Jornal Página 3
Coluna
J. Júnior
Por Jonas Ramos Júnior

MALA DIRETA

PASSADO E FUTURO

Tem muita gente indignada com a qualidade dos entrevistadores nos encontros realizados pela TV Cultura e Globo News, onde as questões abordadas eram mais de cunho pessoal do que programático. No debate da Band não foi muito diferente. A maioria é formada por repórteres consagrados e que tem uma longa história no jornalismo brasileiro. Acontece que nessa fase de candidaturas recém lançadas é importante que se conheça um pouco da vida pregressa dos candidatos. Afinal, são eles que comandarão uma das maiores economias do planeta e com uma população de mais de 200 milhões de habitantes, divididos em um país continental, com diferenças culturais enormes e uma desigualdade brutal. Enfim, já diz o dito popular: “Diga-me com quem andas e te direi quem és”. Conhecer a fundo os candidatos é importantíssimo.


INTOLERÂNCIA

Talvez uma das palavras que mais está em voga ultimamente seja “intolerante” que no dicionário Houaiss quer dizer “que(m) não tolera modos de ser ou agir diferentes dos seus”. É impressionante que isso venha de pessoas ditas letradas, educadas e que tem uma posição de destaque na sociedade. A campanha política que se desenrola costuma aflorar em alguns indivíduos o seu lado mais sóbrio, revela, de forma rude e cruel, uma face muitas vezes desconhecida. Estamos vivendo um momento onde não existem mais adversários e sim inimigos. A liberdade é o bem mais precioso que possuímos e por isso ninguém pode ser vilipendiado nos seus direitos. Ignorante e intolerante é quem tenta te colocar um cabresto. Por isso nessas eleições não dê satisfações do seu voto, a não ser a você mesmo. Democracia já.


Foto: Arquivo Pessoal

Este colunista 'corujando' no Dia dos Pais com os filhos, Gustavo e Cris 


  

   V I T R I N E   

  

  • Domingo dia dos pais reunimos a família no Restaurante Sabores do Mar e nos deliciamos com seu excelente bufê. O momento não poderia ser melhor porque naquele dia passei o tempo todo com meu netinho Nicolas ao meu lado. A vida se renova. Sou grato a Deus por esses momentos maravilhosos. Espero que o meu paizão que agora mora no andar de cima tenha assistido a tudo de camarote. Amor eterno.
  • A todo momento a gente vê na TV a guerra das empresas de cartão de crédito que disputam a preferência dos comerciantes pelas suas maquininhas, que hoje cabem na palma da mão. Os custos de aquisição e manutenção, bem como os juros de antecipação, estão cada vez menores em função dessa disputa entre as bandeiras. Daí a pergunta que não quer calar. Porque, por exemplo no 2º Ofício de Registro de Imóveis não aceitam nem cartão de débito? A grita é geral e o cidadão que paga pelas custas e emolumentos merece uma resposta. Afinal, carregar dinheiro vivo além de perigoso está quase em desuso.
  • A lista de candidatos da região é enorme e alguns nomes causam surpresa por não fazerem parte do cenário político da cidade e região. A disputa vai ser grande e aqueles que já tem uma mínima atividade política no seu curriculum acabam por levar vantagem. Não necessariamente já ter disputado eleições, mas viver nas hostes políticas propriamente dito. A sorte está lançada.
  • Em épocas de crise financeira e desemprego por todo lado, fica difícil saber como muitos candidatos pretendem arrumar dinheiro pra sua campanha política. Antigamente as empresas eram as maiores doadoras, agora com as novas regras eleitorais que só permitem doações de pessoas físicas, e bem limitadas, quem vai bancar a disputa? Vão ter que botar a mão no bolso.
  • Cidadão saiu do seu estabelecimento comercial perto da uma hora da madrugada e relata que sentiu medo de atravessar aquele trecho da praça Almirante Tamandaré, devido a quantidade de malacos que rondam a região. Disse que pensou em voltar ou chamar um Uber. E isso que bem ali tem uma base da GM. Os malacos comandam aquele trecho da Avenida Atlântica. Socorro! Chama o síndico.
  • Tem uma frase que diz "nunca se explique a ninguém, porque aos amigos não é preciso e aos inimigos não adianta”. Pense nisso!

 ESSE ANO FAÇA CERTO. ELEJA CANDIDATOS FICHA LIMPA. FAÇA A SUA PARTE. 


 

Escrito por Jonas Ramos Júnior, 16/08/2018 às 08h48 | jonasramos3011@hotmail.com



Jonas Ramos Júnior

Assina a coluna J. Júnior

Advogado pós graduado em direito ambiental, reside em BC desde dez/1981. Escreve no JP3 desde 1992, porque tem interesse na cidade e no seu desenvolvimento.














Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
J. Júnior
Por Jonas Ramos Júnior

MALA DIRETA

PASSADO E FUTURO

Tem muita gente indignada com a qualidade dos entrevistadores nos encontros realizados pela TV Cultura e Globo News, onde as questões abordadas eram mais de cunho pessoal do que programático. No debate da Band não foi muito diferente. A maioria é formada por repórteres consagrados e que tem uma longa história no jornalismo brasileiro. Acontece que nessa fase de candidaturas recém lançadas é importante que se conheça um pouco da vida pregressa dos candidatos. Afinal, são eles que comandarão uma das maiores economias do planeta e com uma população de mais de 200 milhões de habitantes, divididos em um país continental, com diferenças culturais enormes e uma desigualdade brutal. Enfim, já diz o dito popular: “Diga-me com quem andas e te direi quem és”. Conhecer a fundo os candidatos é importantíssimo.


INTOLERÂNCIA

Talvez uma das palavras que mais está em voga ultimamente seja “intolerante” que no dicionário Houaiss quer dizer “que(m) não tolera modos de ser ou agir diferentes dos seus”. É impressionante que isso venha de pessoas ditas letradas, educadas e que tem uma posição de destaque na sociedade. A campanha política que se desenrola costuma aflorar em alguns indivíduos o seu lado mais sóbrio, revela, de forma rude e cruel, uma face muitas vezes desconhecida. Estamos vivendo um momento onde não existem mais adversários e sim inimigos. A liberdade é o bem mais precioso que possuímos e por isso ninguém pode ser vilipendiado nos seus direitos. Ignorante e intolerante é quem tenta te colocar um cabresto. Por isso nessas eleições não dê satisfações do seu voto, a não ser a você mesmo. Democracia já.


Foto: Arquivo Pessoal

Este colunista 'corujando' no Dia dos Pais com os filhos, Gustavo e Cris 


  

   V I T R I N E   

  

  • Domingo dia dos pais reunimos a família no Restaurante Sabores do Mar e nos deliciamos com seu excelente bufê. O momento não poderia ser melhor porque naquele dia passei o tempo todo com meu netinho Nicolas ao meu lado. A vida se renova. Sou grato a Deus por esses momentos maravilhosos. Espero que o meu paizão que agora mora no andar de cima tenha assistido a tudo de camarote. Amor eterno.
  • A todo momento a gente vê na TV a guerra das empresas de cartão de crédito que disputam a preferência dos comerciantes pelas suas maquininhas, que hoje cabem na palma da mão. Os custos de aquisição e manutenção, bem como os juros de antecipação, estão cada vez menores em função dessa disputa entre as bandeiras. Daí a pergunta que não quer calar. Porque, por exemplo no 2º Ofício de Registro de Imóveis não aceitam nem cartão de débito? A grita é geral e o cidadão que paga pelas custas e emolumentos merece uma resposta. Afinal, carregar dinheiro vivo além de perigoso está quase em desuso.
  • A lista de candidatos da região é enorme e alguns nomes causam surpresa por não fazerem parte do cenário político da cidade e região. A disputa vai ser grande e aqueles que já tem uma mínima atividade política no seu curriculum acabam por levar vantagem. Não necessariamente já ter disputado eleições, mas viver nas hostes políticas propriamente dito. A sorte está lançada.
  • Em épocas de crise financeira e desemprego por todo lado, fica difícil saber como muitos candidatos pretendem arrumar dinheiro pra sua campanha política. Antigamente as empresas eram as maiores doadoras, agora com as novas regras eleitorais que só permitem doações de pessoas físicas, e bem limitadas, quem vai bancar a disputa? Vão ter que botar a mão no bolso.
  • Cidadão saiu do seu estabelecimento comercial perto da uma hora da madrugada e relata que sentiu medo de atravessar aquele trecho da praça Almirante Tamandaré, devido a quantidade de malacos que rondam a região. Disse que pensou em voltar ou chamar um Uber. E isso que bem ali tem uma base da GM. Os malacos comandam aquele trecho da Avenida Atlântica. Socorro! Chama o síndico.
  • Tem uma frase que diz "nunca se explique a ninguém, porque aos amigos não é preciso e aos inimigos não adianta”. Pense nisso!

 ESSE ANO FAÇA CERTO. ELEJA CANDIDATOS FICHA LIMPA. FAÇA A SUA PARTE. 


 

Escrito por Jonas Ramos Júnior, 16/08/2018 às 08h48 | jonasramos3011@hotmail.com



Jonas Ramos Júnior

Assina a coluna J. Júnior

Advogado pós graduado em direito ambiental, reside em BC desde dez/1981. Escreve no JP3 desde 1992, porque tem interesse na cidade e no seu desenvolvimento.