de outras categorias. Anuncia e apóia concursos de literatura e artes que concedem prêmios a escritores e artistas patrocinados por diversas organizações. Prestigia e homenageia escritores e artistas anônimos, tirando-os do ostracismo.

A IWA conta atualmente com 1760 associados, distribuídos em 156 países, contando entre seus membros com figuras de grande destaque, como detentores do Prêmio Nobel da Paz e de Literatura, chefes de estado, acadêmicos, professores, escritores, poetas, artistas e intelectuais de variadas áreas, inclusive muitos brasileiros. A entidade ainda confere prêmios de diversas categorias.

Tive o prazer de receber em minha residência a visita de Teresinka Pereira em uma de suas vindas ao Brasil, levando-a a conhecer recantos de nossa cidade e de Blumenau. Na ocasião ela concedeu entrevistas à televisão e a uma de nossas emissoras de rádio sobre as atividades e os objetivos da IWA. Espero recebê-la em sua nova vinda ao país, ocasião em que pretendo levá-la à redação do nosso “Página 3.” Participei com contos de minha autoria em duas coletâneas por ela patrocinadas, uma em inglês e outra em português, e que foram amplamente distribuídas.

Escrito por Enéas Athanázio, 23/04/2018 às 15h50 | e.atha@terra.com.br



Enéas Athanázio

Assina a coluna Enéas Athanázio

Promotor de Justiça (aposentado), advogado e escritor. Tem 51 livros publicados em variados gêneros literários. É detentor de vários prêmios e pertence a diversas entidades culturais. Assina colunas no Jornal Página 3, na revista Blumenau em Cadernos e no site Coojornal - Revista Rio Total.














Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Enéas Athanázio
Por Enéas Athanázio

Nossa embaixadora

Mineira de Belo Horizonte, Teresinka Pereira está radicada há longos anos nos Estados Unidos. Escritora, poeta e conferencista de larga experiência, ela é uma presença forte na imprensa cultural de muitos países, inclusive do Brasil. Mantém uma extensa rede de intercâmbio com escritores, poetas, artistas, professores, intelectuais e figuras de destaque de todos os cantos do mundo, empenhada sempre em divulgar os brasileiros, enviando suas obras, comentando-as e divulgando-as num trabalho incansável e permanente. Também viaja com frequência para proferir palestras, lançar livros e manter contatos diretos com a intelectualidade. Graças ao seu empenho, muitos escritores e artistas brasileiros ficaram conhecidos em outros países e estabeleceram relações profissionais e de amizade com colegas de ofício de distantes regiões do planeta. É por isso que se reconhece em Teresinka a embaixadora das letras e artes nacionais.

Há muitos anos ela preside a International Writters and Artists Association (IWA), entidade internacional que congrega escritores e artistas de todo o mundo. Fundada em 1978, com sua sede em Toledo, Ohio, tem como língua oficial o inglês, embora também opere em francês, espanhol, italiano e português. Em virtude de seus objetivos universais, ela mantém diretores em diversos países, como Estados Unidos, Rússia, República Checa, Cuba, Turquia, Tunísia, Algéria, Coréia, Japão e Brasil.

Além das atividades no campo cultural, a IWA luta pela defesa dos direitos e liberdades consagrados pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, pelo respeito a todas as culturas e tradições étnicas, à completa liberdade de expressão, e propugna por um mundo mais justo. Combate o racismo, o sexismo, o tribalismo, o preconceito contra os idosos e todas as outras formas de preconceito. Empenha-se em cultivar os valores que conduzem à felicidade do ser humano. Trata-se, portanto, de uma entidade com profundas raízes democráticas.

É ardorosa defensora do meio ambiente, pregando que a “Terra não é mais do que uma grande nação e a raça humana é o conjunto dos cidadãos de todo o mundo.” Lembra o pensamento do associado espanhol Luis Cuevas Lopez: “Só depois de cortar as últimas árvores, depois de envenenar o último rio, depois de pescar o último peixe, aprenderemos que o dinheiro não é comestível.” Com tão justa e correta advertência, busca conscientizar as pessoas para que preservem o mundo em que vivemos.

Como entidade com ramificações mundiais, a IWA faz indicações para o Prêmio Nobel de Literatura e para o Prêmio Nobel da Paz, além de indicações para premiações de outras categorias. Anuncia e apóia concursos de literatura e artes que concedem prêmios a escritores e artistas patrocinados por diversas organizações. Prestigia e homenageia escritores e artistas anônimos, tirando-os do ostracismo.

A IWA conta atualmente com 1760 associados, distribuídos em 156 países, contando entre seus membros com figuras de grande destaque, como detentores do Prêmio Nobel da Paz e de Literatura, chefes de estado, acadêmicos, professores, escritores, poetas, artistas e intelectuais de variadas áreas, inclusive muitos brasileiros. A entidade ainda confere prêmios de diversas categorias.

Tive o prazer de receber em minha residência a visita de Teresinka Pereira em uma de suas vindas ao Brasil, levando-a a conhecer recantos de nossa cidade e de Blumenau. Na ocasião ela concedeu entrevistas à televisão e a uma de nossas emissoras de rádio sobre as atividades e os objetivos da IWA. Espero recebê-la em sua nova vinda ao país, ocasião em que pretendo levá-la à redação do nosso “Página 3.” Participei com contos de minha autoria em duas coletâneas por ela patrocinadas, uma em inglês e outra em português, e que foram amplamente distribuídas.

Escrito por Enéas Athanázio, 23/04/2018 às 15h50 | e.atha@terra.com.br



Enéas Athanázio

Assina a coluna Enéas Athanázio

Promotor de Justiça (aposentado), advogado e escritor. Tem 51 livros publicados em variados gêneros literários. É detentor de vários prêmios e pertence a diversas entidades culturais. Assina colunas no Jornal Página 3, na revista Blumenau em Cadernos e no site Coojornal - Revista Rio Total.