Jornal Página 3
Coluna
J. Júnior
Por Jonas Ramos Júnior

MALA DIRETA

FAXINA

Parece que enfim o prefeito Fabrício Oliveira resolveu dar um murro em cima da mesa e começou a exigir mais de seus comandados. A cidade que estava com uma cara de meio abandonada, começa a dar sinais de recuperação com várias frentes de limpeza e embelezamento. Assim, como ocorreu neste caso, espera-se que a praia central também receba uma atenção especial nesse período de baixa temporada, como forma de apresentarmos à população em geral uma solução pros problemas das algas, que atualmente são nosso maior tormento. Mãos a obra.


HAITIANOS

Essa semana fui parado por dois jovens haitianos na Quarta avenida que sem falar uma palavra em português procuravam a sede do Sine, para providenciarem carteira de trabalho e ver se havia alguma vaga de emprego. Fiquei pensando nos milhares de brasileiros que saem mundo afora atrás de uma oportunidade e devem se deparar com os mesmos problemas. Outro dia vi numa reportagem que os brasileiros continuam tentando entrar nos EUA pela fronteira com o México ilegalmente. O mundo hoje é uma grande aldeia globalizada e a migração será uma constante na vida de todos.


GIRO GASTRONÔMICO

Cristine S. Ramos, Manuela Ramos e Gustavo Ramos curtindo as delícias do Duo Sushi, considerado o melhor sushi de Balneário Camboriú


PELA EUROPA

Vanda Diegoli em tour pela Europa. Nesta imagem curtindo a neve suíça em plena primavera. 

Com as amigas da OASE de Brusque, em Bruxelas. Da esquerda para a direita: Ivete Lauritzen, Elza Maria Baungaertner, Martha Moritz, Sueli Bernardino e Vanda Appel Diegoli.


VITRINE

  • Outro dia comentei aqui na coluna sobre o descaso com a Rua 3100 entre avenida Brasil e Terceira avenida. Logo a seguir o secretário de obras Osmar Nunes (Mazoca) me ligou pra informar que já está em curso uma revitalização daquela rua. Inicialmente será feito um trabalho de drenagem e a seguir pavimentação.  A cidade agradece.
  • Precisa avisar com urgência a população que falar ao telefone enquanto dirige continua sempre passível de punição, bem como fumar maconha na rua ou na praia também é crime. Porque nenhuma coisa nem outra ultimamente tem sido levada a sério. No Brasil se as autoridades afrouxam um pouquinho a galera já sai da linha. Depois reclamam dos políticos, que são o reflexo da sociedade.
  • O primeiro sinal de que entramos definitivamente na baixa temporada é a proliferação de flyers no para-brisa e na fechadura da porta de casa e do escritório. Bate o pânico nos comerciantes e eles acreditam que um simples folheto vai lhes salvar a vida. Em tempos de redes sociais acho um tremendo desperdício. Além de sujar as ruas.
  • Toda vez que o ministro Paulo Guedes vai ao congresso participar de uma comissão, no caso agora a da reforma da previdência, a oposição lhe cobra uma solução pro desemprego. Toda vez a resposta é a mesma, que o desemprego é herança de 16 anos de má condução da economia do PT e seus aliados. Parece que não aprendem nunca.
  • Tem assuntos que entra ano e sai ano e a gente fica martelando na mesma tecla e nunca se vislumbra uma solução à vista. É impossível que as autoridades de trânsito não façam nada com relação ao abuso dos motociclistas com relação ao escapamento das motos. Tem momentos que não se escuta nem o som da televisão. Parte é culpa das empresas de tele entrega que deveriam ajudar neste controle.
  • Dia 10 desse mês Juliana Tedesco dos Santos e o maridão Aristides dos Santos comemoram 10 anos de casados e o aniversário dela. Os convidados serão recebidos na boate do condomínio Ibiza Towers. Felicidades aos amigos e vida longa.

ESSE ANO FAÇA CERTO. DIGA NÃO A VIOLENCIA.  FAÇA A SUA PARTE.

