Jornal Página 3
Coluna
Ex pressão
Por Caroline Cezar

De luto #street #art

Quase chorei quando vi a parede branca que pintaram em cima da moça bonita que deixava tudo mais feliz no viaduto da Martin Luther, antes da prefeitura. Cometer um despautério desses quase ao lado do paço municipal é escancarar a falta de admiração e reconhecimento do governo pela arte que PULSA LIVRE, que não depende de edital, costa quente e aprovação, que não tem burocracia, tem-que-ser e discurso político, e que representa verdadeiramente a alma de uma cidade. Na parede da frente pintaram os quadrados de verde e amarelo e eu pergunto POR QUÊ, POR QUÊ MEO DEOS. In memorian: lambe-lambe assinado por Jean Villegas.

 

 

 

PS: Nota publicada na edição impressa em 21.06. Quem passar pela Martin Luther essa semana vai ver que quase ao lado  da ex-moça há um grande painel de grafiti sendo desenhado, projeto aprovado pela Lei de Incentivo Municipal. Legal, mas a arte não cabe dentro de uma caixa. Precisa apoio? Sim! Apoio às aprovadas e às "não aprovadas". (Pergunta: quem "aprovou" um fuleco na frente da prefeitura?)

 

Escrito por Caroline Cezar, 02/07/2014 às 09h52 | carol.jp3@gmail.com



Caroline Cezar

Assina a coluna Ex pressão

É curiosa e encantada com manifestações da natureza, incluindo a humana. Tem resistência a currículos e títulos. Tenta exercitar a entrega cotidiana. Discorda da própria opinião. É apaixonada. Não sabe, nem quer, separar nada de coisa alguma.














Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Ex pressão
Por Caroline Cezar

De luto #street #art

Quase chorei quando vi a parede branca que pintaram em cima da moça bonita que deixava tudo mais feliz no viaduto da Martin Luther, antes da prefeitura. Cometer um despautério desses quase ao lado do paço municipal é escancarar a falta de admiração e reconhecimento do governo pela arte que PULSA LIVRE, que não depende de edital, costa quente e aprovação, que não tem burocracia, tem-que-ser e discurso político, e que representa verdadeiramente a alma de uma cidade. Na parede da frente pintaram os quadrados de verde e amarelo e eu pergunto POR QUÊ, POR QUÊ MEO DEOS. In memorian: lambe-lambe assinado por Jean Villegas.

 

 

 

PS: Nota publicada na edição impressa em 21.06. Quem passar pela Martin Luther essa semana vai ver que quase ao lado  da ex-moça há um grande painel de grafiti sendo desenhado, projeto aprovado pela Lei de Incentivo Municipal. Legal, mas a arte não cabe dentro de uma caixa. Precisa apoio? Sim! Apoio às aprovadas e às "não aprovadas". (Pergunta: quem "aprovou" um fuleco na frente da prefeitura?)

 

Escrito por Caroline Cezar, 02/07/2014 às 09h52 | carol.jp3@gmail.com



Caroline Cezar

Assina a coluna Ex pressão

É curiosa e encantada com manifestações da natureza, incluindo a humana. Tem resistência a currículos e títulos. Tenta exercitar a entrega cotidiana. Discorda da própria opinião. É apaixonada. Não sabe, nem quer, separar nada de coisa alguma.