Escrito por Jonas Ramos Júnior, 09/05/2019 às 11h51 | jonasramos3011@hotmail.com



Jonas Ramos Júnior

Assina a coluna J. Júnior

Advogado pós graduado em direito ambiental, reside em BC desde dez/1981. Escreve no JP3 desde 1992, porque tem interesse na cidade e no seu desenvolvimento.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
J. Júnior
Por Jonas Ramos Júnior

MALA DIRETA

FAXINA

Parece que enfim o prefeito Fabrício Oliveira resolveu dar um murro em cima da mesa e começou a exigir mais de seus comandados. A cidade que estava com uma cara de meio abandonada, começa a dar sinais de recuperação com várias frentes de limpeza e embelezamento. Assim, como ocorreu neste caso, espera-se que a praia central também receba uma atenção especial nesse período de baixa temporada, como forma de apresentarmos à população em geral uma solução pros problemas das algas, que atualmente são nosso maior tormento. Mãos a obra.


HAITIANOS

Essa semana fui parado por dois jovens haitianos na Quarta avenida que sem falar uma palavra em português procuravam a sede do Sine, para providenciarem carteira de trabalho e ver se havia alguma vaga de emprego. Fiquei pensando nos milhares de brasileiros que saem mundo afora atrás de uma oportunidade e devem se deparar com os mesmos problemas. Outro dia vi numa reportagem que os brasileiros continuam tentando entrar nos EUA pela fronteira com o México ilegalmente. O mundo hoje é uma grande aldeia globalizada e a migração será uma constante na vida de todos.


GIRO GASTRONÔMICO

Cristine S. Ramos, Manuela Ramos e Gustavo Ramos curtindo as delícias do Duo Sushi, considerado o melhor sushi de Balneário Camboriú


PELA EUROPA

Vanda Diegoli em tour pela Europa. Nesta imagem curtindo a neve suíça em plena primavera. 

Com as amigas da OASE de Brusque, em Bruxelas. Da esquerda para a direita: Ivete Lauritzen, Elza Maria Baungaertner, Martha Moritz, Sueli Bernardino e Vanda Appel Diegoli.


VITRINE

  • Outro dia comentei aqui na coluna sobre o descaso com a Rua 3100 entre avenida Brasil e Terceira avenida. Logo a seguir o secretário de obras Osmar Nunes (Mazoca) me ligou pra informar que já está em curso uma revitalização daquela rua. Inicialmente será feito um trabalho de drenagem e a seguir pavimentação.  A cidade agradece.
  • Precisa avisar com urgência a população que falar ao telefone enquanto dirige continua sempre passível de punição, bem como fumar maconha na rua ou na praia também é crime. Porque nenhuma coisa nem outra ultimamente tem sido levada a sério. No Brasil se as autoridades afrouxam um pouquinho a galera já sai da linha. Depois reclamam dos políticos, que são o reflexo da sociedade.
  • O primeiro sinal de que entramos definitivamente na baixa temporada é a proliferação de flyers no para-brisa e na fechadura da porta de casa e do escritório. Bate o pânico nos comerciantes e eles acreditam que um simples folheto vai lhes salvar a vida. Em tempos de redes sociais acho um tremendo desperdício. Além de sujar as ruas.
  • Toda vez que o ministro Paulo Guedes vai ao congresso participar de uma comissão, no caso agora a da reforma da previdência, a oposição lhe cobra uma solução pro desemprego. Toda vez a resposta é a mesma, que o desemprego é herança de 16 anos de má condução da economia do PT e seus aliados. Parece que não aprendem nunca.
  • Tem assuntos que entra ano e sai ano e a gente fica martelando na mesma tecla e nunca se vislumbra uma solução à vista. É impossível que as autoridades de trânsito não façam nada com relação ao abuso dos motociclistas com relação ao escapamento das motos. Tem momentos que não se escuta nem o som da televisão. Parte é culpa das empresas de tele entrega que deveriam ajudar neste controle.
  • Dia 10 desse mês Juliana Tedesco dos Santos e o maridão Aristides dos Santos comemoram 10 anos de casados e o aniversário dela. Os convidados serão recebidos na boate do condomínio Ibiza Towers. Felicidades aos amigos e vida longa.

ESSE ANO FAÇA CERTO. DIGA NÃO A VIOLENCIA.  FAÇA A SUA PARTE.

Escrito por Jonas Ramos Júnior, 09/05/2019 às 11h51 | jonasramos3011@hotmail.com



Jonas Ramos Júnior

Assina a coluna J. Júnior

Advogado pós graduado em direito ambiental, reside em BC desde dez/1981. Escreve no JP3 desde 1992, porque tem interesse na cidade e no seu desenvolvimento.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade